10 dias pela Ilha Sul da Nova Zelândia
Nova Zelândia Oceania

10 dias pela Ilha Sul da Nova Zelândia

Se lança pra lha Sul da Nova Zelândia!

A ilha sul possui os destinos de turismo mais procurados do país. Com certeza quando começar a pesquisar sobre a ilha, nomes como: Queenstown, Wanaka, Franz Josef, Mount Cook, West Coast, Abel Tazman, Nelson, Lake Pukaki, Christchurch entre outros, apareceram, e você vai querer morar lá por uns 6 meses para conseguir conhecer tudo. Pelo menos foi isso que aconteceu comigo…

Passamos 10 dias na Ilha Sul e conforme prometido neste post aqui, agora vou contar em detalhe o que tem pra ver, pra fazer, pra comer, e onde nos hospedamos em cada uma das cidades que passamos.

Fomos de avião de Auckland para Queenstown pela JetStar e lá foi nosso ponto de partida para nossa RoadTrip pela West Coast. O plano aqui foi se lançar sem hotéis reservados. Chegávamos à cidade e procurávamos. Antes olhávamos nos guias e íamos perguntando se tinham quarto disponível.

Essa era a ideia da viagem: independência.

Queenstown

Reservamos apenas uma noite de hotel no Absoloot, mas essa cidade vale com certeza uns 2 dias inteiros. Tem muita coisa pra fazer por lá e uma das coisas que faria se soubesse antes, é saltar de paraquedas aqui, porque essa é uma das cidades mais lindas da Ilha Sul.

Essa cidade é a “capital” dos esportes radicais, dentre eles: Bungy Jump, Paraquedas, Paraglide, Shotover Jet etc… Dentre todas as opções, o que escolhemos foi o Bungy Jump.

Pulamos do Kawarau Bridge. Esse foi o primeiro Bungy “comercial” do mundo, e é um dos mais baixos, apenas 43 metros. Mas garanto que é o suficiente para que você sinta que esta pulando de encontro à morte. A sorte é que os caras da AJ Hackett são muito TOP no que fazem e a chance de você partir dessa pra uma melhor é quase nula. Escolhemos essa ponte porque além de ter uma história bacana e poder dizer: “Pulei do 1º Bungy do mundo” – tem o rio Kawarau embaixo (no caso, o fato de ter o rio embaixo foi o fator decisório, hehe). Assim, caso eu fosse a infeliz em iniciar a estatística de acidentes, teria a chance de cair e sair nadando, pelo menos.

Pulei, não morri e foi uma das experiências mais loucas da minha vida.

Vá! Adrenalina doida, você fica doido, quer pular em seguida de novo, vale cada centavo. Mas não pense duas vezes e nem olhe pra baixo. Se lança sem dó! Depois de pular, se quiser pular de novo, eles cobram apenas 20 nzd o segundo pulo. Então, se já estiver na pilha para pular duas vezes, deixe pra pagar o segundo lá que vai te sair bem mais barato.

Valores: o pulo custa 180 nzd e fotos+vídeo são mais 80 nzd. Você pode deixar para decidir essa compra lá na hora, depois do pulo. Nós reservamos somente o pulo pelo site com 30 dias de antecedência porque desta forma tem desconto de 30nzd. Compramos só o vídeo (45nzd).

Comidinhas que deixaram saudade: tem uma padaria muito SENSACIONAL que vale a menção aqui, a Ferg Bakery na Shotover Street, a mesma rua da loja central da AJ Hacket. Comam o cookies de chocolate, a focaccia e o chocolate and raspberry fudge. Só de lembrar, passo mal de tanta vontade.

FergBakery_Cookie_Ilha_Sul_da_Nova_Zelândia
O melhor cookie do mundo!

Não comemos em lugares muito bons durante toda a viagem, então quando eu mencionar aqui é porque realmente é bom.

Outros lugares famosinhos (comemos em todos): Ferg Burger, Vudu Café, Supermercado FourSquare, The Bakery.

Nos hospedamos no Absoloot. É um hostal, super bem localizado, em frente ao Lake Wakatipu, bem limpo, free wifi e de qualidade, com quartos de casal bem confortáveis e com vista pro lago. Super recomendo. Diárias a partir de 98nzd. Não tem café da manhã, mas tem cozinha e um monte de lugares gostosos pra comer perto.

Queenstown_Wharf_2_Ilha_Sul_da_Nova_Zelândia

Passamos um dia inteiro em Queenstown, dormimos, e na tarde do dia seguinte partimos em direção à…

Te Anau

São 171km de Queenstown a Te Anau. Levamos quase 3 horas. Chegamos à noite, dormimos no Te Anau Backpackers. Limpo, silencioso, quarto de casal ótimo e barato, 76nzd a diária. Nesta cidade reservamos o cruzeiro em Milford Sound no escritório da Go Orange, que é a mesma empresa que alugamos o carro e dava um desconto por isso. Pagamos 49 dólares por pessoa.

Mildford Sound

São 118km de Te Anau para Milford Sound. Acordamos as 5h30am e levamos 2horas para chegar. Abaixo vemos o Mitre Peak, chamado de “cabeça do fiorde” com 1623m de altura. Como chove em média 200 dias por ano neste lugar, você terá que contar com a sorte para vê-la.

Milford_Sound_Ilha_Sul_da_Nova_Zelândia
Mitre Peak

Além de atenção redobrada na estrada, ela é linda, mas cheia de curvas e neblina. Levem repelente e uma jaqueta de frio porque no cruzeiro faz um friozinho de doer e tem muito sandfly (borrachudo). Se você for bem aventureiro e bem preparado pode fazer o passeio pelos Fiordes de kayak. Veja aqui uma empresa que faz esse passeio. A única coisa que tem pra fazer em Milford é esse passeio pelos fiordes, acabou o cruzeiro, já pode seguir viagem.

Partimos para…

Wanaka

São 342km de Milford para Wanaka. Levamos 4h30 até Queenstown, onde paramos para almoçar no Ferg Burger, ao lado da Ferg Barkery. Achamos o burger péssimo, mas up to you.

Seguimos para Wanaka pela Crown Range Road. Essa estrada sobe Crown Range mountains e a vista é FANTÁSTICA, tão fantástica que tem até site especial e está no wikipedia, pra você ter uma ideia. Mas só faça esse caminho de dia, porque de noite além de não ver nada, tem muita curva, deixando-a perigosa demais.

Crown_Range_Road_Ilha_Sul_da_Nova_Zelândia
Crown Range Road

No caminho de Queenstown para Wanaka, passamos por Arrowtown para conhecer o Chinese Settlement (não achamos nada demais) e por Cardona que é uma cidade bem pequena lá em cima da montanha onde você se sentirá naqueles filmes de velho oeste americano, bem bonitinha.

Chegamos em Wanaka a tardezinha e ficamos no Te Wanaka Lodge. Além de lindo, Sheryl, a dona, é super simpática e faz um café da manhã maravilhoso. O quarto desse lodge é incrível e tem uma jacuzzi bem boa pros hospedes. Pagamos 170nzd a diária. Passamos 1 noite em Wanaka e no dia seguinte partimos em direção a…

Fox Glacier e Franz Josef

Depois de 286km, feitos em 7horas, calma, eu explico… Normalmente esse trajeto é feito em umas 4 horas, porém há muitas belezas naturais nesse trajeto e nós paramos em TODAS e por isso demoramos tanto. Não vale a pena não parar, sério.

Se vocês ficarem no Te Wanaka Lodge, peçam o guia da Sheryl, lá tem todas as paradas e quanto tempo e quilômetros de uma a outra. Foi dica dela e fizemos todas: Blue Pools, Fantail Falls, Thunder Falls, Haast. Se quiser me escreve aqui neste post ou por email que te mando uma cópia do “guia da Sheryl”.

Thunder_Creek_Falls_Ilha_Sul_da_Nova_Zelândia
Thunder Creek Falls

Em Fox Glacier só passamos de carro, é bem pequena a cidade, tipo 1 quarteirão. Já Franz Josef é bem maior, 3 quarteirões!

Nos hospedamos no Montrose Backpackers, 98nzd a diária em um quarto para casal com banheiro. Passamos 2 noites e meio dia aqui. Não, não ficamos tanto tempo porque tinha muito o que fazer, ao contrário, além do Franz Josef Glacier que você faz andando em terra firme e/ou de helicóptero (e dá pra descer lá em cima no Glacier), não há mais nada o que fazer nessa cidade.

Franz_Josef_Glacier_Ilha_Sul_da_Nova_Zelândia

O que nos prendeu aqui foi o mau tempo. Tinha uma tal névoa branca em cima da cidade todos os dias que passamos lá e nos prendeu porque ficamos na esperança de que o tempo iria abrir (e a previsão nos ajudava a acreditar nisso) e se abrisse poderíamos fazer o Hiking pelo Glacier e saltar de paraquedas em um dos lugares mais lindos do mundo.

Franz_Josef_Mau_Tempo_Ilha_Sul_da_Nova_Zelândia
Mau tempo Franz Josef :/

Mas não, o tempo não abriu e foi então que decidimos mudar todos nossos planos e subir até Nelson, para saltar em Abel Tazman…

No caminho para Nelson passamos por Hoititika (bonitinha, paramos para ver a praia e abastecer, apenas) e Greymouth (passamos reto) e seguimos em direção a…

Nelson

sem paradas são 3h30 de Greymouth a Nelson. Nós levamos 6h. Fomos parando no caminho. Tem paisagens lindas pra fotografar: Pancake Rocks, Truman Track e, por favor, parem nesses lugares, em Truman Track parece que você esta na lua, é incrível…

Truman_Track_Punaikaiki_1_Ilha_Sul_da_Nova_Zelândia
Truman Track

Chegamos à noite em Nelson e nos hospedamos no Quality Inn, 125nzd a diária em quarto para casal sem café da manhã. Em Nelson jantamos no La Gourmandise, um restaurante delicioso de crepes no melhor estilo francês.

No dia seguinte partimos em direção a…

Motueka

Pra quê? Pra SALTAR DE PARAQUEDAS, piramos na NZ, gente. Saltamos com a Skydive Abel Tazman. Super profissionais, tranquilos e transmitem muita segurança. Amei toda a experiência.

Pagamos 299nzd do salto e mais 200nzd para um outro paraquedista saltar fazendo fotos e vídeo. Se esse é seu primeiro salto, vale a pena pagar para ter o registro, é uma delicia ficar assistindo. Olha o nosso aqui:

Depois de ter dado o salto mais alto (13 mil pés ou +-4km) e mais emocionante da minha vida, fomos para…

Kaiteriteri

Só almoçamos por aqui e fizemos uma trilha para ver a Apple Split Rock. Dá pra passar um dia aqui nesta região, só não fizemos porque não tínhamos mais dias.

Kaiteriteri_beach_Ilha_Sul_da_Nova_Zelândia

Apple_Split_Rock_2_Ilha_Sul_da_Nova_Zelândia
SUP em Apple Split Rock

À tarde partimos para…

Kaikoura

303km e 4hs depois chegamos no fim da tarde a Kaikoura. Nos hospedamos no ClearWater Motel. Fica em frente a praia. É tipo uma casa/apartamento. Foram 80nzd apenas. Um dos maiores e mais baratos da nossa viagem.

Kaikoura_Beach_Ilha_Sul_da_Nova_Zelândia

No dia seguinte acordamos bem cedo, as 5am e fomos pro Dolphin Encounter para mergulhar com golfinhos (tá vendo como piramos na NZ). Reservamos o mergulho pelo site deles e pegamos o primeiro horário da manhã porque é o que dizem ser o horário que aparecem mais golfinhos e realmente tinham muitos. Foi lindo e ai vai mais um vídeo de alguém que acorda muito feliz…

Em Kaikoura comemos uma pizza muito boa no Dexarelli’s e tomamos café da manhã no Reserve Hutt. Super recomendo ambos.

Na tarde do mesmo dia partimos em direção à…

Christchurch

Os 180 últimos km da nossa roadtrip foram feitos em 2h30. Chegamos à tarde e estávamos muito cansados pois o passeio dos golfinhos havia começado bem cedo às 5h30 da manhã. Então só passeamos um pouco pelo centro da cidade, pelo parque que há em frente ao YMCA e fizemos umas compras no mercado (amo).

Christchurch_Ilha_Sul_da_Nova_Zelândia

Nos hospedamos no YMCA, 85nzd a diária, quarto de casal com banheiro. Super limpo e bem localizado. Dia seguinte, partimos em direção à…

Realidade

Aeroporto de Christchurch, depois de Auckland, depois de Santiago e 39 horas depois: lar doce lar.

Quem estiver indo pra NZ e tiver dúvidas pode me escrever e/ou dar sugestões. Coração aberto e dedos cheios de vontade de escrever 🙂

Emergências e Quanto (R$) você vai precisar para fazer essa viagem, veja neste outro post aqui.

Se lança…

 

 

Se lança nesses outros posts também:

Se lança pra Nova Zelândia, Djáh!

Guia de sobrevivência na Nova Zelândia.

5 dias pela Ilha Norte da Nova Zelândia.

Cavernas de Waiotomo.

Rarotonga, um paraíso nas Ilhas Cook.

Comentários

comments

22 Comments

  1. Klezer Gaspar

    Iradas as dicas, Flavia!
    To indo em novembro pra NZ e seu blog trouxe dicas muito boas. Quando voltar eu conto como foi!
    Valeu!

    Responder
    • Fla Locci

      Opaaa!! Que legal. Espero que curtam muito. Na volta, se animar, está mais do que convidado a escrever um post pra gente 🙂

      Responder
  2. Carolina

    Ola. ameeei seu site, sensacionais as dicas da NZ. vou me lançar pra la em junho!!!! pode me enviar por email o roteiro da Sheryl?? Obrigada. Beijos.

    Responder
    • Fla Locci

      Olá Carolina, obrigada pelo comentário.
      Já mandei o guia pro seu email.

      Se Lança pra NZ 🙂

      Responder
    • Tati Barro

      Oi Tassia, legal que gostou do post!
      Mandamos o Guia no seu email, dá uma olhadinha lá.
      Beijos e boa viagem!

      Responder
    • Tati Barro

      Oi Natália! Que bom que está gostando do blog, isso nos deixa muito felizes!
      Já te mandamos o email.
      Abraços e se lança!

      Responder
    • Fla Locci

      Adorei seu comentário! Muito obrigada! O guia já está no seu email. Boa viagem, abraços!

      Responder
  3. Geovana

    Tb adoraria receber o email da Sheryl, sera que vc pode me enviar? Obrigada, beijo.

    Responder
  4. flemming

    Boa tarde, primeiramente parabens pelo blog muito bom, gostaria de uma ajuda, irei com minha familia em julho, chego dia 20 em queenstown, gostaria de uma sugestao de roteiro nessa regiao, pensei em 02 noites queenstown,01 te anau, 01 wanaka, e tenho mais 02 noites livres, posso voltar a auckland pelo aeroporto de queenstown ou por Christchurch? vale a pena fazer o caminho depois wanaka a Christchurch?

    Responder
    • Fla Locci

      Olá Flemming,
      Se são só 2 dias sobrando, acho besteira voltar pra Auckland, tem mais lugares legais pra vcs conhecerem na Ilha Sul. Eu só desceria até Te Anau se vcs quiserem fazer o passeio pelo Milford Sound, se for só pela cidade, não vale a pena. Queenstown é muito legal, vale a pena saltar de paraquedas e pular de bungee por lá se toparem a adrenalina. Christchurch é uma cidade maior, mas é linda, vale a pena ficar 1 ou 2 noites por lá. Wanaka é bem legal também e vocês podem ir de Wanaka pra Christchurch parando nas cachoeiras, Blue Pool entre outras paisagens lindas que tem pelo caminho. Posso te mandar o guia da Sheryl por email, nele tem todas as paradas legais pra se fazer. Lembre-se que a pesar da distância em km ser pouca, as entradas são pista simples, então qualquer viagem já leva o dobro do tempo do que estamos acostumados. Eu faria: 2 noites Queenstown, 1 Te Anau (Milford Sound), sobe de volta pra 1 noite em Wanaka (subindo pela The Crown Range, estrada com vistas incríveis) e 2 noites Christchurch. Aproveitem! bjs

      Responder
  5. Paula Melo

    Oi Flávia! Ótimo post! Vai ajudar muito!
    Também gostaria de receber o guia da Sheryl.
    Obrigada!

    Responder

LEAVE A COMMENT