10 lugares para conhecer em Barcelona
Barcelona Espanha Europa

10 lugares para conhecer em Barcelona

O que conhecer em Barcelona? O que é imperdível?

Aqui temos um post bem especial com 10 lugares que você precisa conhecer em Barcelona.
São 10 coisas que você só vai encontrar na cidade que tem um dos maiores times de futebol do mundo e na cidade “onde prédios são obras de arte, comida é cultura, trabalho é diversão e cada noite é perfeita para uma nova aventura”.

Minha maior dica é: quando estiver por Barcelona, olhe pra cima, admire a fachada dos prédios modernistas do Eixample. No Passeig de Gràcia, preste atenção nos desenhos do chão que você está pisando. No Born, observe as micro-sacadas e as pencas de plantas que se escapam em cachos pelas grades. No Gótico, repare nas portas de madeira, nas estreitas ruas, no passar do tempo marcado nas paredes de pedra, na vida que passou e passa por ali cada dia.

Em Barcelona, tudo inspira! São muitos os detalhes que tornam essa cidade incrível.

E aí vai então a imperdível lista com 10 lugares para conhecer em Barcelona:

1. | SAGRADA FAMÍLIA, CASA BATLLÓ e LA PEDRERA |

Pensa em uma pessoa que deixou um legado para uma cidade? Mais que pra uma cidade, um legado pra humanidade. Essa pessoa é o mais famoso arquiteto catalão: Antoni Gaudí. Pioneiro do modernismo catalão, entre 1880 e 1930, Gaudí fez seu nome ousando em uma variação do art-noveau Francês, que resultou no movimento modernista catalão, acompanhado por outros arquitetos e escultores do período.

ROTA MODERNISMO BARCELONA

 

 

Para entender o que é o Modernismo Catalão, basta caminhar pela cidade olhando pras fachados dos prédios do bairro do Eixample. Ah, e também pro chão, os desenhos das calçadas, também nos ensinam muito sobre esse movimento.

 

 

Sem dúvida a obra mais emblemática da carreira de Gaudí é a Sagrada Família. Uma obra que atravessa séculos, talvez a obra mais longa da história. E você não precisa ser religioso para admirá-la ou para se espantar com a grandiosidade da mesma.

A Sagrada Família está entre os monumentos mais visitados da Espanha e por isso mesmo, aí vai uma dica preciosa pra quem vai entrar ou só observá-la por fora: os melhores dias para visitar a Sagrada Família são as terças e quartas pela manhã. São os dias mais vazios, com menos grupos de excursões.

Pra quem tiver curiosidade de conhecer a Sagrada Família por dentro, compre o ticket com antecedência pelo site da própria atração ou pelo Get Your Guide, que oferece um tour com acesso prioritário, para evitar as longas filas de entrada e ainda acesso a Torre da Paixão. As vistas de Barcelona lá de cima e a própria vista da igreja valem cada centavo de euro investido.

Mais uma curiosidade sobre a Sagrada Família: Gaudí morou nos últimos anos de sua vida na Sagrada Família, ou melhor, no canteiro de obras que um dia se tornaria ela. O arquiteto foi enterrado na igreja após falecer depois de ser atropelado por um tranvia e quase ser enterrado como indigente.

Sagrada_Familia_Barcelona_HotelAyre
Foto feita no bar da cobertura do Hotel Ayre Rosselón. Dica top pra tomar um café e fazer uma foto da Sagrada Família desde outro ponto de vista.

Além da Sagrada Família, Gaudí também eternizou sua genialidade com as obras: Casa Batlló e La Pedrera. Ambas ficam em uma das ruas mais caras e chiques da cidade, o Passeig de Gràcia, e são paradas obrigatórias pra quem passa por Barcelona.

Casa_Batllo_La_Pedrera_Barcelona
A esquerda a Casa Batlló e a direita a La Pedrera ou Casa Milá. Adoro sentar nesses bancos e ficar olhando as casas de Gaudí.

Veja neste roteiro de 3 dias em Barcelona todas as dicas de como conhecer essas famosas obras de Gaudí.

2. | GRÀCIA |

O Bairro de Gràcia é um daqueles bairros charmosos, ótimos pra quem gosta de observar como vivem os Barceloneses. Mais que um bairro, até o final do século 19 Gràcia foi uma vila, quando foi então engolida pela crescente Barcelona. Por isso, ainda hoje, quando você andar por Gràcia vai ver que ela mantem sua carinha e ritmo de vila, de cidade pequena, dentro da imensa e agitada vida Barcelonesa.

Assim como o Gótico a graça neste bairro está em se perder pelas ruas e praças e também olhar as vitrines da inúmeras lojinhas super cool que trazem ao bairro um toque hipster todo especial. As ruas que mais gosto de andar por Gràcia são: Verdi, Bruniquer, L’Or, Topazi, Robí, Perla, Torrent d’Olla, Travessera de Gràcia e as Praças: del Sol, Virreina e Diamante. Na Plaça del Sol, tem um barzinho chamado Sol de Nit, muito gostoso.

No bairro de Gràcia está também a primeira casa construída por Gaudí em Barcelona, a Casa Vicens. Apenas em 2017 ela passou a ser aberta ao público, por isso, ainda não é uma das obras mais visitadas do arquiteto, o que pra mim é ainda mais legal, pois você poderá desbravar um ponto turístico ainda não tão turístico assim. Eu sou apaixonada por essa casa. Apesar de não ter nada de interativo ou com pouca história por dentro, é uma casa cheia de lindos e cuidadosos detalhes, ótimas para uma sessão de fotos bem fofa como abaixo. Vale a visita.

Casa_Vicens_Gaudi_Barcelona
Fotos feitas pela minha amiga Monika Krampf. Há várias fotos dela ilustrando nosso exclusivo Guia Se Lança para Barcelona.

3. | CAMP NOU |

Fãs ou não de futebol, eu só digo uma coisa: se você estiver em uma viagem de uns 5 ou 6 dias em Barcelona, coloque o Camp Nou na sua programação!

O tour pelo estádio do Barcelona, passa por um pequeno museu do clube, onde exibem todas suas milhares de taças e títulos, há uma parte interativa onde além de conhecer a história do clube você vai poder ouvir o hino da torcida e cantar junto. Há também uma experiência em 3D pra você sentir a emoção de estar assistindo um partido clássico no Camp Nou e por fim, você vai chegar bem pertinho do gramado, passar pela sala da imprensa, vestiários e terminar o tour dentro da Mega Store do Futbol Club Barcelona. A única Mega Store em Barcelona.

barcelona camp nou sala imprensa

Gente, é muito legal!!
Neste post aqui escrevi como foi minha experiência no Camp Nou. Dá uma olhada depois.

4. | PARK GÜELL |

Mais uma obra maestra de Antoni Gaudí e que merece um tópico especial, pois é um parque um pouco mais afastado do centro da cidade, e é também o único parque ‘público’ de Barcelona onde cobram entrada para acesso a área principal, chamada Zona Monumental, que é onde está a parte mais legal do parque, obviamente.

É o parque mais Instagramável da vida. Super colorido, cheio de texturas, curvas, e elementos que fazem referência a natureza e ao no fundo do mar, marca registrada de Gaudí.

Parque_Guell_Barcelona

Há muita fila para comprar ingresso na hora e para entrar, então o ideal é se planejar e comprar as entradas online pelo site do parque ou contratar um tour guiado, para aprender mais sobre a história do parque que originalmente foi concebido como um empreendimento habitacional de um importante médico de Barcelona, chamado Güell.

O parque é inspirado no movimento cidade-jardim da Inglaterra e através desse tour guiado você também tem acesso à zona monumental, onde estão a lendária Escadaria do Dragão (que é onde está a Salamandra feita de mosaicos quebrados) e o Salão do Hipostilo. Passear por esse parque, com guia, é outra experiência, outro nível de entendimento. Além de entrar no parque sem ter que pegar fila.

5. | LAS RAMBLAS, BOQUERÍA E O BAIRRO GÓTICO |

Caminhar pelas Ramblas e pelo bairro Gótico é passeio obrigatório para quem visita Barcelona.

As Las Ramblas é um calçadão, com 1,2km de extensão que liga a Praça Catalunha ao Port Vell. Posso dizer que só passear por ela, já é um passeio, mas essa dica aqui é pra te fazer andar mais do que 1,2km e ver o que mais a Rambla tem pra te oferecer além de uma agradável caminhada.

ROTEIRO_DE_1_DIA_BARCELONA_LASRAMBLAS_
Las Ramblas, vista da terraza do Hotel 1898.

Bem na altura do metrô Liceu, se você estiver descendo a Rambla sentido mar, você verá a sua direita um dos mercados municipais mais famosos da Europa: a La Boquería. Vale a pena entrar e se perder pelo mercado que remonta do século XIX. Sair da Boquería sem provar um suco de frutas é como passar pelo Passeig de Gràcia e não ver a Casa Batlló. Tem que tomar, hein?!

Descendo um pouco mais pela Rambla, próximo ao mosaico de Miró (no chão), você verá a sua esquerda, uma ruazinha chamada também Boquería. Entre nessa rua e comece a sua exploração pelas ruazinhas que a cruzam para se perder pelo bairro Gótico.

Caso você passe essa rua, outro ponto de referência pode ser a Calle Ferran (Mc Donalds e KFC na esquina). Entre na Ferrán, caminhe 50m e veja a sua direita uma entrada para Praza Reial. Pegue qualquer rua a partir da praça e se perca novamente pelo Gótico.

Se você chegar até a Praça Jaume, onde há os palácios do Governo e Prefeitura de Barcelona, pegue a esquerda na Calle del Bispe, para sair bem na frente da Catedral de Barcelona. E advinha? Se perca novamente por esse bairro que guarda, até hoje, partes da muralha Romana que um dia foi a ‘Ciutat Vella’ de Barcelona, além de uma pequena parte do antigo bairro Judeu e muitas construções medievais que evidenciam a evolução da cidade. Dica: repare nos portais dos edifícios 😉

6. | BARCELONETA E PORTO OLÍMPICO |

Barcelona tem deliciosas praias há menos de 20 minutos caminhando desde o centro da cidade. São mais de 10 praias que compõem a orla da cidade, e no alto verão, encontrar um tiquinho de areia pra esticar sua canga e pegar aquele bronze, virá uma missão quase que impossível.

Praia_Barceloneta_Barcelona

Entre as mais de 10 praias, Barceloneta é a que ganhou grande fama internacional e não se sabe ao certo porquê. Talvez por ser a primeira logo após o Porto? Quem sabe…

O que eu sei é que acho uma delícia caminhar pela orla de Barceloneta e ir caminhando, caminhando, caminhando até chegar ao Porto Olímpico, onde há mais uma Marina cheia de barcos (bem menores e mais humildes que os barcos do Port Vell).

Veja aqui um post sobre as melhores praias de Barcelona.

Na parte do Porto Olímpico estão também algumas das baladas mais gringas de Barcelona:  Shokô, Carpe Diem, Catwalk e Pachá. Se quiser pegar gringo na balada, esses são os lugares 😉

Se estiver morrendo de fome ao chegar ao Porto Olímpico, desça na área da Marina e vá caminhando até o “final” dela, até chegar a um restaurante chamado La Fonda del Port Olimpic. A paella de lá é SENSACIONAL. Se for durante a semana, peça o “Menu del Día”, custa 12€ e inclui entrada, prato principal (que pode ser paella), sobremesa, café, água e vinho. Uma orgia gastronômica a preço de banana. No post Onde Comer Paella em Barcelona mostro como é a experiência no La Fonda.

7. | COMER TAPAS |

Há vários lugares legais para comer tapas em Barcelona, fiz até um post exclusivamente sobre onde comer tapas em Barcelona. Tapas são pequenas porções de comida, que podem ou não serem servidas sobre um pequeno pedaço de pão.

Algumas tapas clássicas: patatas bravas, huevos estrellados, pan con tomate y jamón, tapas de calamares, tapas de lagostim etc… podem ser porções individuais ou para compartilhar (o mais comum).

Há também vários restaurantes que servem as tapas na vitrine e com uns palitos espetados. Esse tipo de tapa é chamado na verdade de pintxo. O pintxo é um ‘tapa” individual, muito típico do País Basco, mas que se popularizou por toda Espanha.

Esses palitos não são (apenas) para segurar o tanto de coisa que tem em cima do pequeno pedaço de pão, e tão pouco para você palitar os dentes depois de comer, esses palitos são para que o garçom conte quantos tapas você comeu e te cobre depois, ok? Nada de quebrar palito e fazer o Brasil passar vergonha, hein?!!

Se quiser ter uma experiência tipo ‘pub crawl’ só que de ‘pintxo crawl’ vá até a Calle Blai no bairro do Poble Sec (metrô Paral-lel ou Poble Sec). Os restaurantes que mais gosto aí são: La Tasquería de Blai e o Quimet & Quimet.

Tapas_Barcelona_Blai
Pintxos da La Tasquería de Blai, na Calle Blai no bairro Poble Sec

Eu sempre uso o Foursquare para me ajudar a escolher bons restaurantes ou bares quando estou viajando. Sobre Barcelona, tenho listas divididas por bairros, vale dar uma olhada no Foursquare do Se Lança, pois vou atualizando sempre que conheço um lugar novo e bom.

8. | EL BORN E PARC DE LA CIUTADELLA |

O bairro do Born é o bairro mais fofo de Barcelona. Pronto, falei!
Pra caminhar e sentir o que é a vida romantizada de Barcelona em Vicky Cristina Barcelona. Esse é o bairro.
É o bairro da boêmia, dos artistas, dos novos designers, dos pequenos restaurantes, dos bares descolados.

Neste bairro está a igreja gótica Santa María del Mar, a que aparece na série do Netflix “La catedral del Mar” e também onde está o Museu Picasso, o Mercat del Born e o Parc de la Ciutadella.

Vista do Passeig del Born, atrás estará a Igreja de Santa Maria del Mar e a frente o Mercat del Born

Minha dica de lugares para conhecer, comer e beber no Born são:
Caminhar pela Calle Argentería, entrar na Santa María del Mar, dar aquela agradecida a Deus ou ao universo e seguir caminhando para o Passeig del Born, lembrando sempre de entrar nas ruazinhas que cruzam essas ruas principais pra se perder um pouco e descobrir novos lugares. Depois ir até o Parc de la Ciutadella passando pelo Mercat del Bor e depois voltar pro Born para comer tapas asiáticos no restaurante Mosquito. Pra terminar bem, recomendo um vermut no bar Bormuth, quase em frente ao Mercat del Born (que já não é mais um mercado e sim um centro cultural de entrada gratuita).

No dia 3 do Roteiro de 3 dias em Barcelona, deixei uma sugestão de passeio pelo Passeig de Sant Joan até o Parc Ciutadella, passando pelo Born e terminando na praia de Barceloneta.

9. | MONTJUÏC E AS FONTES MÁGICAS |

Ir passear na montanha de Montjuïc é algo para ser feito se você for passar mais do que 4 dias na cidade.
Para chegar ao Montjuïc, os jeitos mais comuns e fáceis são: o funicular de Montjuïc, que você pega no metrô Paral-lel (atualização 2019: funicular em obras, mas há uma linha de ônibus que faz o trajeto), ou pela Praça Espanha, indo em direção ao Museu Nacional de Arte da Catalunha (MNAC) ou ainda pelo Aéri del Port, que sai da praia de Barceloneta e te deixa bem ao pé da montanha no Mirador del Poble Sec.

Fontes_Magicas_Montjiuc_Barcelona
A esquerda o jardim de cactos Mossen Costs i Llobera e a direita o show das Fuentes Mágicas, ambos em Montjuïc

Em Montjuïc, você poderá conhecer: o jardim de cactos gigantes Mossen Costs i Llobera, ao lado do Hotel Miramar ou ir até o Castelo de Montjuïc. Você também poderá ir caminhando até o Teatro Grego 0 El Grec, descer até o MNAC e de lá esperar para ver o “show” das Fuentes Mágicas de Montjuïc, que se trata de um espetáculo das fontes do MNAC onde as águas dançam ao som de músicas como Barcelona, do Queen, e muitas luzes coloridas.

Veja no site oficial os horários que acontecem os shows das Fuentes Mágicas, os horários e dias da semana mudam bastante de acordo ao período do ano.

10. | TIBIDABO |

Ir até o Tibidabo só recomendo para quem tem mais do 5 dias em Barcelona porque é um passeio um pouco mais longe e que demandará umas 4-5 horas do seu dia, no total.

O Tibidabo é uma montanha que tem um singelo parque de diversões e uma igreja em cima. Ele pode ser bem avistado, ainda que de longe, desde a Praça Catalunha e desde algumas outras ruas da cidade, como a Calle Balmes.

Apesar de ser um ponto turístico que demanda tempo, é também um dos lugares mais lindos para se ver Barcelona por completo. De lá de cima, em um dia de boa visibilidade, você poderá ver a Sagrada Família, a Torre Agbar, o bairro do Eixample, os prédios do Porto Olímpico, Barceloneta, o Hotel W etc…

Tibidabo_Barcelona
Tibidabo e a vista do parque de diversões com a cidade ao fundo e da igreja que há lá em cima.

Aiiiiinnn, gente, que difícil foi resumir apenas 10 lugares para conhecer em Barcelona.
Uma cidade com tanta vida e movida como essa, é o tipo de cidade que você pode voltar 5 vezes que ainda não terá visto tudo, ou melhor, terá que revisitar vários lugares porque, assim como você já não é o mesmo que foi na primeira vez que visitou esses lugares, eles também já não são, já se transformaram.

Dica para compra dos ingressos das atrações em Barcelona:

Pra quem quiser economizar tempo, e muitas vezes, dinheiro, compre todos seus passeios com antecedência através dos sites das atrações turísticas, ou através de sites como o Get Your Guide que oferece desde uma simples entrada até passeios exclusivos, guiados.

Nem sempre pelo Get Your Guide é mais barato, mas quase todas atrações através deles, é com fast pass, ou seja, você não pega fila pra entrar. Se você vier na alta temporada, verá que não perder tempo em fila faz total diferença.
Minha dica é, compare os preços, os prós e contras. Aqui deixo pra vocês pequenos truques que aprendemos com o tempo, mas cabe a cada um decidir o que serve e o que não serve.

Esses outros posts também podem te ajudar a saber o que conhecer Barcelona:

Onde ficar em Barcelona: melhores bairros para se hospedar
As melhores praias de Barcelona
Oktoberfest de Barcelona
Roteiro Gaudí em Barcelona
Onde comer Paella em Barcelona
Como visitar o estádio do Barcelona, o famoso Camp Nou
Roteiro de 3 dias em Barcelona
Onde comer tapas em Barcelona
Onde comer Brunch em Barcelona
Roteiro de 1 dia em Barcelona
Casa Vicens, a primeira casa de Gaudí em Barcelona
Barcelona em 5 lugares diferentes para conhecer

Dê uma olhada também em nosso exclusivo Guia de Viagem Se Lança para Barcelona e tenha no seu celular todas as dicas para desfrutar de tudo o que Barcelona tem a oferecer.

 

~ Se Lança ~

04 Comments

  1. Ricardo

    Barcelona nos espere. Em junho estaremos aí pra desfrutar de todas estas dicas.
    Valeu Se Lança. E aguardem nossos posts.

    Em Julho deixaremos nossas impressos nos comentários para cada uma dessas dicas.

    Responder
    • Fla Locci

      Não vejo a hora de mostrar pra vocês cada cantinho da minha Barcelona S2

      Responder
  2. Má Misson

    Muito amor por essa cidade! Dicas lindas ❤️

    Responder

Deixe uma resposta