Ilha dos Pinhos na Nova Caledônia
Nova Caledônia Oceania

Ilha dos Pinhos na Nova Caledônia

Se você está lendo este post sobre a Ilha dos Pinhos na Nova Caledônia, é porque provavelmente já mora na região. O lugar é lindo e maravilhoso, mas pensa num lugar longe…

No entanto, valeu super a pena e recomendo para todos que estão por aqui.

Neste post você vai ler:

Então vamos lá:

Como chegar na Ilha dos Pinhos

São duas maneiras: Você pode pegar o barco comercial Betico 2 do centro de Nouméa ou então voar do aerodrome de Magenta com a Air Caledonie.

Barco de Nouméa para Ilha dos Pinhos

De barco são mais ou menos 2 horas e meia. Geralmente o barco para a Ilha dos Pinhos parte de Nouméa no sábado e retorna de lá no domingo. Mas, tem que entrar no site e ver a tabela de horários de cada mês – porque varia muito.

A tarifa custa 5900 francos na classe econômica para os adultos e 3100 para crianças de 4 a 13 anos.

No porto onde pega-se o barco tem estacionamento. Confira a tabela de horários no site oficial aqui.

Vôo de Nouméa para a Ilha dos Pinhos

Nós fomos de avião. Foi muito rápido, marcamos 22 minutos de vôo. Este é o site oficial da Air Caledonie, da pra comprar a passagem online ou pelo telefone.

No aeroporto de Magenta tem estacionamento, mas é muito difícil conseguir vaga. Paramos na rua, um pouco distante. O taxi da Casa del Sole até o Aerogare custou 2000 francos.

No avião, não tem assento marcado. Senta onde quiser, mas a aeromoça disse que o lado esquerdo é o mais bonito. Confira as fotos feitas do avião:

Tivemos direito a uma mala de 12 kgs despachada e 5 kgs na mala de mão. Vimos muita gente despachando cooler!

Na saida do aeroporto o transfer do hotel foi nos buscar, é só combinar com antecedência.

Onde se hospedar na Ilha dos Pinhos

Hotel Kuo Bugny – melhor custo beneficio que encontramos. Em frente a Baia de Kuto que é lindíssima, uma das praias mais bonitas na minha opinião. O restaurante do hotel fica na praia, então você sempre tem uma vista bonita. Fora dos horários de refeição, o bar fica aberto. A lata de Number One custa 800 francos. Outra opção bacana é que o hotel oferece uma estrutura de chuveiro e banheiro pra quem vai ficar na ilha depois do check-out. Não tem piscina, mas não fez falta. Diárias à partir de 16.000 francos. Faça já sua cotação nesse site.

Hotel Kuo-Bugny

Hotel Le Meridien – o hotel top e mais caro da ilha. Lindíssimo, muito bem localizado por ser o mais perto da piscina natural. Ele tem uma piscina de frente pra praia. Também o mais caro com diárias à partir de 40.000 francos a noite! Veja preços neste link.

Oure Tera Beach Resort – um resort com piscina externa e acesso direto à praia em Kanumera. Os hóspedes tem direto a usar kayaks e snorkel do hotel sem custo adicional. Diárias à partir de 30.000 francos, com café da manhã incluso. Veja disponibilidade aqui.

Relais le Kuberka – a mais em conta pra quem quer economizar. É simples porém muito limpinha e organizada. Pra quem só quer um chuveiro e cama pra dormir, essa é sua opção! Não tem site, pra reservar tem que entrar em contato pelo fone: 461118 ou veja o facebook deles.

Como alugar carro

Cada hotel tem sua frota de carros, não tem empresa de aluguel de carros na ilha. Ou seja, quando reservar o hotel, reserve o carro também.

No hotel Kuo Bugny, pagamos 4500 por carro (porque alugamos 2 carros), isso inclui a gasolina. Você pega o carro no check-in e devolve às 18h. Não tem meia diária.

Tem que apresentar carteira de motorista internacional e deixar um cheque calção. Quando decolver a chave, você recebe o cheque de volta.

Dirigir na Ilha dos Pinhos é muito fácil e tranquilo. O app Maps.me também funciona direitinho.

Onde comer na Ilha

Geralmente as refeições são feitas no seu próprio hotel.

Esses são os preços no hotel Kuo Bugny:

  • Café da manhã: 2.332 francos adulto e 1.116 por criança
  • Buffet de almoço: 4.770 francos adulto e 1.908 por criança
  • Jantar: à la carte, preço do prato principal: 3.180 e 2.120 pela entrada. Pranto infantil – melhor servido que prato adulto: 2.060 francos. (Sábado à noite é buffet e o preço é o mesmo do almoço)
Restaurante do Hotel Kuo Bugny, pé na areia da Baía de Kuto

Restaurante Le Kuo-gny – esse restaurante nos foi recomendado por amigos. Ele é pé na areia, próximo à piscina natural. Recomendaram a lagosta que estava divina. É uma excelente opção para quem vai de carro até a piscina natural e pode gerir seu tempo.

Outras dicas pra comer por lá

Nós levamos algumas comidas de casa, coisas como pão, presunto, queijo, café, frutas e petiscos.

Na Ilha até tem mercearias, mas durante o fim de semana os horários de abertura eram bem restritos. Acabamos não conseguindo comprar nada por lá.

Outro detalhe importante é que é proibido vender álcool nas mercearias. Bebida alcoólica só é vendida em restaurantes.

Mas como disse, vi muita gente despachando cooler e caixa de cerveja. A gente levou dois vinhos brancos pra tomar pela noite e algo muito útil que levamos foi nossa garrafa de filtrar água.

Roteiro de 2 dias pela Ilha dos Pinhos

Primeiro dia

Passamos algumas horas na Baía de Kuto enquanto aguardávamos o horário do check-in. Depois demos uma volta de carro pela ilha, e finalizamos a tarde na Baia de Kuto outra vez.

Praias visitadas de carro

Gadji – bonita de ver, porém uma areia meio movediça, densa, pesada. O pé afunda. Não é praia pra ficar e curtir. Está ao lado da praia dos caranguejos, porém para chegar nesta, precisa andar em estrada de terra e não quisemos seguir.

Grotte de la Reine Hortense – só passamos em frente a gruta, custa 300 francos por adultos e 150 por criança. Aberto até às 16h. Não descemos pela trilha, não estávamos animados, mas a moça do hotel disse que são 15 minutos de passeio.

Baía de São Maurice – muito bonita ao lado do centrinho de Vao. Curioso ver a santa protegida por totems.

Mas depois de rodarmos a ilha toda, decidimos que a Baia de Kuto em frente ao nosso hotel era a mais bonita de todas e voltamos para o por do sol.

Baía de Kuto

Segundo dia

Passeio de Pirogue na Baia d’Upi e Piscina Natural

Este passeio é simplesmente maravilhoso. Nós velejamos na jangada durante mais ou menos 1h e meia pela Baia d’Upi. Vimos tartarugas e um golfinho, além da paisagem que é linda demais.

Passeio de pirogue na Baia d'Upi na ilha dos pinhos
Passeio de pirogue na Baia d’Upi

A jangada para no começo da trilha que deve se seguir para chegar na piscina natural. São mais ou menos 45 minutos caminhando pelo mato. Uma caminhada tranquila para os adultos, mas crianças pequenas precisarão de ajuda.

trilhas e caminhada para chegar na piscina natural na ilha dos pinhos
Trilhas e caminhada para chegar na piscina natural

No fim da trilha tem uma pessoa cobrando 200 francos, que é a entrada na piscina natural. Você vira a direita e caminha mais uns 10/15 minutos pela água e terra seca pra chegar.

Trilha da Baía de Upi até a Piscina Natural. Veja ao lado esquerdo o Hotel Meridien e o Restaurante Kuo-gny.

O passeio de manhã começa cedo. O transfer do hotel sai às 7:45 e te pega às 15h. Chegamos na piscina natural por volta das 11, ou seja, tem muito tempo para aproveitar ainda.

Dicas valiosas:

  • Não tem ninguém vendendo NADA neste lugar. (A não ser que você caminhe até o restaurante Kuo-gny, mas é um pouco longe)
  • Tem que levar piquenique e muita água. O hotel preparou um sanduíche pra nós por 800 francos cada.
  • Vá com a sapatilha de andar no mar para percorrer o trajeto.
  • Leve seu snorkel também, ou alugue no hotel antes de ir – não tem ninguém alugando snorkel lá.
  • Pra voltar planeje sair alguns minutos antes, pois tem que caminhar mais uns 15 minutos até a estrada.

Eu pensei que chegaríamos com um pouco de energia pra aproveitar o fim do dia. Mas depois de tanto caminhar e carregar criança e mochila, estávamos mortos!

Quanto custa viajar para a Ilha dos Pinhos

  • Passsagem de avião: 10.133 francos por adulto
  • Duas diárias de hotel: 60.820 francos pelo bangalô para 7 pessoas
  • Diária de aluguel de carro: 6340 francos (como alugamos dois carros, pagamos só 4500 por carro)
  • Transfer do aeroporto para o hotel: 1000 francos por adulto e 500 por criança
  • Preço do passeio de Pirogue: 2500 francos por adulto e 1250 por criança
  • Transfer do hotel até a Baía de Upi: 1575 francos por adulto e 787 por criança
  • As despesas com comida variam de acordo com cada pessoa, nós só jantamos no hotel. O café da manhã levamos e também almoçamos sanduiches que fizemos.
  • Uma ingrata surpresa são as taxas de turismo. É cobrado sobre tudo. TUDO. Desde os passeios até as refeições. 6% sobre tudo.

No final foram dois dias e meio muito valiosos na Ilha dos Pinhos, conhecer esse pequeno paraíso é um privilégio para poucos.

piscina natural na ilha dos pinhos

Leia mais um post:

Ilot Maitre, ilhota perto de Noumea
Noumea com crianças: melhores passeios
10 dias pela Ilha Sul da Nova Zelândia
5 dias pela Ilha Norte da Nova Zelândia
Se lança para a Nova Zelândia Djáh!
Guia de sobrevivência na Nova Zelândia
Cavernas de Waitomo
Hotel perto do Aeroporto de Auckland
7 dicas para tirar lindas fotos de viagem com o celular

~ Se Lança ~

Deixe uma resposta