Como funciona o transporte público em Berlim

Não é segredo pra ninguém minha paixão por Berlim né? Já contei em diversos posts porque amo a capital alemã – e a organização deles também é um quesito para ganhar mais pontos. Neste post vou contar como funciona o transporte público em Berlim.

Nós achamos um pouco difícil comprar nosso bilhete, apesar de ter as opções de ler tudo em inglês ou espanhol, estava um pouco confuso entender pois a variedade de bilhetes é muito grande! Tem pra um dia, única viagem, 6 viagens interligadas, bilhetes para turistas… enfim, um leque enorme de opções que espero te ajudar explicando por aqui.

Tipos de transporte público em Berlim

A princípio parece bem confuso – são metrôs, trens, trens de superfície, ônibus e tram – cada um tem um nome diferente, mas é só pegar o jeito de andar por lá que verá que não é difícil.

Esses meios de transporte estão todos interligados pra te deixar o mais próximo ao seu destino. São eles:

  • U-bahn – é o metrô
  • S-bahn – o trem de superfície que também anda debaixo da terra… Pra mim na prática era só mais uma linha de metrô com nome diferente
  • Tram – o bondinho amarelo, está presente somente no lado da Berlim Oriental
  • Ônibus – talvez o  mais difícil de dominar na cidade…
  • Trem – geralmente faz o transporte entre cidades e a sigla deles começa com RE ou RER

A maioria dos bilhetes te permite usar todos esses meios de transporte de maneira interligada.

Estação de metrô Postdamer Platz
Estação de metrô Postdamer Platz

Onde comprar os bilhetes de transporte público?

Compra nessa máquina da foto abaixo, ou então em lojas de conveniência próximas às estações. Quando você chegar a uma estação, às vezes ela é super pequena, e não tem nada – a não ser essas máquinas aí. Então tem que se virar sozinho mesmo, não tem ninguém pra tirar suas dúvidas.

A próxima foto é da tela inicial, onde você deve escolher qual tipo de bilhete deseja. Você vai escolher alguma das opções da coluna do meio. Um bilhete para a região AB ou ABC ou então o bilhete de turismo.

A diferença entre eles (além da região é claro) é que os bilhetes para turistas oferecem descontos em atrações turísticas – além do transporte ilimitado. Se você não se interessa por isso, clique logo no Berlin AB ou Berlin ABC para adquirir somente o bilhete de transporte comum. Depois disso, você deve optar por quanto tempo valerá este bilhete: 1 dia, 1 semana, 1 mês, 1 ano, etc…

Qual bilhete de transporte comprar?

Depende de quanto tempo você vai ficar na cidade – mas eu diria pra comprar os bilhetes com viagens ilimitadas. Por exemplo, se ficar somente 1 dia em Berlim, compre o bilhete de 1 dia ilimitado. Não vale a pena comprar bilhetes de viagens únicas, pois usa-se muito o transporte público na cidade.

Nós ficamos 1 mês em Berlim e compramos um passe de 30 dias. Custou 62 euros por pessoa. Caro né? Mas valeu a pena. Usamos e abusamos dele.

Bilhetes de transporte para turistas

O Berlin WelcomeCardBerlin City Tour Card são os bilhetes para turistas. Você pode escolher entre 48 horas a 5 dias, nas zonas AB ou ABC.

Além de oferecer o transporte pelo tempo e região adquirida, oferecem descontros em atrações turísticas da cidade. O City Tour Card são descontos em 10 estabelecimentos e o WelcomeCard são mais de 200 estabelecimentos. Vale a pena?? Você tem que fazer as contas! Neste post eu ensino como calcular se vale a pena ou não pra você: Como funciona o Berlin WelcomeCard.

Quais zonas escolher?

São 3 zonas de transporte na cidade: AB, BC e ABC.

A maioria dos pontos turísticos e bairros ficam somente nas zonas A e B. Você só precisará comprar o bilhete para a zona C se for visitar Potsdam (a cidade dos castelos perto de Berlim) ou se for ao aeroporto de Schoenefeld. O aeroporto Tegel fica na região AB mesmo, não sendo necessário o passe para a zona C.

Foto do Get Your Guide

Crianças pagam?

Depende também… ai gente, difícil né? Veja na foto abaixo a tabela de preços, onde vê-se a figura de 3 homenzinhos, significa que 3 crianças (entre 6 e 14 anos) podem andar gratuitamente naquele bilhete – além do adulto proprietário do bilhete. Ou seja, você pode comprar um bilhete de 24 horas para você mesmo, e neste bilhete “carregar” até 3 filhos.

Crianças de 0 a 5 anos não pagam.

Preços

Tirei essa foto da tabela de preços em Agosto de 2017. Achei uma maneira fácil de visualizar os preços, mas só tem algumas opções na foto. Para ver preços atualizados e outras opções, veja no site oficial.

Valide seu bilhete antes de usar

Gente, ponto importante! Fiquei impressionada de ver que não existe catraca para andar nos transportes públicos.

Você compra seu cartão, valida ele nesta máquina aqui da foto e segue viagem. Ah, então posso dar uma de espertinho e andar de graça!? Sim, você pode tentar – mas vira e mexe tem fiscalização – um guarda à paisana pedindo pra ver os bilhetes dos passageiros. E convenhamos, não precisa né?

Deixe pra validar seu cartão quando for fazer sua primeira viagem e não na hora da compra, pois ele vale por um tempo determinado à partir do minuto que você o carimba. Depois que ele estiver validado, deixe-o na sua carteira o tempo todo, pode ser que você encontre um fiscal e tenha que apresentá-lo.

Outras dicas

Tenha sempre um mapa da malha de transporte em mãos. É muito útil e necessário! Tem nas estações maiores ou guichês de informações para turistas. Quem quiser se precaver, pode baixar a versão PDF no celular aqui.

Para calcular qual melhor rota a fazer, insira seu ponto de partida e chegada no google maps. Ele vai te dar várias opções de transporte e baldeações – escolha a mais fácil – mesmo que demore uns minutinhos a mais.

No mais é só aproveitar a infraestrutura da cidade e também usar o bom e velho: PERNAS!

Se Lança…

Leia mais sobre Berlim nestes posts:

Roteiro de 3 dias em Berlim no inverno
O que fazer em Berlim com crianças
Como funciona o Berlin Welcome Card
O que fazer em Spandau Berlim
Melhores parques em Berlim, com parquinhos infantis
Oktoberfest em Berlim

Roteiro de 1 semana em Berlim

Com um roteiro de uma semana em Berlim dá pra conhecer bastante coisa!

Já fui duas vezes, na primeira fiquei 3 dias durante o inverno. Na segunda, fiquei logo 30 dias! Que diferença né? Mas olha só, se você vai à Alemanha e quer conhecer Berlim, uma semana é o ideal. Dá pra fazer tudo sem pressa e ver muita coisa legal na cidade, e partir pra conhecer outros lugares também.

Segue minha sugestão de roteiro de 6 dias em Berlim:

1º dia em Berlim

Free Walking Tour

Comece sua viagem em Berlim com um free walking tour. Essa é a melhor dica que eu tenho! Existem algumas operadoras que fazem este passeio, os guias são voluntários e trabalham por gorjetas. E são guias excelentes, a nossa última estava fazendo mestrado em Berlim e nas horas livres levava os turistas pra conhecer a cidade e sua história. Posso recomendar: The Original Berlin Tours ou Sandemans. Detalhes do horário e local de partida podem ser vistos no site deles.

Este passeio é fundamental para se contextualizar em Berlim. Você vai à vários pontos importantes e históricos na cidade, e vai ouvir aprender muito sobre o passado de Berlim e da Alemanha. Com isso feito, qualquer outra atração na cidade será mais rica depois desse aprendizado inicial. Este passeio dura meio período e nele você vai a muitos pontos famosos como: Check-point Charlie, Torre de Bradenburgo, Memorial às vítimas do Holocausto, Bunker do Hitler, Universidade, Gendanmermarkt, Bebelplatz e outros. Vai começar com o pé direito, vá por mim!

Torre de Bradenburgo

Reichstag e Tier Garten

Aproveite que vai estar ali no centrinho histórico e depois do almoço vá ao duomo de vidro no Reischtag. Atenção! Tem que fazer sua reserva com antecedência (se for alta temporada – pelo menos 1 mês). A entrada é grátis, a reserva faz-se neste site e no dia precisa levar o passaporte para entrar.

Depois de ver a cidade do alto, faça uma caminhada pelo Tier Garten, que é ao lado do Reischtag. O Tier Garten é enorme, era o antigo parque de caça da realeza. No verão é especialmente bonito.

Duomo de vidro no Reishtag

2º dia em Berlim

Museu de História Natural

Essa é uma recomendação pessoal, nem todo mundo curte né? Mas nós amamos o Museu de História Natural de Berlim. Tem dinossauros, animais empalhados, vídeos sobre geologia, sistema solar e coisas afins. As crianças adoram.

Almoço no Hackescher Markt

Depois faça uma caminhada de 20 minutos pela Oranienburger Strasse até o Hackescher Markt. No caminho pare para ver a Sinagoga. Gaste um tempinho no Hackescher Markt, escolha um restaurante e aproveite o almoço nesta linda praça de pedestres.

Alexanderplatz e Torre da TV

Depois do almoço, estique as pernas mais um pouquinho até a Alexanderplatz. São dois lados. De um, tem uma fonte de água no centro e várias lojas ao redor. Bom para quem quer comprar alguma coisinha. Pra quem procura uma pechincha, recomendo entrar e fuçar na TK Maxx, uma loja tipo outlet com várias marcas, tem roupas, coisas pra casa, malas, acessórios, brinquedos – eu adoro fuçar, mesmo que não leve nada (o que fica difícil).

Alexanderplatz

Do outro lado da estação de trem, a praça continua, e encontra-se a Fernsehturm, a Torre da TV. Custa 20 euros para subir, ou você pode comprar o ingresso que fura fila por 21,50 antecipadamente neste link.

Em Setembro também tem uma pequena Oktoberfest na Alexa

Torre da TV

3º dia em Berlim

Muro de Berlim – East Side Gallery

Este museu a céu aberto é o maior trecho do Muro de Berlim em seu local original. O muro foi todo pintado por diversos artistas. O duro deste local é que ele não é muito perto de outros pontos turísitcos. Vai ter que tirar uma manhã pra ir pra lá, ver o muro, e depois rumar de metrô pra outra atração.

Museu DDR

Aproveite o clima de Berlim Oriental e visite o Museu DDR pela tarde. Este museu é muito legal – um dos meus favoritos na cidade. Ele tem várias coisas da antiga Alemanha Oriental. Um carro Trabi, objetos da época, fotos e muitos relatos. Tem um sala de interrogatório, uma sala de creche e até um apartamento padrão. É super interativo e educativo. Vale a pena conhecer. Os ingressos podem ser comprados antecipados por este link ou no site do próprio museu.

Berliner Dom, Lustgarten, Rio Spree e Museum Insle

Ali do lado do Museu DDR tem mais um monte de coisa pra ver. Faça uma caminhada pela Igreja e jardim em frente. Depois siga beirando o rio Spree até a Ilha dos Museus. A vista da Friedrichsbrücke (ponte) também é super bonita.

Berliner Dom vista da ponte Friedrichsbrücke

4º dia em Berlim

Museu Judaico de Berlim – separe algumas horas pra conhecer a história e sofrimento do povo judeu, principalmente durante a segunda guerra mundial. Nem preciso dizer que este é um passeio triste né? Prepare o lenço. Além da parte educativa do museu, este local também é famoso pela sua arquitetura. A entrda custa 8 euros por adulto.

Almoço no Augustinerexcelente restaurante de comida típica alemã. O local é uma graça, o serviço é muito bom, e o melhor de tudo, os preços são acessíveis também. Duas pessoas sem muita fome podem rachar um joelho de porco, já se tiverem famintos, melhor pedir 2 pratos.

Potsdamer Platz, Sony Center e Mall of Berlin – Uma praça com lojas, escritórios e prédios bem modernos. Também está aqui o Sony Center, um galeria de arquitetura bem moderna, com cinema, a Legoland, restaurantes, cafés, livraria e etc. Não é muito grande em termos de estabelecimentos, mas vale conhecer seu recinto, é bem lindo. E pros que gostam de compras, não deixe de conhecer o Mall of Berlin – um dos maiores shoppings da cidade, com todas as lojas que você já conhece: Zara, H&M, lojas de brinquedos, praça de alimentação e por aí vai.

5º dia em Berlim

Visita a Potsdam

Sugiro em um dos dias visitar Potsdam. É uma cidade super fofa que fica a 45 minutos de trem de Berlim. É lá que se encontram os castelos, são mais de 10! Caminhe pelos parques, conheça os castelos prussianos, tome um sorvete na praça e aproveite o dia em Potsdam.

Neste post eu conto tudo sobre Potsdam – o que ver, onde comer, quais palácios visitar, como chegar e etc.

jardim do parque sanssouci
Palácio Sanssouci em Potsdam

6º dia em Berlim

Bom, se você chegou até aqui, fez a grande maioria dos principais passeios em Berlim. Como sugestões para o último dia, ficam as seguintes:

  • Se for domingo – vá ao Mauer Park. O nome significa Parque do Muro. Aos domingos tem uma feira das pulgas e de comidinhas no parque. Tem bastante artistas performando também, e um trecinho do muro de Berlim.
  • Museu de Ciência e Tecnologia – excelente local para visitar com crianças e/ou curiosos por tecnologia. Este museu é super interessante e interativo. Dá pra mexer em um monte de experimentos, e também acompanhar a evolução de diferentes tecnologias.
  • Spandau – este passeio não é tão batido pelos turistas. Spandau é um bairro mais afastado de Berlim, que na verdade nem parece Berlim. Você tem a impressão de estar em uma antiga cidadezinha européia – não tem o ar de modernidade da cidade. Veja neste post eu conto detalhes do que ver e fazer em Spandau.
  • Kurfürstendamm – é uma espécie de Oscar Freire de Berlim. Lojas chiques, cafés, carros chiques… Pra quem tem $$ pode se aventurar a fazer uma compra – eu só parei pra tomar um café na rua rs.

Ou aproveite este dia para revisitar os pontos que mais gostou da melhor cidade do mundo!

Centro de Spandau

Berlim com crianças

Eu passei 1 mês em Berlim com minha filha de 2 anos, e nós nos divertimos horrores nesta cidade! Se está viajando com os kinder, dê uma lida nesses posts, você vai adorar:

O que fazer em Berlim com crianças
Melhores parques em Berlim, com parquinhos infantis
3 cafés para ir com crianças pequenas e bebês em Berlim

Se Lança…

LEMBRETE

Seguro de viagem é obrigatório na Europa! É aquele tipo de coisa que ninguém quer usar, mas que é importante ter. Nós usamos a Seguros Promo, pois faz cotações com várias seguradoras trazendo um comparativo de preços x benefícios. Pra vocês terem idéia, um seguro de 7 dias na Europa custa à partir de 55 reais. Não é caro!

Nossos leitores tem direito a um desconto de 5% (adicional aos 5% do boleto). É só inserir o cupom SELANCA5 pra ganhar. Ou seja, fica bem acessível contratar este serviço para viajar tranquilo. Clique aqui para fazer sua cotação.

5 Melhores museus de Berlim

E lá vou eu falar mais sobre Berlim… É que essa cidade é simplesmente demais, e não me canso de repetir! Então, vou listar aqui os 5 melhores museus de Berlim.

Essa é minha lista pessoal, são os museus que eu visitei, gostei e recomendo. Mas tem muitos outros na cidade, você pode conferir a lista oficial de todos os museus de Berlim neste link.

5 melhores museus de Berlim

Museu DDR

Este é meu favorito. Eu adoro esses museus de cunho mais social/antropológico/histórico. Este museu é muito interessante e interativo. Ele conta como era a vida das pessoas que moravam na antiga Alemanha Oriental.

Lá dentro tem um famoso carrinho Trabi, tem uma sala de aula de creche, sala de interrogatório e um apartamento inteiro decorado no padrão da época. Tem também muitas fotos, relatos e objetos da época. Eu achei super interessante entender melhor como viviam as pessoas da Alemanha Oriental.

Mais informações do Museu DDR:

  • Entrada: 5,50 (comprando antecipado em dias de desconto) a 9,80 euros – preço normal na hora
  • Localização: Karl-Liebknecht-Str. 1 (perto do Rio, tem placas indicando a entrada do museu)
Salão de entrada do DDR

Museu de História Natural (Museum fur Naturkunde)

Aqui você encontra o maior fóssil de dinossauro montado no mundo. As crianças (e adultos) adoram este museu. Além deste salão principal (na foto) tem um Tiranossauro Rex montado. Tem uma sala com um vídeo sobre os planetas – mas infelizmente não vi em inglês.

Tem vários animais empalhados, fósseis, vídeos e exposições sobre geografia e geologia.

Mais informações do Museu de História Natural:

  • Entrada: 8 euros
  • Localização: Invalidenstraße 43
As crianças adoram o Museu de História Natural

Museu de Ciência e Tecnologia (Deutsches Technikmuseum)

Este museu é bem legal. São dois prédios. O primeiro conta a história e evolução de várias tecnologias – por exemplo – a locomotiva, os aviões, máquina a vapor e etc. Tem um monte de máquinas e modelos antigos para observar. Este prédio é enorme.

O segundo prédio é sobre ciência em geral, mas é interativo. Você pode mexer nos experimentos, descobrir sobre ondas de som, sobre eletricidade, como se formam ondas marítimas – tudo mexendo nos experimentos espalhados por 3 andares. Foi nossa parte preferida deste museu, fuçar em tudo. Excelente passeio para crianças.

Mais informações do Museu de Ciência e Tecnologia:

  • Entrada: 8 euros
  • Localização: Trebbiner Straße 9
Entrada do Museu de Ciência e Tecnologia

Museu Judaico (Jüdisches Museum Berlin)

Este museu conta a história do povo judeu ao longo de dois milênios, mas principalmente durante a segunda guerra mundial. É um museu denso, informativo e educativo – mas claro – uma história triste a ser contada. Eu acho que tem que visitar e conhecer, faz parte da história alemã e berlinense também.

Os prédios do museu também são conhecido por sua arquitetura. Um é moderno e arrojado, enquanto o outro é clássico e tradicional. São interligados e cheios de simbologia.

Mais informações do Museu Judaico:

  • Entrada: 8 euros
  • Localização: Lindenstraße 9-14
Desculpe a foto tosca, mas foi a ÛNICA que tiramos no Museu Judaico…

Museu Pergamom

Este museu é recomendado pelo Lonely Planet como o melhor museu de Berlim. Na minha humilde opinião, não foi o que mais me encantou, mas quem sou eu né? O Museu Pergamom é um dos mais visitados na cidade, tem um acervo arqueológico com peças da Ásia, Roma, etc.

Sua peça mais famosa é o “Ishtar Gate of Babylon” – um portal construído na cidade da Bablônia pelo Rei Nabucodonasor. Você pode ler tudo sobre o portal aqui no wikipedia.

Mais informações do Museu Pergamom:

  • Entrada: 12 euros
  • Localização: Ilha dos Museus
Relíquia no Pergamom – Foto Pixabay

Passe/Ticket para os museus de Berlim

Para quem AMA museus e quer conhecer o máximo possível, recomendo comprar o Museum Pass Berlin. Te garante entrada em mais de 30 museus durante 3 dias por apenas 29 euros. Inclui o Pergamom, o Museu Judaico, Museu de Ciência e o de História Natural (4 dos 5 que listei acima) – além de muitos outros – como os musues da Isle (ilha de museus). Vale muito a pena financeiramente, só se programar para estes 3 dias que estará com o passe, priorizar essas visitas. Você pode comprar antecipado neste link, imprima o voucher e troque nos locais especificados no site.

Outra opção de economia é comprar o Berlin Welcome Card, que não é focado em museus, mas garante transporte público e descontos em mais de 200 estabelecimentos, incluindo alguns museus. Neste post eu conto tudo sobre o Berlin Welcome Card.

Me conta, qual seu museu preferido em Berlim?

Se Lança…

Leia mais sobre Berlim nestes posts:

Roteiro de 3 dias em Berlim no inverno
O que fazer em Berlim com crianças
Como funciona o Berlin Welcome Card
O que fazer em Pankow em Berlim
Potsdam, cidade dos palácios perto de Berlim
O que fazer em Spandau Berlim
Oktoberfest em Berlim
3 cafés para ir com crianças pequenas e bebês em Berlim

O que fazer em Spandau Berlim

Spandau foi um bairro que nos surpreendeu em Berlim. Nós amamos Berlim por sua vibe super moderna e cosmopolita, mas entrar em Spandau, foi como estar na “Europa”. Aquela sensação de estar andando por uma vilazinha medieval antiga que não se tem em outro canto de Berlim.

Spandau é um dos bairros mais antigos de Berlim, é o que fica mais à oeste da cidade e também um dos maiores. Tem muitos parques e montanhas, além de rios e lagos – o que o faz um grande atrativo turístico ecológico também.

O que fazer em Spandau

Centro histórico

o maior passeio de pedestres de Berlim é este de Spandau. Uma gracinha andar por aqui, caminhar pelas ruas e descobrir lojas e cafés. Nós fomos num sábado, e estava tendo um desses eventos de saúde pública – sabe quando montam barraquinhas com enfermeiras e dentistas? Deu aquela sensação de interiorzão, todo mundo lá na praça medindo a pressão rs. Um clima muito gostoso.

Centro histórico de Spandau

Citadela

a Zitadelle em Spandau é uma fortaleza. Eu confesso que não me animei de entrar. Já fui em bastante fortalezas na vida e não tava assim com tanta vontade de ver mais uma. Mas você não deve confiar em mim 😉 Vai lá e tenha sua própria experiência! A Zitadelle é uma das mais importantes fortalezas renacentistas da Europa. Abre todos os dias do ano, das 10 às 17h. Ingressos custam 4,50 euros por pessoa. Quem tem o Berlin Welcome Card tem desconto (detalhes aqui). O Blog Tá Indo pra Onde conheceu e gostou, confira neste post.

Zitadelle Berlin

Adega de Morcegos

hã? É isso mesmo. Dentro da Zitadelle tem mais de 10 mil morcegos. Lá tem um “showroom” onde algumas espécies de morcegos podem ser vistas. A adega abre das 12 às 17h. É um passeio que geralmente agrada às crianças.

Ver a Eclusa no Rio Havel

No caminho do centro antigo até a citadela, você passará por uma eclusa no Rio Havel. Vale a pena parar uns minutinhos para dar uma olhada em como funciona este sistema de eculsas. Ou, se estiver a fim de um passeio, é possível dar uma volta no barco e sentir o sobe e desce da eclusa e rio.

Eclusa no Rio Havel

Südpark

Este enorme parque de 1500 metros quadrados tem muita grama, lagoas, parquinhos infantis, banquinhos pra sentar e sombra pra fazer piquenique. Boa opção para quem viaja com crianças. (Neste post contamos os melhores parquinhos infantis em Berlim)

Südpark em Spandau

O que comer em Spandau

Nós levamos nosso próprio lanche para fazer um piquenique ao ar livre, aproveitar o que Spandau tem de monte, parques e natureza. Mas não pudemos deixar de conhecer a famosa sorveteria:

Florida Eis – sorvete artesanal com uma enorme diversidade de sabores. Hoje tem muitas unidades pela cidade de Berlim, mas tudo começou em em 1927 em Spandau.

Como chegar e onde ficar em Spandau

Tem três estações bem próximas uma das outras. Eu desci na estação de trem e S-bahn Berlin-Spandau. Outra opção é ir de metro, pode-se descer tanto na U-Bhf Rathaus Spandau ou U-Altstadt Spandau.

Pra quem quer pernoitar na região, o hotel Ibis fica na boca do gol, do lado do centro histórico e da estação de trem.

E você, tem alguma dica de Spandau pra compartilhar? Deixe aí nos comentários pra gente!

Se Lança…

Leia mais dicas de Berlim nestes posts:

Roteiro de 3 dias em Berlim no inverno
Potsdam, cidade dos palácios perto de Berlim
O que fazer em Berlim com crianças
Como funciona o Berlin Welcome Card
3 cafés para ir com crianças pequenas e bebês em Berlim
O que fazer em Pankow em Berlim
Oktoberfest em Berlim

Melhores parques em Berlim, com parquinhos infantis

Como prometido, neste post vou trazer os melhores parques em Berlim, com foco nos parquinhos infantis. São muitos, infinitos, diversos e de todos os tipos e temas.

Eu já disse e não canso de repetir, Berlim é uma das melhores cidades do mundo para viajar com crianças.

A grande maioria dos parques públicos tem sempre uma área de lazer infantil, um parquinho ou às vezes até mini fazendinha. E não é um parquinho com balanço e gangorra – são super elaborados, com temas, sempre de madeira, no meio do mato onde as crianças brincam livres sem os pais em cima gritando pra ter cuidado.

Nós brasileiros temos muito a aprender com os pais alemães! Relaxem e deixem as crianças brincarem em paz, assumirem seus próprios riscos e aprenderem seus limites.

Enfim, filosofia de educação à parte, vamos aos parques que nós conhecemos e recomendamos em Berlim.

Helmholtplatz

Este parque é no meio de uma praça, a praça chama-se Helmholtplatz. É um parque que LOTA no verão, pois tem muita areia e água pras crianças se refrescarem.

O principal brinquedo é este navio pirata e ao redor tem outras torres para escalar, um balanço – além da areia e água.

Onde fica: no bairro Prenzlaur Allee. É possível descer na estação S-bahn de mesmo nome e ir caminhando até o parque. Aproveite para conhecer o Kind-Eltern-Cafe que tem ali do lado. Neste post conto tudo sobre estes cafés com crianças.

Tier Garten

O maior parque da cidade não poderia deixar de ter espaço para as crianças, não é mesmo? No entanto, por ele ser ENORME, fica um pouco difícil achar os parques infantis. Confesso que nós trombamos com este meio sem querer.

No total são 6 parquinhos espalhados no Tier Garten. O maior parquinho do Tier Garten fica na John-Foster-Dulles-Allee, são 3 mil metros quadrados de área de lazer. A dica é procurar nos mapas os locais e ir caminhando até um deles. Fica um passeio em família, caminhada pelo parque e parada no parquinho pras crianças correrem.

Onde fica: Em frente ao Portal de Bradenburgo

Klausenerplatz

Esta praça fica próxima ao Palácio de Charlottenburg, o que nós fizemos foi unir o passeio dos adultos com da crianças (aliás, melhor estratégia para uma viagem tranquila).

Este é um dos melhores parquinhos. Principalmente no verão. Tem fonte de água onde os pequenos se melecam, tem casinhas de madeira, tem escorregadores, castelos para escalar e muita gente local batendo papo enquanto as crianças se divertem.

Onde fica: Descemos na estação Westend e fomos caminhando pela Spandauer Damm, logo você vê a praça e o parquinho. Seguindo um pouco adiante, você verá à sua esquerda o Palácio de Charlottenburg.

Berlin Zoo

Gente, pra mim o parquinho é a melhor coisa dentro do zoológico de Berlim. Sério mesmo. São vários, enormes, com pula-pula, coisas pra escalar, se enfiar, espaço pra correr, subir e por aí vai.

Perdoem porque não é bem “público” né?! Tem que comprar o ingresso do zoológico pra ter acesso à area dos parques. Mas, pra quem já estava considerando ir ao zoológico, tem que fazer uma paradinha para brincar.

Onde fica: dentro do zoológico. Para chegar ao zoológico, desça na estação Bahnhof Zoologischer Garten.

Leia mais sobre o zoológico neste post: O que fazer em Berlim com crianças

 

Volkspark Friedrichshain

Este é um enorme parque público. Os locais vão para caminhar, andar de skate, levar as crianças no parquinho, ler, fazer piquenique e por aí vai. Um parque muito bonito, gostamos muito de conhecê-lo.

O parquinho infantil (ou melhor, um deles) tem tema de indígena e cowboys. Aléms das ocas, tem cavalinhos de madeira e outras criaturas pra enfeitar o parquinho.

Charlottenburg

Este parquinho infantil é todo baseado na história da Branca de Neve. Tem os anões, um castelo, um príncipe, uma bruxa com a maça. Tem um poço de água pra brincar no verão.

Fica super escondido, é um parque de bairro mesmo. Tem um portãozinho pra entrar e lá dentro vai se abrindo seu espaço. Fica próximo à Kurfürstendamm, então dá pra conhecer esta rua super chique e dar uma passadinha no parquinho.

Onde fica: próximo à estação Charlottenburg S Bahn na rua Mommsenstrabe (entre a Wilmersdorfser e a Liebnizstrabe)

Parques nos bairros mais afastados

Südpark em Spandau

Nós passamos uma dia passeando pelo antigo bairro de Spandau em Berlim (que eu breve eu contarei tudo). Fomos caminhando até o Südpark, um enorme parque na parte sul do bairro.

Lá tem lago e muita área verde. O parquinho é bem gostoso também.

Onde fica: descemos na estação Berlin-Spandau e caminhamos pela Wilhelmstrabe até chegar no parque.

Outra dica: na entrada da Citadela de Spandau, tem um parquinho pequeno também.

Schlosspark e Bügerpark em Pankow

Estes dois parque nós conhecemos pois estavam perto do apartamento que alugamos. Não necessariamente você deve ir até lá, pois é longe dos passeios turísticos de Berlim. Mas, fica a recomendação pois são parques ótimos para brincar no bairro de Pankow.

O Schlosspark tem um rio com patos e enorme área verde e parquinho. Íamos dia sim, dia não lá pra pequena brincar.

Schlosspark

Bügerpark é basicamente uma área verde enorme, não tem parquinho, mas tem uma mini fazendinha.

Neste post conto tudo o que tem pra fazer em Pankow.

Onde fica: no bairro Pankow, desça na estação de mesmo nome e veja qual ônibus te deixa mais perto dos parques.

Mais parques em Berlim

Gente, aqui eu trouxe alguns parques, mas eles são sem fim! Sério. Tem o Rainbow Park no Mauerpark. Atrás do Museu de Ciência e Tecnologia tem outro parque.

Na Alexanderplatz (próximo à Torre da TV) tem uns trampolins no chão.

Qualquer áreazinha verde ou praça tem grandes chances de terem espaço infantil. Berlim é uma cidade adaptada e aberta aos pequenos.

Outras dicas para curtir os parquinhos em Berlim

  • A palavra Spielplatz significa Playground em inglês, é nosso parquinho. Quando chegar em um parque público, procure por essa palavra no mapa do local.
  • Sempre antes de sair, procure alguma praça ou área verde no Google Maps – é bem provável que terá um parque infantil no recinto. É sempre bom saber de antemão onde tem um espaço pra brincar (pais descasarem) e fazer um piquenique.
  • Compre alguns brinquedinhos de areia. Logo na nossa primeira semana compramos uma pá e uns cones. Levávamos na mochila para usar nos parques. Se não quiser comprar nada, as outras crianças costumam emprestar também 😉
  • Leia o blog que me inspirou a passar 1 mês em Berlim: é o Berlin for all the family. Lá você encontra detalhes de infinitas atividades a fazer com os pequenos pela cidade.
  • E pra ficar sussegado mesmo, não se esqueça do seguro de viagem. A gente comprou na Seguros Promo que traz um comparativo de várias seguradoras. Você também pode usar o cupom SELANCA5 pra ter 5% de desconto adicional.

Se Lança!

Conta pra gente ali nos comentários um novo parquinho que você descobriu também!

Leia mais sobre Berlim nestes posts:

Roteiro de 3 dias em Berlim no inverno
O que fazer em Berlim com crianças
Como funciona o Berlin Welcome Card
Potsdam, cidade dos palácios perto de Berlim
3 cafés para ir com crianças pequenas e bebês em Berlim
O que fazer em Pankow em Berlim
Oktoberfest em Berlim

Como funciona o Berlin Welcome Card

A maioria das grandes cidades tem cartões de descontos para turistas. Em Berlim (melhor cidade do mundo!) não poderia deixar de ser diferente. O Berlin Welcome Card é um cartão de descontos e também de transporte público ilimitado. Neste post vou explicar como funciona o Berlin Welcome Card e assim te ajudar a decidir se vale a pena comprar ou não.

O que está incluso?

  • Transporte ilimitado pela cidade de Berlim (zonas AB ou ABC – dependendo da sua escolha) para 1 adulto e até 3 crianças menores de 15 anos (no mesmo cartão) – transporte inclui trem, tram e ônibus
  • 25% a 50% de desconto nas principais atrações da cidade (somente para o adulto)
  • Mapa e guia de Berlim
Foto do Get Your Guide

Quais atrações aceitam o Berlin Welcome Card?

São mais de 200 estabelecimentos que oferecem descontos, incluindo: museus, palácios, passeios de barco, tour de ônibus, tour à pé, restaurantes, algumas lojas, teatros e spas.

As principais atrações que tem desconto são:

  • Zoológico de Berlim
  • Museu DDR
  • Museu de Tecnologia
  • Museu de História Natural
  • Jewish Musuem
  • Legoland
  • AquaDom & SEA LIFE Berlin
  • Ingresso pra subir na Torre da TV
  • Madame Tussauds
  • Palácio de Charlottenburg
  • e muitos outros….

Quanto custa o Berlin Card?

Vai de 19,90 euros até 46,50. Como assim? É que depende da quantidade de dias e zonas de transporte que você quer incluir no seu cartão.

Veja a tabela abaixo:

Qtde de dias na cidadeZona de transportePreço (euro)
2 diasAB19,90
2 diasABC22,90
3 diasAB28,90
3 diasABC30,90
4 diasAB33,50
4 diasABC35,90
5 diasAB36,90
5 diasABC41,50
6 diasAB42,50
6 diasABC46,50
Foto do Get Your Guide

Onde comprar o Berlin Welcome Card?

É possível comprar em vários pontos da cidade, mas recomendamos comprar antecipado. Assim você já chega lá mais organizado e não tem que comprar o passe de metrô/trem quando chegar no aeroporto.

No Get Your Guide é possível comprar o cartão – e fazendo isso você ajuda nosso blog. Ou então no site oficial, os preços são os mesmos.

Como pegar o cartão?

São vários guichês da cidade onde você pode pegar seu cartão. A primeira coisa a fazer é imprimir o voucher numa folha A4 e levar contigo. Se chegar pelos aeroportos (tanto o Tegel quando o Schönefeld) é só ir ao balcão de informações para turistas. Só fique esperto, pois se seu vôo é desses corujões, não terá ninguém atendendo de madrugada.

Pra quem estiver chegando de trem, pode trocar no guichê de informações da estação central. Tem muitas outras estações com pontos de troca, você pode ver a lista completa aqui.

Atenção! Depois de fazer a troca do voucher pelo seu cartão, você tem que validar ele nas máquinas que tem para transporte público, essa aqui da foto ó:

Catraca para validar Berlin Welcome Card nas estações de metrô/trem

Só validar uma vez e está valendo.

Vale a pena comprar o Berlin Welcome Card?

Tem que fazer as contas! Cada viagem é singular e cada um faz seu roteiro do seu jeito né. Pense nas atrações que quer visitar no tempo que estiver na cidade.

Vamos fazer um exemplo.

Alguém que vai ficar dois dias em Berlim:

  • Custo do passe livre de 1 dia de transporte x 2 dias = 7 euros x 2 dias = 14 euros (confira o preço aqui)
  • Suponha que essa pessoa vá visitar a Torre da TV, Museu DDR e Zoológico, vai pagar o seguinte (respectivamente):
    • de 15,50 por 11,63 – economia de 3,87 euros
    • de 9,50 por 7,13 – economia de 2,37
    • de 15,50 por 11,70 – economia de 3,80
    • Economia total de 10 euros.
  • Como o Berlin Welcome Card de 2 dias custa 19,90, valeu a pena. Você iria gastar 14 euros de qualquer maneira com o transporte, e economizou 10 euros nas atrações.

Fora a comodidade de já chegar na cidade com tudo encaminhado.Pense nas atrações que quer visitar e faça suas contas.

Decidiu que vale a pena? Só comprar no banner abaixo:

 

Se Lança!

Veja esses outros posts também:

Roteiro de 3 dias em Berlim no inverno
O que fazer em Berlim com crianças
Oktoberfest em Berlim
3 cafés para ir com crianças pequenas e bebês em Berlim
O que fazer em Graz na Austria
Seguro de Viagem Internacional – vale a pena?

O que fazer em Pankow em Berlim

Veja neste post o que fazer em Pankow em Berlim, o segundo maior bairro da cidade, e o mais populoso.

Pankow fazia parte da Berlim Oriental, é um bairro residencial e muito tranquilo. Hoje fazem parte dele os bairros de Prenzlauerberg e Weißensee, mas vou falar aqui especificamente sobre o centrinho de Pankow.

Nós ficamos hospedados em Pankow durante 1 mês. Foi uma boa escolha porque era um pouco afastado do agito, mas ao mesmo tempo, super bem conectado pelo transporte público e fácil de chegar em qualquer lugar.

O que fazer em Pankow

Caminhar pela Florastraße – essa rua é uma gracinha, cheia de cafés, lojas, restaurantes e bares.

Breitstraße – essa rua tem muitos comércios: Lojas, farmácias, mercadinhos, cafés, restaurantes, etc. Tem bastante coisa barata (tipo a loja de 1 euro) e também é onde se encontra um centro comercial maiorzinho o Rathaus-center Pankow. Neste shopping tem uma loja boa da C&A e um supermercado lá dentro.

Rathaus Pankow – é a sede da prefeitura do bairro, eu não entrei, mas é um prédio bonito a ser visto na caminhada pela Breitstraße.

Museum Pankow – uma antiga residência/casarão do bairro que mantém os móveis e decoração da época. A entrada é grátis. Nós fomos até lá mas não conseguimos entrar, a placa dizia para tocar a campainha mas ninguém atendeu. Quem for volte aqui pra contar o que viu!

Olha aí esse mapinha que eu tirei foto com os pontos turísticos de Pankow:

Parques públicos em Pankow

Schlosspark – Um enorme parque por onde passa o Rio Panke  – rio que dá nome ao bairro. Neste parque tem um excelente parquinho infantil para todas as idades. No rio tem patos que adoram comer pão que as pessoas levam pra eles. É um ótimo parque para correr e caminhar.

Schlosspark

Bügerpark – este parque tem um enorme gramado onde as famílias fazem piquenique e as crianças correm e jogam bola. Por aqui também passa o Rio Panke, tem uma mini fazendinha com alguns bodes e cabras e tem um espaço de restaurantes ao ar livre – que abre nos fins de semana.

Bürgerpark

Volkspark Schönholzer Heide – uma enorme área verde que mais parece uma floresta do que um parque. Tinha muita gente caminhando e correndo, também serve como passagem para pedestres, pois corta caminho. Não tem muito o que fazer além de exercícios no mato.

Volkspark Schönholzer Heide

Friedhof Pankow III – nós vimos esse parque no google images e fomos lá descobrir o que era. E é um cemitério. Ou seja, é muito bonito, não tem nada pra fazer rs.

Transporte Público em Pankow

Berlin Pankow é a estação principal do bairro. Lá tem trem urbano (S-bahn), tram, metrô e ônibus. Desta estação é possível ir direto para o centro da cidade e muitos outros pontos, como o estádio Olympiastadium.

Onde ficar em Pankow

Nós alugamos um apartamento pelo AirBnb, pois ficamos 1 mês, mas tem vários hóteis em Pankow. Aqui deixo uma lista de todas as hospedagens disponíveis no bairro. O ideal é ficar o mais próximo possível do S-bahn para poder se locomover rapidamente pela cidade.

E aqui opções de hospedagem pelo Airbnb em Pankow. Ganhe R$130 reais de desconto na reserva da sua acomodação. Termos e condições do Airbnb. 

Se Lança…

Leia estes posts também:

Roteiro de 3 dias em Berlim no inverno
O que fazer em Berlim com crianças
Como funciona o Berlin Welcome Card
Oktoberfest em Berlim
3 cafés para ir com crianças pequenas e bebês em Berlim
Seguro de Viagem Internacional – vale a pena?

O que fazer em Berlim com crianças

Recentemente passei 1 mês na cidade que hoje considero uma das mais legais do mundo, e assim descobri o que fazer em Berlim com crianças. E tem MUITA coisa viu! Minha pequena de 2 anos se divertiu demais e no final da nossa pequena temporada, já se referia ao pai como “papa” e comprimentava os outros com “hallo”. Bom demais.

Neste post vou listar atividades que achei super legal fazer com crianças, não que os adultos não vão se divertir, mas quando se viaja com crianças – é bom ter atividades dedicadas pra eles também né?

Parques Públicos em Berlim

Uma das melhores coisas em Berlim são os parques. Parece que tem um parque infantil a cada esquina na cidade. Minha melhor dica pra curitr Berlim com crianças é sempre procurar um parquinho perto da atração turística que você vai visitar naquele dia. Por exemplo, perto do Charlottenburg Palace tem um maravilhoso parque público (o klausenerplatz). Ou seja, no mesmo dia tem atividade para os adultos e para as crianças. Todos se divertem.

Dê uma olhada no google maps antes de sair, se vir uma área verde, a probabilidade de encontrar um parque infantil é alta. Mas prometo logo mais escrever um post com os melhores parques infantis públicos de Berlim. Escrevi AQUI: Melhores parques em Berlim, com parquinhos infantis.

Pra achar essas pérolas confira o blog em inglês: Berlin for all the family.

Museu de História Natural

Este museu é fantástico! Logo na entrada você depara com fósseis de dinossauro – inclusive o maior fóssil de dinossauro já montado e exposto. Tem outros animais empalhados, tem explicações e vídeos sobre o sistema solar, sobre geologia e uma sala especial com os fósseis do famoso dinossauro T-Rex montado – o Tristan.

Uma dica pra quem quer economizar um pouco é, leve seu próprio lanche. Nós fomos de manhã e preparamos um almoço de sanduíches. Dentro do museu tem uma área de piquenique, só sentar e aproveitar. Pros que gostam de mais conforto, tem uma lanchonete também. Tem um guarda-volumes grátis pra deixar as mochilas e casacos.
Em alemão chama Museum fur Naturkunde, fica na Invalidenstraße 43 e a entrada custa 8 euros por adulto.

Museu de Ciência e Tecnologia

São dois prédios, o primeiro onde está a bilheteria é sobre a história e evolução de várias tecnologias. Tem galpões com dezenas de locomotivas, desde trens super velhos a super modernos. Tem um galpão com a evolução da aviação, outra exposição com a evolução da comunicação, e assim por diante. Legal para as crianças (e nós também) conhecerem como as coisas funcionavam no passado, ver aparelhos antigos e visualizar como tudo foi se modernizando.

O outro prédio é mais legal ainda. É um prédio de ciência interativa. Você “brinca” com os experimentos como se fosse um grande laboratório. São três andares separados por tema, como som, luz, etc. As crianças adoram e aprendem de maneira interativa. No meu caso, quem mais gostou deste passeio foi o marido.

Neste museu também tem áreas de piquenique pelo recinto, lanchonete e guarda-volumes. E atenção – a dica para economizar é levar o bilhete de entrada do Museu de História Natural. Quando você compra um ingresso do Museu de Ciência, o acompanhante entra de graça. Ou seja, dois adultos vão pagar apenas 1 ingresso – mas tem que aprensentar o bilhete do museu de história. Crianças menores de 6 anos não pagam entrada.

Em alemão chama Deutsches Technikmuseum, fica na Trebbiner Straße 9 e a entrada custa 8 euros por adulto.

Zoológico e Aquário

Ok, vamos por partes… Fazia muitos anos que eu não ia a um zoológico, acho que desde a infância. Fui com ressalvas ao zoológico de Berlim, disse pra mim mesma que queria ver qual era de um zoológico e tirar minhas próprias conclusões se é algo que vale a pena. Minha opinião pessoal é que não pretendo mais frequentar zoológicos, acho que já deu esse negócio de ver bichos presos. Mas enfim, aos que tem opinião diferente, vamos às dicas de quem foi.

O parque em si é muito bonito e bem cuidado. Tem banheiros limpos, restaurantes, jardins, um parquinho infantil ma-ra-vi-lho-so. É bem sinalizado e pra quem está com crianças pequenas, é possível alugar um “wagon” que é uma espécie de carroceria pra puxar – lá dentro você pode por as crianças, mochilas, casacos e qualquer outra coisa.

Sobre os animais, encontra-se bastante diversidade: elefantes, girafas, pandas, leão, gorila, macacos, ursos, pinguins, antílopes e por aí vai. No aquário tem peixes, sapos, cobras e outras coisas que não sei classificar rs.

O Berlin Zoo custa 15,50 euros por adulto e 8 euros para crianças entre 4 e 15 anos. O Zoo + Aquário custa 21 para adultos e 10,50 para crianças.

Legoland de Berlim

Este passeio pode ser feito por amantes de Lego ou aspirantes a amantes – afinal, levei minha pequena de apenas 2 anos e deu pra aproveitar, no entanto, acredito que os maiores vão curtir mais. É uma área relativamente pequena, confesso que pelo nome LegoLand eu esperava algo mais grandioso. É um predinho de dois andares subterrâneos, ou seja, nada de ver o sol.

O primeiro subsolo tem uma linda maquete da cidade de Berlim feita somente com legos. É fantástico. Na maquete vê-se o metrô passando no subsolo, o muro de Berlim caindo e outras animações. Bem legal. Neste mesmo andar tem algumas estátuas gigantes de personagens feitas em lego e uma pequena montanha-russa.

O segundo subsolo é uma area interativa, onde as crianças criam e brincam com legos. Tem pistas de corrida de carrinhos, contrução de torres que podem ser derrubadas com terremoto, uma lachonete pra fazer cupcakes de legos, uma oficina que tem aula, um cinema 4D, uma parquinho infantil e a lanchonete.

O ingresso varia conforme o horário do dia, na alta temporada a fila pra entrar pode ficar grande. Recomendo comprar o ingresso antecipado, sai por 18,50 euros. É só comprar neste link aqui e levar o voucher impresso. Quem for na baixa temporada, pode aproveitar para economizar, os ingressos chegam a custar somente 11 euros, tem que comprar no dia e horário que o site oficial ofercer como o mais barato, que costuma ser drante a semana e no final da tarde. Legoland fica no SonyCenter em Potsdamerplatz.

Kindercafes

Uma das coisas mais legais que vi em Berlim são os Kind-Eltern-Cafes. São cafés feitos para famílias. Não é igual no Brasil que tem um parquinho meia-boca no fundo do recinto. Não, estes lugares são especiais. As crianças tem espaço aqui e os adultos podem tomar um café em paz. Achei t”ao legal que fiz um post sõ sobre isso! Veja uma lista com minha sugestão de 3 cafés para visitar com crianças e bebês.

Outras atrações

Tem fuas outras atrações que são muito vendidas para turistas com crianças. Eu não conheci pois achei o apelo comercial demais, mas pode ser uma opção interessante:

AquaDom & Sea Life Berlin – é um aquário destes que você sente que está andando debaixo do mar. Tem arraias gigantes e algumas espécies de tubarões, além de centenas de peixes. É bem diferente do aquário do zoológico, no zoológico são janelas diferentes expostas lado a lado. No AquaDom, a sensação é de que é tudo um aquário único e integrado onde você está dentro do mar. Ingressos custam 17,95 euros e podem ser comprados com antecedência aqui – este ingresso oferece entrada prioritária. Na baixa temporada, ingressos com desconto podem ser encontrados no site oficial.

Little Big City Berlin – é a cidade de Berlin em miniatura com animações e efeitos especiais. O passeio é mais interessante para as crianças maiores, as menores talvez não tenham tanta paciência. Uma boa opção para “ver” a cidade de cima e apresentá-la em contexto histórico para as crianças.  Custa 16 euros e pode ser comprado antecipado aqui. Mesmo esquema de comprar com desconto no site oficial em dias e horários mais vazios.

Outras dicas

Para quem vai à Legoland, AquaDom e Little Big City, pode optar por comprar as entradas em combo, dependendo das combinações fica um preço ou outro, mas as atrações ficam bem mais baratas – só precisa ir em mais.

E não se esqueça de fazer o seguro de viagem, além de ser obrigatório para turista na Europa, nós pais não gostamos de correr riscos com os pequenos né? A gente usa a SegurosPromo que traz um comparativo de preços. Não é caro, 1 semana na Europa custa menos de 60 reais. Vale a pena. Use também nosso cupom de desconto SELANCA5 e você ganha mais 5% de desconto.

Berlim é mesmo uma cidade maravilhosa para passear, com ou sem crianças. Vale a pena conhecer. Deixe sua dica aqui de onde levar os pequenos também!

Veja neste link os melhores hotéis para se hospedar com crianças em Berlim.

Se Lança…

Veja estes posts também:

3 cafés para ir com crianças pequenas e bebês em Berlim
Roteiro de 3 dias em Berlim no inverno
Como funciona o Berlin Welcome Card
O que fazer em Pankow em Berlim
O que fazer em Copenhague, roteiro de 2 dias
Seguro de Viagem Internacional – vale a pena?
10 dicas para viajar de avião com bebê

Roteiro de 3 dias em Berlim no inverno

A primeira vez que conheci Berlim foi no inverno – em pleno Janeiro – e sim, tinha neve e estava MUITO frio. Ainda assim, me apaixonei pela cidade. Berlim é simplesmente demais. Vale muito a pena conhecer.

Vou dividir aqui meu roteiro de 3 dias pela cidade no friozão, mas pra quem tiver mais dias disponíveis, eu senti que faltou tempo.

Primeiro dia em Berlim

Walking tour pela manhã

A principal dica que dou pra todos que vão a Berlim é fazer logo no primeiro dia um “free walking tour”. Tem várias companhias que fazem este passeio, você não tem obrigação de pagar, mas é educado e recomendado dar uma gorjeta para o guia.

Este tour tem que ser feito logo que chegar na cidade, pois assim você vai ouvir as histórias e informações da cidade que vão tornar sua viagem mais rica. Nós fizemos este tour com a The Original Berlin Tours. Detalhes do horário e local de partida podem ser vistos no site deles.

No inverno é uma tortura fazer o tour? Sim, sinceramente ficar andando 3 horas no frio congelante alemão não é mole, mas vale o esforço. O tour para algumas vezes para um café e uma chance de se esquentar.

O tour vai passar pelos pontos mais importantes da cidade, como o Memorial às vítimas do Holocausto, Check-point Charlie, Portal de Bradenburgo, Bunker do Hitler, Universidade, Gendarmenmarkt Platz e por aí vai.

Este tour é um dos pontos altos da viagem – você vai aprender muito sobre a história da cidade e aproveitar melhor os outros dias.

Museus pela tarde

Depois de passar a manhã no frio, a sugestão é se enfiar pra dentro de um museu ou dois no período da tarde.

Conheci o Pergamom Museum, pois é recomendado pelo Lonely Planet como um dos museus imperdíveis de Berlim. Nós porém, não amamos tanto assim, mas isso é pessoal né – o acervo é principalmente sobre Egito e Oriente Médio. Ele fica no Museum Isle onde tem outras opções de museus também. Entrada custa 12 euros.

Outro museu que é parada obrigatória, é o Topographie des Terrors. Tem uma exposição com fotos da segunda guerra mundial e pedaço do Muro de Berlin com trincheira. Entrada grátis.

Veja este post que eu conto quais são os 5 melhores museus em Berlim e escolha o seu.

Segundo dia em Berlim

Reichstag – este é o Palácio do Parlamento alemão e pode ser visitado gratuitamente. Tem que entrar no site e fazer a reserva dos ingressos com um mês de antecedência mais ou menos. Quem não fez a reserva, pode tentar conseguir um horário de última hora cabine que tem ao lado.

No Reichstag você sobe no duomo de vidro, este duomo representa a transparência do governo, e dependendo da incidência da luz, é possível ver o parlamento lá de cima. Você sobre as rampas com um fone de ouvido que vai mostrando algumas vistas da cidade, como o Tiergarten. A vista é 360 graus. Não se esqueça de levar sua reserva impressa e passaporte, sem estes não é possível entrar.

berlim no inverno reischtag

Tiergarten – aproveite que vai estar ao lado do maior parque da cidade e dê uma andada nele, não que no inverno se veja muita coisa. As folhas caem e a neve acumula no chão – mas uma passadinha rápida vale a pena. (No verão é outra história…)

Augustiner – vá caminhando pro restaurante Augustiner pra almoçar. Este restaurante é na verdade de Munique, mas é super recomendado pra comer pratos típicos alemães, uma delícia! Nós dividimos um joelho de porco maravilhoso, acompanhado de diversas cervejas. No meu caso, eu estava grávida então me lancei com fúria na cerveja de trigo sem àlcool 😉 Mas era tão boa que chamei o garçom pra conferir se ele tinha mesmo me servido a cerveja sem àlcool.

Rausch Schokoladenhaus – depois do almoço, se ainda conseguir comer alguma coisa, vá caminhando pra essa famosa loja de chocolates de Berlim.

Jogo de futebol do Hertha Berlin

a noite nós fomos ao jogo do Hertha Berlin x Bayer Leverkusen no Olympiastadion. Tava frio viu, mas isso não impediu os torcedores de comparecerem em massa pra ver o amado time da cidade. Eu mesma não sou fã de futebol, muito menos ir ao estádio com -1 grau, mas às vezes faz-se necessário agradar o marido né!? Brincadeiras à parte, foi um passeio bacana, legal ver o estádio todo lindo, as pessoas super comportadas e o coro da torcida.

berlim no inverno estadio hertha jogo de futebol

Onde comprar ingressos da Bundesliga em Berlim

Pra comprar os ingressos, é possível utilizar o site Viagogo ou comprar na loja do Hertha, tem uma no subsolo do Mall of Berlin. Nós pedimos pro nosso hotel comprar pra gente, foi mais fácil, eles fizeram todo o trâmite e nós acertamos no check-out.

Terceiro dia em Berlim

Depois de assistir ao jogo, chegmaos no hotel bem tarde, então no dia seguinte saímos um pouco mais tarde pela manhã.

Muro de Berlim – pela cidade tem vários pedaços do muro espalhado, mas o maior trecho que ainda existe é a East Side Gallery. Este fica no Friedrichshain-Kreuzberg, a melhor maneira de chegar é descer na Berlin Ostbahnhof. Chegando lá, caminhe pela rua em direção à ponte Oberbaumbruck para ver os murais.

Museu Judaico de Berlim – separe algumas horas pra conhecer a história e sofrimento do povo judeu, principalmente durante a segunda guerra mundial. Nem preciso dizer que este é um passeio triste né? Prepare o lenço. Além da parte educativa do museu, este local também é famoso pela sua arquitetura. A entrda custa 8 euros por adulto.

Potsdamer Platz – essa é uma praça super movimentada. Nela tem vários edifícios e escritórios, tem algumas lojas, o shopping Mall of Berlin (que é gigantesco pra quem gosta de fazer compras) e também o Sony Center – um lindo complexo de lojas, restaurantes e cinemas. Tem também um trecho do muro de Berlim com textos e explicações. Pra quem pode desembolsar um pouco mais, o hotel Hilton está no coração da praça. Em Janeiro a praça estava cheia de luzes brancas, coisa mais linda de ver pela noite. Leia mais sobre a história da Potsdamer Platz neste blog.

berlim no inverno potsdamer platz a noite

Como não morrer de frio no inverno alemão

A melhor dica é se vestir em camadas. Uma blusa mais fina embaixo, uma blusa de lã ou fleece no meio (ou as duas se tiver muito frio) e o casaco de inverno por cima. Não esqueça do cachecol e gorro, deixar o pescoço e cabeça bem protegidos do vento e frio.

Eu senti falta de ter uma calça térmica nestes dias, estava vestida com uma meia-calça de lã e por cima a calça jeans. Nos dias que não se fica muito na rua é suficiente, mas o dia do walking tour eu senti bastante frio. Além disso achei fundamental usar uma meia térmica no pé, comprei uma da timberland – além da bota da timberland que é impermeável.

Entrar de tempos em tempos em starbucks e afins pra tomar um café, chocolate quente ou cházinho aquece a alma também.

Onde ficar em Berlim

Ficamos no The Circus Hotel. Super recomendo, é muito bem localizado, pessoal super prestativo, é moderno e descolado – e melhor de tudo – preços acessíveis. Eles tem três prédios, um é o hotel, o hostel e apartamentos. Nós ficamos no hotel e aprovamos. Veja outras opções de hospedagem em Berlim neste link.

Três dias frios em Berlim, mas que despertou meu amor por esta cidade. Uma das minhas preferidas em todo este mundo imenso. Conheça também a cidade vizinha de Potsdam neste post.

Berlim Welcome Card

É um cartão de tranposte público ilimitado e de descontos nas principais atrações da cidade. Neste post explicamos tudo sobre como funciona o Berlin Welcome Card. Dê uma lida pra ver se vale a pena pra você.

Se Lança…

Veja estes posts também:

O que fazer em Berlim com crianças
Oktoberfest em Berlim
O que fazer em Pankow em Berlim
3 cafés para ir com crianças pequenas e bebês em Berlim
Seguro de Viagem Internacional – vale a pena?
Roteiro de 5 dias pela linda Suiça
O que fazer em Copenhague, roteiro de 2 dias
O que fazer em Estocolmo

Dê uma olhada no nosso Guia Se Lança para Barcelona:

[products ids=”3390″]

Potsdam, cidade dos palácios perto de Berlim

Potsdam é uma linda cidade perto de Berlim. Conhecida por seus inúmeros castelos, uma viagem obrigatória pra quem vai passar uns dias em Berlim.

É possível conhecer Potsdam com apenas 1 dia. Muita gente faz um bate-e-volta na cidade, pois é bem pequena e fácil de chegar. No entanto, se optar por dormir em Potsdam, veja neste link as melhores opções na cidade.

São 10 castelos distrubuídos por 4 jardins, parece um pouco confuso, mas vou explicar tin tin por tin tin para você planejar seu dia em Potsdam.

  • Parque Sanssouci – o principal parque da cidade com 19 pontos de interesse para visitar, dos quais 6 são castelos, e inclui o Palácio Sanssouci, o cartão postal da cidade.
  • Jardim Novo – 2 palácios e um mirante.
  • Parque Babelsberg – 1 palácio e uma torre.
  • Am Stern – mais afastado, onde está o Palácio da Caça.

Como chegar em Potsdam

É bem fácil chegar em Potsdam saindo de Berlim. Tem opção de ir de metrô ou trem.

De S-bahn S7

O s-bahn (trem suburbano que pra mim é igual metrô) S7 sai de Alexanderplatz e chega em mais ou menos 45 minutos. São 14 paradas e você desce na estação S Potsdam Hauptbahnhof. De lá para o Parque Sanssouci é possível caminhar 30 a 40 minutos até o parque ou pegar o ônibus 605 ou o 695 e descer no ponto chamado: Schloss Sanssouci. Eu recomendo pegar o ônibus, afinal já vai andar bastante dentro do parque.

De trem RE1

Nós optamos pelo trem RE1 – sentido Brandenburg, Hauptbahnhof, pois é mais confortável e pára menos. A desvantagem é que passa com bem menos frequência, tem que ver os horários (aqui) de partida do trem e se programar. Saímos da estação Friedrichstrabe. É possível descer na estação S Potsdam Hauptbahnhof e seguir o caminho descrito acima, ou então, descer no ponto Potsdam Park Sanssouci e entrar no parque à pé “pelo fundo” dele. Nós fizemos essa segunda alternativa.

Imagem do Trem RE1 para chegar em Potsdam
Trem RE1 para chegar em Potsdam

O que fazer em Potsdam

Apesar de ter tantos palácios, castelos, mirantes, casas, jardins… Minha sugestão pra quem vai passar apenas 1 dia, é conhecer o Parque Sanssouci e depois dar uma volta pelo calçadão de pedestres no centro da cidade.

A não ser que você seja um amante de palácio e queria ver tudo (ou quase tudo), aí então pule o passeio pelo centro e vá ao Jardim Novo depois do Sanssouci.

O que visitar no Parque Sanssouci

O Parque Sanssouci é um conjunto de palácios e jardins que teve o início de sua construção no século 18. Desde 1990 faz parte do Patrimônio da Humanidade da Unesco e atrai milhões de visitantes todos os anos. Principais pontos de visita são:

Palácio Sanssouci – principal palácio do parque, era a residência de verão de Frederico o Grande. Atrás dele está o jardim e fonte, super lindos. Nós entramos neste palácio, mas honestamente, não valeu a pena. Pagamos 12 euros, achei super caro, e a ala aberta para visitação é bem pequena – você visita uns 12 cômodos apenas. O lado positivo é que inclui o audio guia para explicar tudo e contar anecdotas.jardim do parque sanssouci

Palácio de Orangerie – principal atração é a sala Raffael, na qual cópias das obras de Raffael estão expostas.

Palácio Novo – aqui estão os salões de festas.

palácio novo em potsdam

Pavilhão Chinês – representa o grande interesse da época pela estética chinesa.

Outros pontos: Palácio de Galeria de Pinturas, Palácio das Novas Câmaras, Moinho, Palácio Charlottenhof, Banhos Romanos, Igreja da Paz e a Casa de Máquinas à Vapor.

Como você pode ver, apenas a visita ao Parque Sanssouci vai te proporcionar uma overdose de palácios, além de ser uma pernada dentro do parque.

Outros parques e palácios em Potsdam

Jardim Novo – a construção começou em 1787 e foi construído às margens do Lago Sacro (Heiliger See). Dentro podem ser visitados o magnífico Palácio de Mármore e o Palácio Cecilienhof, que é uma casa de campo.

Parque Babelsberg – um amplo parque paisagístico onde está o Palácio Babelsberg e a Torre Flatow, que oferece uma linda vista de 360 graus de Potsdam.

Potsdam, Am Stern – um pouco mais afastado do centro da cidade onde está o Palácio da Caça (Jagdschloss Stern) e é aberto somente durante eventos.

Calçadão e centrinho de Potsdam
Calçadão e centrinho de Potsdam

Preços dos bilhetes

Eu achei os preços bem salgados! Para entrar no parque em si, não é obrigatório pagar, tem uma taxa voluntária de 2 euros que é revertida para a manutenção dos jardins. A entrada em um palácio só, por exemplo, o Sanssouci ou o Palácio Novo custa 12 euros. Existe o bilhete de 19 euros que dá direito a entrar em todos em palácios de Potsdam. Pode ser comprado online no site oficial. É recomendável comprar com antecedência, pois a visita é com hora marcada, e no verão costuma lotar.

Tour Guiado em Potsdam

Para quem está em Berlim e se sente um pouco inseguro de fazer isso tudo sozinho, ou prefere ter um guia para explicar os detalhes e curiosidades da cidade, pode optar por um tour em espanhol. O guia sai da Alexander Platz em Berlim e acompanha o grupo por vários pontos em Potsdam. O passeio custa 14 euros por pessoa e não inclui entrada nos palácios. Detalhes do passeio neste link.

Parque Sanssouci
Parque Sanssouci

Onde comer em Potsdam

Almoçamos no Assaggi na praça Bassinplatz. Excelente restaurante italiano. Fazia muito tempo que eu não comia uma massa tão boa. Os pratos mais simples saem entre 8 e 10 euros, pratos com carnes ficam um pouco mais caro – mas nem precisa pedir um prato elaborado, até o espaguetti alho e óleo estava uma delícia. Cerveja é o preço padrão de 4 euros.

Na praça Bassinplatz e também no calçadão tem outras opções de restaurantes.

Sorriso de quem almoça enquanto a filha dorme

Se Lança…

Veja estes outros posts também:

Oktoberfest de Berlim
3 cafés para ir em Berlim com bebês e crianças pequenas
Roteiro de 5 dias pela linda Suiça
Roteiro de 2 dias em Viena com Crianças Pequenas
O que fazer em Graz na Austria
15 dicas para uma viagem segura e saudável

3 Cafés para ir com Crianças Pequenas e Bebês em Berlim

Veja a lista desses 3 Cafés para ir com Crianças Pequenas e Bebês em Berlim, essa cidade completamente preparada para famílias.

Descobri na Alemanha, especialmente em Berlim, um novo (novo pra mim, pois lá já tem faz tempo) conceito de café e restaurante – chama-se Kind-Eltern-Cafe. A tradução significa, café para crianças e pais. Na prática, é um local que é super estruturado para receber famílias.

Isso significa, espaço para brincar, menu para adultos e crianças, local seguro, banheiro com trocador e assento redutor de privada, tolerância aos gritos alheios e paciência generalizada. Não é um restaurante com aquele “playground” que a criança não pode ficar sem supervisão de adulto – nesses cafés você pode deixar as crianças soltas enquanto aprecia sua bebida ainda quente! Sim, mães também podem tomar café quente!

Eu fiquei simplesmente apaixonada por esse conceito. Queria muito que tivesse tido essa oportunidade durante o meu puerpério, de sair e tomar um café com outras mães em um ambiente super acolhedor.

Mas então vamos à lista…

Cafés para ir com crianças e bebês em Berlim

KiezKind – Este local é mais legal pelo ambiente para a criança do que o café em si. Tem um espaço de areia cheio de brinquedos do lado de dentro, e do lado de fora, um gramado enorme onde se pode correr e sentar. Vi vários grupos de mães sentadas do lado de fora com bebês pequenos. O café em si é normal, nada de muito especial.

Endereço: Dentro parque Helmholtzplatz, aproveite e leve as crianças no parquinho público com tema de navio que tem neste parque.

Buchkantine – fomos neste café a convite de uma amiga que mora em Berlim a 10 anos e tem um casal de gêmeas de 2 anos de idade. É um café-livraria e tem um espaço super legal para crianças pequenas com brinquedos de madeira. A sugestão é ir no domingo, tradicional dia de Frühstück (café da manhã).  É possível experiementar o tradicional prato da Bavaria de salsisha branca com pretzel. Quem não quiser algo tão diferente, tem croissants, queijos, sanduíches – e claro – café. 😉 Não é exatamente um Kind-Elten-Cafe, mas é muito frequentado por famílias.

Endereço: Dortmunder Str. 1

Cafe Schönhausen – O mais fofo de todos, com decoração super aconchegante. Na frente tem um pátio com uma caixa de areia e no fundo tem uma casinha de madeira e outros brinquedos no chão – ideal para crianças pequenas e bebês. No fundo do estabelecimento, tem uma porta que sai para um parque público onde os maiores vão se divertir.

Endereço: Florastraße 27


 

Se Lança…

 

Oktoberfest em Berlim

Tem Oktoberfest em Berlim?! Tem sim senhor! Não é a famosa e tradicional Oktober de Munique, mas dá pra tomar uma excelente cervejinha acompanhada de salsicha e diversão.

A principal cerveja do evento é a Paulaner, que é da região da Bavaria – muito boa!

Lá as pessoas vão vestidas com trajes típicos, e tem gente de toda raça, credo, cor e idade.

Onde é a Oktoberfest de Berlim?

Tem eventos espalhados por toda cidade, por exemplo, restaurantes que em um certo dia fazem uma festa – porém existem dois pontos onde tem uma estrutura montada e a festa rola por 2 a 3 semanas.

A maior e mais tradicional fica na Festplatz em Kurt-Schumacher-Damm, esta já está em sua 68a edição (em 2018). Lado negativo é que é longe pra caramba, perto do aeroporto Tegel. Não custa nada pra entrar na área do parque e barraquinhas. Pra entrar no Pavilhão principal, são 5 euros.

Fomos de ônibus, no ônibus 128. Descemos um pouco antes e parecíamos estar no meio do nada. Andamos um pouco na própria rua Kurt-Schumacher-Damm e vimos as placas. Ufa…

oktober fest em berlim
Pavilhão Principal em Kurt-Schumacher-Damm

A outra Oktoberfest em Berlim fica na Alexander Platz, que é uma região turística, super central e de fácil acesso. Não tem pavilhão fechado, mas tem barraquinhas de comida, cerveja e até quinquilharias. Tem até uma estrutura para crianças, como um carrosel.  Pra chegar lá, é só utilizar o metro ou trem que desembarca na estação de mesmo nome.

Oktoberfest em Berlim na Alexander PLatz
Oktoberfest na Alexander Platz

Quando é a Oktober em Berlim?

Geralmente começa no fim de setembro e vai até meados de outubro.

Neste ano de 2019, a festa em Kurt-Schumacher-Damm vai de 20 de setembro a 13 de outubro. A oktoberfest na Alexander Platz ainda não teve suas datas anunciadas, mas logo mais informamos aqui.

Melhor horário pra ir?

Depende da sua pegada né? Se for como eu, pegada família, tem que chegar cedo. A feira da Kurt-Schumacher-Damm abria às 15:00 no sábado, chegamos logo às 15:30.

Se for solteiro, ou casal sem filhos, chegue lá pelas 18:00. Este horário ainda não está lotado, dá pra curtir tranquilo pegando uma cerveja sem tomar cutuvelada – mas também não está miado, a turma está começando a esquentar.

oktoberfest em berlim

O que fazer?

Tem cerveja, comida típica, barraca de doces e prêmios. Lá você vai encontrar carrinho de bate-bate, carrosel, labirinto e outros brinquedos. Diversão garantinda. Tem também uma programação de música ao vivo.

Tem barraquinhas vendendo waffles doces, pipoca, salsicha, joelho de porco, sanduíches de lombinho de porco e por aí vai…

oktober fest em berlim

Preço da Cerveja

A cerveja de 500ml custa 4,50 euros e de 1 litro 8 euros. Para usar os copos de vidro, tem que deixar um depósito de 2 ou 5 euros, dependendo do tamanho do copo. Você pega esse dinheiro de volta quando devolver o copo.

Então é isso, se lança na oktober de Berlim e vá ser feliz! Veja toda a programação e horários no site oficial aqui.

Se Lança…

oktoberfest em berlim
Ein Prosit!

Veja estes outros posts que podem te interessar:

Roteiro de 1 semana em Berlim
Roteiro de 3 dias em Berlim no inverno
O que fazer em Berlim com crianças
Como funciona o Berlin Welcome Card
O que fazer em Pankow em Berlim
Potsdam, cidade dos palácios perto de Berlim
O que fazer em Spandau Berlim
Melhores parques em Berlim, com parquinhos infantis
Seguro de Viagem Internacional
15 dicas para uma viagem segura e saudável

LEMBRETE

Seguro de viagem é obrigatório na Europa! Eu sei que é aquele tipo de coisa que ninguém quer usar, mas que é importante ter, com saúde não se brinca! Nós usamos o portal Seguros Promo, pois faz cotações com várias seguradoras trazendo um comparativo de preços e benefícios.

Pra vocês terem idéia, um seguro de 7 dias na Europa custa à partir de 55 reais. Não é caro!
Na Seguros Promo você pode pagar em 12x no cartão ou ter 5% de desconto pagando no boleto.

E, tem mais…

Nossos leitores tem direito a um desconto de 5% (adicional ao do boleto). É só inserir o cupom SELANCA5 pra ganhar. Ou seja, fica bem acessível contratar este serviço para viajar tranquilo. Clique aqui para fazer sua cotação.

~Se Lança~

Ainda não sabe pra onde ir?
A gente te ajuda! Escolha um destino.