Como viajar para Moçambique – Guia de Sobrevivência

Moçambique é um país lindo, que ainda será descoberto pelos turistas. Recentemente chamado de “Riviera Africana” pelo jornal Daily Mail. No entanto, viajar para Moçambique pode parecer um pouco assustador, ou aventureiro demais para alguns.

Neste post vamos desmistificar isso e mostrar como é simples conhecer esta terra de nossos irmãos lusófonos. Você ficará supreendido de perceber o quanto nós brasileiros nos sentimos “em casa” em Moçambique.

Visto de entrada em Moçambique

Antigamente era possível viajar para Moçambique sem visto prévio e emitir um visto de fronteira ao chegar no aeroporto. Hoje a regra mudou, brasileiros precisam pedir o visto previamente no Brasil. Para fazer isso, é preciso enviar a documentação solicitada à Embaixada Moçambicana em Brasília.

O processo de visto dura mais ou menos 10 dias úteis, depois que a documentação chegar à Embaixada. Os documentos podem ser enviados e devolvidos pelos correios, então é preciso postar um envelope para o retorno, além de pagar a taxa de 50 reais ou 70 reais para sedex 10. A lista completa dos documentos e o formulário podem ser encontrados no site da Embaixada.

O visto simples custa 300 reais e o de múltiplas entradas 600 reais. O visto simples garante direito de entrada apenas 1x no país e tem duração de 30 dias. Ou seja, se você quiser voltar à Moçambique, precisará pedir outro visto ou possuir o visto de múltiplas entradas. Caso saiba de antemão que irá entrar mais de 1x, deverá sair do Brasil com o visto de múltiplas entradas. Este geralmente tem duração de 3 meses enquanto o visto simples tem validade de apenas 30 dias.

IMPORTANTEQuem tem apenas o visto simples, não pode ir ao Kruger na África do Sul, pois não poderá retornar à Moçambique. Saiu do país, o visto simples não vale mais.

Como chegar em Moçambique

Companhias aéreas

As principais companhias aéreas que voam para Moçambique são a South African Airlines, a Ethiopian, a Qatar, e a LAM. A LAM é a companhia aérea nacional com vários destinos domésticos.

Do Brasil para Moçambique é melhor voar com a South African até Joanesburgo, é um vôo direto de Guarulhos que dura entre 8 e 9 horas. Depois pegar um vôo de Joanesburgo para Maputo, pela própria South African ou LAM – que são parceiras. Este vôo é bem rápido, não chega a durar nem 1 hora.

Como ir de ônibus da África do Sul para Moçambique

É possível ir de ônibus para Maputo saindo de Joanesburgo ou saindo de Nelspruit. Tem várias empresas que fazem o percurso Joanesburgo-Maputo. Nós conhecemos a Greyhound e Intercape – ambos são bons. O ônibus sai 7:30 da manhã de Joburg e chega por volta das 17 horas em Maputo – dependendo da movimentação na fronteira. O ônibus noturno sai às 22:00 e chega às 9:30. Os preços vão de 290 a 400 rands. É possível comprar online.

É bom também levar lanche e água, embora tenha uma parada de uns 20 minutos em Malalane para o lanche. Não se esqueça que precisa ter o visto em mãos.

Na fronteira o passageiro faz a travessia a pé e faz todo o trâmite de fronteira, voltando ao ônibus do outro lado. É sempre bom ficar esperto pra não ficar pra trás. Contudo, é uma viagem segura e sem problemas.

Telefone

Telefonia móvel é excelente em Moçambique, posso afirmar pois trabalhei com isso durante 2 anos no país 😉

É possível comprar um SIM Card nas lojas das operadoras para utilizar durante sua estadia. Recomendo usar a Vodacom que tem a maior cobertura. O crédito você compra nas lojas ou dos ambulantes na rua usando os coletes de qualquer operadora.

Segurança

De maneira geral, Moçambique é um país seguro. Não há grande violência urbana.

Seguro de Viagem 

Não é obrigatório para entrar em Moçambique. No entanto, é sempre bom viajar assegurado né. Aquele tipo de coisa que ninguém que usar, mas é bom ter, não se brinca com saúde! Nós usamos o site Seguros Promo, que faz comparação de preços de vários seguros. (Se você não sabe o que é um seguro de viagens, leia este post aqui).

Na Seguros Promo você pode pagar em 12x no cartão ou ter 5% de desconto pagando no boleto.

E, tem mais…

Nossos leitores tem direito a um desconto de 5% (adicional ao do boleto). É só inserir o cupom SELANCA5 pra ganhar. Ou seja, fica bem acessível contratar este serviço para viajar tranquilo. Clique aqui para fazer sua cotação.

Prevenção contra a Malária

Moçambique tem alto risco de malária, e isso é muito sério. É importantíssimo para o turista tomar todos os cuidados de prevenção. Em Maputo o risco é menor, mas em qualquer outro lugar, principalmente ao norte do país, o risco de contrair malária é alto.

O que fazer:

  • Usar roupas de manga longa e calça comprida, principalmente de manhã e no fim do dia.
  • Usar repelente comprado na África.
  • Dormir com rede mosquiteira. A maioria dos hoteis (fora de Maputo) tem.

Quando você voltar ao Brasil, se tiver sintomas, corra para o hospital e diga que você tem malária. Não espere pra ver se é gripe, tem que ir logo pro hospital para medicar no começo. Malária é muito sério.

Dinheiro

Por Moçambique possuir muitos estrangeiros, trocar dinheiro não é difícil. É possível trocar Reais por Meticais, ou Dólares e Euros – o que for mais fácil para você. Tem uma casa de câmbio na saída do Desembarque no Aeroporto internacional de Maputo e outra casa de câmbio na Avenia Mso Tse Tung, próxima do Hotel Polana.

Trânsito, Direção e Transporte

O trânsito em Maputo nos horários de rush pode ser bem ruim, e os motoristas não são os melhores do mundo… mas dá pra dirigir numa boa em Moçambique, só prestar atenção.

A estrada EN1 que cruza toda costa do país é boa em geral. O máximo que eu dirigi foi até Tofo, e a estrada estava muito boa.

O maior cuidado que se deve ter são com as blitz, tem pela cidade toda e na estrada principalmente atrás daquela placa de redução de velocidade. É bom estar 100% de acordo com as leis de trânsito para não arrumar confusão. Ou seja, dois coletes refletores, 2 triângulos, andar de cinto de segurança e respeitar velocidade, documentação em dia e etc.

Em geral, quando você é parado pela polícia de trânsito (que usa unifome branco) não tem estresse. Se você for parado pelos policiais militares (uniforme verde/cinza) eles podem te dar um pouco de dor de cabeça com o intuito de conseguir “um refresco”. Por isso da importância de não dar nenhuma brecha.

Alugar carro em Moçambique costuma ser bem caro, mas você pode cotar na RentCars.

A carteira de motorista internacional é aceita em Moçambique e deve ser portada junto com o passaporte que contém seu visto de entrada. Veja neste post como tirar a PID – permissão internacional de direção.

Andar de taxi em Maputo é muito tranquilo e seguro também. Nas outras cidades, arrumar um taxi não será uma missão tão fácil. Tem que pagar com dinheiro em espécie e é bom combinar o valor antes da corrida.

Outras dicas gerais em Moçambique

Aproveite o que Moçambique tem de melhor, esse país é abençoado pela natureza, com lindas praias. Além das praias, Maputo é uma cidade vibrante com muitas opções de restaurantes (lista de 10 restaurantes aqui) e vida noturna. Veja neste post um roteiro de 1 dia em Maputo.

Os moçambicanos são alegres, mas às vezes receosos com estrangeiros (com razão, dada a história deles), tem que conquistar a confiança primeiro.

Veja aqui opções de hospedagem em Maputo.

Se Lança…

Leia mais sobre Moçambique aqui:

Maputo City Tour
10 melhores restaurantes de Maputo (com endereço!)
Macaneta, a praia mais próxima a Maputo
Tudo sobre a Ilha de Moçambique
Tofo, paraíso do mergulho em Moçambique
Onde fazer mergulho em Moçambique
O que visitar na Suazilândia em 2 dias
Onde dormir em Nelspruit – 5 sugestões de hoteis e pousadas

Dê uma olhada no nosso Guia Se Lança pra África do Sul:

Tudo sobre a Ilha de Moçambique

A Ilha de Moçambique fica localizada na província de Nampula, deu nome ao país e foi sua primeira capital. Contam alguns moçambicanos que este nome é derivado de Mussa Al-Biki, um comerciante árabe que ali chegou no século XI. Algumas pessoas com quem conversei dizem mais: Mussa Al-Biki dominava a ilha quando Vasco da Gama lá chegou, em 1498. Será?

Foto da ponte na ilha de moçambique

A ilha tem pequenas dimensões, permitindo que seja explorada em um fim de semana com tranquilidade. Apesar de seu tamanho, guarda construções (ou o que restou delas) que contam a história do país. Graças a riqueza de memórias, foi nomeada nos anos 90 pela UNESCO como Patrimônio Mundial da Humanidade. Para saber um pouquinho mais da ilha, vale à pena conversar com os moradores durante a visita.

Não menos importante (hahaha): na ilha encontrei a cerveja mais gelada de todos os lugares que já visitei neste país! Quem conhece Moçambique, sabe… cerveja gelada, daquela que forma um “véu de noiva” como dizemos no Brasil, é artigo raro! Mas a ilha parece ter sido contaminada por essa nossa preferência (ufa!).

Como se virar

Como todo lugar de Moçambique, não dispensa um bom protetor solar e um repelente potente para se proteger dos mosquitos! Além disso, roupas confortáveis, roupas de banho (caso queira dar um mergulho nas águas da baía de Mossuril) e um par de tênis para explorar a ilha a pé. Sim, a pé! São apenas 3 quilômetros de extensão. Vale a pena visitar e registrar cada cantinho da ilha.

Locomoção / Como chegar

Para chegar à ilha a partir de Maputo, não aconselho transporte público pois é bem distante e levará mais de 2 dias. Há voo direto da LAM de Maputo para Nampula todos os dias. De Nampula para a Ilha de Moçambique, são 180 km (aproximadamente 2 horas e meia de carro), a maior parte seguindo pela EN8 em direção à Nacala até visualizar a placa de sinalização que indica a ilha. A sugestão é alugar um carro no aeroporto de Nampula (há uma loja da Europcar lá). De carro, é possível entrar na ilha através de uma ponte que a liga ao continente. A ponte funciona 24 horas e sua travessia custa aproximadamente 75 dólares. Uma vez na ilha, é possível fazer tudo a pé.

Quem estiver na África do Sul, a South African tem vôos direto de Joanesburgo para Nampula.

portal de entrada na ilha de moçambique

Onde comer?

Seguindo a dica de amigos que já visitaram a ilha, fui almoçar no Bar da Sara. Ao chegar no local, parecia apenas um trailer que servia cerveja e petiscos. Mas um dos clientes apontou para uma pequena passagem e avisou que o restaurante fica atrás desse trailer. O ambiente é simples, agradável e a comida vale muito a pena! Experimentei a especialidade da casa e comida típica moçambicana – Matapa de siri-siri com arroz de côco (uma espécie de ensopado de folha de mandioca pilada, cozida em molho de amendoim pilado e leite de côco). Delicioso! A melhor matapa que já comi.

Além disso, é possível tomar uma cervejinha gelada, conversar com a Dona Sara – dona do bar que leva seu nome, e observar as meninas trabalhando na cozinha com o rosto coberto de mussiro (creme tradicional para a pele, feito a partir do caule da planta de olax dissitiflora, com propriedade rejuvenescedora de acordo com a crença moçambicana). Enfim, vai além de uma experiência gastronômica.

tomando cerveja gelada na ilha de moçambique

No início da noite, a dica é o terraço do bar Flôr de Rosa (yes, a ilha tem um rooftop). Ótima opção para drinks, comidinhas, curtir a brisa e ouvir uma música. O bar fica em uma casa antiga, pertinho do hospital. Mas não deixe para ir muito tarde pois apesar de encerrar à meia-noite (coisa rara por aqui), o espaço é pequeno e bastante procurado.

O que fazer?

A ilha é dividida em duas partes: a “cidade de pedra”, parte norte onde encontramos os principais monumentos históricos, e a “cidade de macuti” (tiras de folhas de coqueiro espalmadas), parte sul onde localizam-se as casas de construção mais simples.

ilha_de_mocambique_04

ilha_de_mocambique_05

 

Na chamada cidade de pedra:

Palácio de São Paulo – vale muito a pena visitar. A construção já foi colégio jesuíta e, após um incêndio e sua reforma, serviu de casa para o Governador e Capitão-General do Estado de Moçambique à época. Com a transferência da capital para cidade de Maputo (ex-Lourenço Marques), o palácio passou a ser a casa do Governador do Distrito de Moçambique até 1935. Aproximadamente após 20 anos desocupado, o palácio tornou-se a residência do presidente da República Portuguesa e seus ministros quando em visita à colônia.

Até mesmo Samora Machel, um ícone moçambicano, já pernoitou no palácio e por ele foi decretada a sua transformação em museu. A visita ao museu é bem rápida mas vale a pena ouvir as histórias contadas pelos guias que nos acompanham pelo tour, principalmente “aquelas” histórias da realeza. Anexo ao palácio, há uma pequena igreja em estilo barroco – a Igreja de São Paulo, onde ainda são celebrados casamentos. Portanto é bem comum que o palácio seja usado como cenário para fotos dos noivos…

ilha_de_mocambique_06

ilha_de_mocambique_07

 

Fortaleza de São Sebastião – erguida entre os séculos XVI e XVII para proteção do território recém-descoberto pelos portugueses, serviu também de apoio às navegações que transitavam entre Lisboa e Goa (percurso conhecido como Carreira da Índia). Por falta de dados históricos sobre sua construção, foi criada uma lenda que diz que a fortaleza não foi obra de homens, mas sim de um fantasma, e assim espalhou-se por toda a província. Para aqueles que curtem fotografia, a visita à fortaleza rende excelentes fotos da costa.

Fortaleza na ilha de moçambique

 

Capela de Nossa Senhora de Baluarte – antes um baluarte artilhado – parte da estratégia defensiva dos portugueses, mais tarde transformado em capela, é a edificação europeia mais antiga do hemisfério sul data de 1522 e fica dentro da Fortaleza de São Sebastião.

vista da ilha de moçambique

 

Próximo à ilha

Praia de Chocas – pensa em uma praia linda, areia bem branquinha e água do mar de cor indescritível… é a praia de Chocas – pelo continente, são 60 km de distância da ilha. É uma boa opção para fazer dupla com a ilha em uma viagem de 3 dias inteiros. Para ficar: Carrusca (mais rústico, para quem curte praia e um belo prato de lagosta a um valor acessível) ou o Coral Lodge (para quem prefere se hospedar com infraestrutura mais caprichada e está disposto a gastar mais). De qualquer maneira, eu indico a esticada!

praia de chocas moçambique

Onde se hospedar?

A ilha tem poucas opções de hospedagem (dado seu tamanico), mas é possível pernoitar com charme em um desses dois lugares:

Villa Sands – passei a noite nesta pousada. De cara para o mar, quartos confortáveis, decoração simples, mas com aquele toque europeu, afinal os donos são suecos que se apaixonaram pela ilha quando visitaram pela primeira vez. O café da manhã é servido em um varandão com piscina e vista privilegiada para o Índico. No mesmo espaço, é possível tomar um drink no fim de tarde e ver o pôr do sol inigualável da África (só quem já viu, sabe). Oferecem o serviço de organização para passeios de barco, mergulho e visita guiada à ilha.

hotel na ilha de moçambique

Terraço das Quitandas – traduz a mistura Oriente e Europa presente por toda a ilha e por isso vale uma visita mesmo hospedado em outro lugar. Também com vista para o mar, tem um jardim externo lindo e apenas 6 quartos. Oferecem serviço de massagem e passeios guiados pela ilha, além de passeios de lancha à vela (ou “dhow”) até as ilhas de Goa e Sete-paus.

hotel na ilha de moçambique

O Escondidinho – simples e confortável, tem 10 quartos (apenas 7 com banheiro privativo) e é uma graça! Fica bem no centrinho da “cidade de pedra” e a 800 metros do Palácio de São Paulo. Também conta com uma piscina, bar/restaurante e oferece serviços de massagem.

Não esqueça! Na saída da ilha, faça um pit stop para uma das fotos mais tiradas por lá (já foi até capa de revista da companhia aérea South African): embaixo da ponte que liga a ilha ao continente, com as águas do Índico como pano de fundo.

IMPERDÍVEL!

foto da passarela debaixo da ponte na ilha de moçambique

 

Se Lança…

 

[Mikado id=’26’]

Veja esses outros posts que podem te interessar:

Maputo City Tour
Como viajar para Moçambique – Guia de Sobrevivência
Tofo, paraíso do mergulho em Moçambique
10 Melhores Restaurantes de Maputo (com endereço!)
Macaneta, a praia mais próxima a Maputo
Panorama Route na África do Sul
Safari no Kruger Park, África do Sul
Onde Dormir em Nelspruit – 5 sugestões de hotéis e pousadas

Tofo, paraíso do mergulho em Moçambique

Tofo é considerado o paraíso do mergulho em Moçambique. Scuba diving e snorkeling também entram no pacote! Aqui tem muita gente bacana, comida boa, o lindo e cristalino Oceano Índico, corais, tubarões-baleias, baleias, infinitos peixes, raias gigantes, sol, areia – quer mais o quê!? Uma cerveja né? Tem também!

Eu gostei muito da vibe deste lugar, tem muito estrangeiro aqui, é impressionante. Nosso instrutor de mergulho era um australiano que já morava a 10 anos na “cidade”. Aí você para e pensa, je-suis, como o cara consegue viver a 10 anos neste vilarejo!? O cara tem que ser muito apaixonado por mergulho. E como ele tá cheio de gringo lá, impressionante. E os locais, juro que são os mais simpáticos de toda Moçambique. Ô vila boa pra conhecer.

Como se virar

Tofo é uma cidadezinha bem pequena (tipo umas 3 ruas no total), bem de praia. Muito relaxada. Não tem segredo, é só chegar junto.

Não tem opção de supermercado, mas tem as barracas vendendo coisas frescas. Se precisar de alguma coisa diferente, pode ir a Inhambane, dá uma meia hora de carro.

 estrada_para_tofo

Locomoção e como chegar em Tofo

As principais duas maneiras de chegar a Tofo são de carro ou de avião. Transporte público também é possível pra quem quiser encarar. Tem ônibus diários saindo do Terminal Rodoviário da Junta em Maputo. São aproximadamente 500 km de Maputo.

De carro há quem diga que é possível fazer esse trecho em 5 horas e meia, desconfie. Tempo mais realista são 6.5 a 7 horas. A estrada é boa, só seguir pela EN1, assim que passar Lindela, vire à direita, sentido Inhambane. Cruze a cidade de Inhambane em direção a Tofo. Durante todo o trecho, cuidado com os radares móveis, principalmente nas chegadas e saídas das vilas, onde a velocidade cai para 60km/h.

Nós fomos de carro, e pra quem conhece o Juliano (maridão) sabe o quão cuidadoso ele é na estrada. No entanto, tomamos aquela multa básica em Moçambique. Sabe, onde o limite de velocidade é de 60 km/h, você passa a 70 km/h e tem um guarda ali, só te esperando =) Quem vive em Moçambique entende bem… Mas foi tranquilo, pagamos nossos 1000 meticais, pegamos o recibo e vida que segue.

Em Inhambane existe um aeroporto (INH), é possível voar para lá desde Maputo pela LAM. O vôo é curto mas o preço é alto! Do aeroporto de Inhambane para Tofo é possível ir de taxi ou organizar com seu hotel o traslado.

praia_da_barra

Onde ficar em Tofo

Tem muito lugar pra ficar em Tofo, muito mesmo! Tem opções de hoteis, pousadas, albergues ou casas de temporada. Seguem algumas sugestões:

Hotel Tofo Mar – Localização TOP, pé na areia mas ao lado do centrinho da cidade. É o hotel mais chique de Tofo. Não tem erro. Foi todo reformado e reabriu em 2013, tem restaurante e bar. Também ajuda a orgazinar outras atividades como surfe, kayak, quad bike, etc. Organizam pacotes de mergulho com a Diversity Scuba.

Casa na Praia Tofo – Composta por três casas, a Casa Amarela, Casa Azul e Bangalô Africa. Hotel com pé na areia no fim da praia, mas ainda perto do centrinho da cidade, só uns 200 metros. Ideal pra quem quer um pouco mais de sossego.

Casa do Mar – Linda pousada situada acima da praia. Tem 7 quartos, alguns com vista para o mar. Os donos são entusiastas de pescaria em alto-mar e organizam excersões para seus hóspedes. Saborie o café da manhã feito pelo chef da casa, mas avise antes, não está incluso na diária.

Casa de Beija Flor – Eu fiquei aqui, é uma “casita” simples, mas confortável. Tem uma cama de casal e duas camas de solteiro. Estrutura de cozinha toda. Tem uma churrasqueira também, se quiser usar, leve o carvão. Preço justo, por volta de 65-70 USD a noite. A única desvantagem é que não é na linha de frente ao mar, mas são 10 minutinhos andando.

casa_de_beija_flor

Fatima’s Nest – para os mochileiros de plantão, este albergue tem dormitórios, espaço pra camping e chalés mais simples, todos voltados para o mar. Tem também cozinha, bar e sinuca.

Onde Comer

Tofo Tofo – comida típica, caseira e bem “comfort”. Vá de Matapa de Frutos do Mar ou Carril de Camarão.

What U Want – bar e comida italiana. Experimente o Penne com creme e carangueijo. No almoço, os sanduíches são excelentes também, feito na ciabatta. Recomendo o de Salame ou Presunto Parma, delícia.

what_u_want

Casa de Comer – fusão de comida moçambicana com francesa, promete mais do que entrega, mas tem um ambiente agradável. Boa pedida para crepes.

casa_de_comer

The Green Turtle – Restaurante franco-moçambicano na Praia da Barra, 15 mins de carro de Tofo. Simplesmente sen-sa-cional, vale a visita até aqui. Sentado de frente para o mar, comece com uma água de coco e depois passe pra um bom vinho branco sul-africano. Amêijoas de entrada e camarão empanado no prato principal. Aproveite e passe o dia na praia também, mas não vá embora muito tarde, a maré sobe e a estrada de areia fica com algumas poças de água salgada no fim do dia.

green turtle restaurant

O que fazer em Tofo

Além do óbvio “esticamento no sol”, Tofo oferece muitas atividades: scuba diving, snorkeling, safaris no mar, surf, kite-surf, quad bike, pescaria em alto mar e passeios a cavalos. Abaixo as operadoras de mergulho em Tofo:

Mergulho, scuba, snorkeling e ocean safaris:

Liquid Adventures
Diversity Scuba
Peri Peri Divers
Tofo Scuba

Uma dica do Du (amigo e autor do blog Du, Lugares e Olhares) – que é mergulhador MESMO – é que 5 dias de mergulho seria o ideal, daria 10 mergulhos. O Hotel Tofo Mar oferece um pacote hotel + mergulho bem interessante, ótimo custo/benefício.

mergulhador na praia do tofo com arraia

Certificação e Carteira de Mergulhador PADI em Tofo

Eu fiz o curso de mergulho e batismo com a Diversity Scuba, passamos 4 dias lá estudando, mergulhando na piscina e mar. Foi muito intenso, mas valeu a pena. Idealmente uma semana é melhor para fazer o curso, pois você pode estudar e descansar, mas se você não tem esse tempo, como nós não tinhámos, dá pra apertar a agenda. Nós levávamos material para estudar a noite no hotel e de manhã voltávamos pra escola já prontos pra próxima etapa.

Saímos de lá certificados para mergulhar! A carteira de mergulhador da PADI chegou alguns meses depois pelos correios.

Outras atividades em Tofo

No The Surf Shack é possível alugar equipamento de surf. No restaurante What U Want, também tem pranchas de surfe para alugar.

Cavalheiros do Tofo – apesar do nome ser cavalheiros, são cavaleiros 😉 Organizam passeios a cavalo pela praia.

cavalgada_na_praia

Pescaria em alto mar com o Allen pela Sundust Fishing Charters. O passeio inclui o equipamento, isca e lanche.

Quad biking – passeio em quadriciclos – são organizados na Casa Anlija. Os passeios são pelas plantações de coco e outras trilhas na região, na praia é proibido.

Veja esses outros posts que podem te interessar:

Tudo sobre a Ilha de Moçambique
Maputo City Tour
Como viajar para Moçambique – Guia de Sobrevivência
10 Melhores Restaurantes de Maputo (com endereço!)
Macaneta, a praia mais próxima a Maputo
Panorama Route na África do Sul
Safari no Kruger Park, África do Sul
Onde Dormir em Nelspruit – 5 sugestões de hotéis e pousadas

~ Se Lança ~

10 melhores restaurantes de Maputo (com endereço!)

Se lança nos melhores restaurantes de Maputo

Em Maputo há muitos bons restaurantes, essa é a lista dos meus preferidos, a ordem é aleatória – o importante é comer!

Sei que parece uma missão impossível descobrir a localização dos estabelecimentos nessa cidade, por isso coloquei o ponto no mapa de onde fica cada um. De nada.

Lista dos 10 melhores restaurantes de Maputo

1. Dhow – Melhor ambiente e melhor vista

Um misto de café com arte. Na entrada é uma galeria de artes, móveis e artigos de decoração. Aos fundos fica o café. A comida não tem nada de especial, são sanduíches e saladas, mas o Dhow possui de longe, a melhor vista da cidade e o melhor ambiente. Tem também excelentes chás gelados. Preço médio: 700 meticais/pessoa. Faça sua reserva antes de aparecer: 82 024 7340, Endereço: Rua de Marracuene No.4

endereco_dhow_maputo_melhores_restaurantes

2. Taverna – Melhor restaurante Português

A decoração do restaurante é muito bonita, possui uma extensa carta de vinhos. No cardápio a minha sugestão é o Bacalhau na Telha ou o Porco Preto. Os preços são salgados, valor médio de 1000 meticais por pessoa. Endereço: Esquina das Avenidas Armando Tivane e Mao Tse Tung.

endereco_taverna_maputo_melhores_restaurantes

3. Mundos – Melhor Pizza e Hamburguer

O Mundos é o point da cidade, não tem erro! Vive cheio de gente de toda raça, credo, cor e idade. O ambiente é eclético e descontraído, bom para o Happy Hour no fim do dia com chopp Laurentina e a Pizza Maradona. Preço médio 500 meticais/pessoa. Endereço: Esquinas das Avenidas Eduardo Mondlane e Julius Nyerere.

endereco_mundos_maputo_melhores_restaurantes

4. Jardim dos Mariscos – Melhor Bacalhau

Fica dentro do parque Jardim do Namorados. Aqui peça o bacalhau, seja ele com natas, à Bras ou na telha. Meu preferido é o com natas acompanhado de um vinho português. Endereço: dentro do parque que fica na Av. Friedrich Engels

endereco_jardim_dos_mariscos_maputo_melhores_restaurantes

5. Bel Piatto – Melhor Italiano

O Bel Piatto é um restaurante aconchegante, ideal pra um jantar a dois. No menu pratos italianos – exceto pizza!Preço médio 700 meticais/pessoa. Endereço: Esquina da Av. Julius Neyerere com Rua Argelia.

endereco_bel_piatto_melhores_restaurantes

6. Manjar dos Deuses – Melhor peixe

O resturante não tem lá algo de muito destaque, mas a decoração é bonita e sóbria, e a comida é uma das melhores na minha humilde opinião. Gosto do filet de Garoupa com legumes. Endereço, no começo da Julius Neyerere, próximo ao Bel Piatto.

endereco_manjar_dos_deuses_maputo_melhores_restaurantes

7. Moksha – Melhor Indiano

O restaurante foi re-inaugurado depois de passar por uma reforma. Não deixe de pedir o pão e o Butter Chicken. Preço médio: 800 meticais/pessoa. Na Av. Julius Neyerere, entre as Ruas Kassuende e Mukumbura.

endereco_moksha_maputo_melhores_restaurantes

8. Inter-Thai – Melhor Tailandês

O Inter-thai tem um excelente custo benefício. Servem seus pratos tailandeses em um ambiente aberto e descontraído. Preço médio 500 meticais/pessoa. Endereço: Rua Mateus Sansao Muthemba do lado direito, a 3 quarteirões da Julius Neyerere.

endereco_inter_thai_maputo_melhores_restaurantes

9. Maresia – Melhor decoração

No Maresia você senta confortavelmente em poltronas e de frente para o mar enquanto desfruta da refeição. O chef é brasileiro e pode-se ver essa influência no cardápio, como a Picanha com feijão preto e banana. Preços salgados, média de 1000 meticais/pessoa. Endereço: Na Av Marginal, sentido Costa do Sol, logo antes do hotel Southern Sun.

endereco_maresia_maputo_melhores_restaurantes

10. Spazio – Melhor Tapas

O Spazio é um restaurante descontraído com pizza e tapas no cardápio. Excelente pedida para um encontro casual entre amigos. Preço médio 600 meticais/pessoa. Endereço: Av. Paulo Samuel Kankhomba, entre Av. Salvador Allende e Rua Comandante João Belo.

endereco_spazio_maputo_melhores_restaurantes

E você, concorda, discorda?? Tem algum restaurante escondido em Maputo pra passar a dica? Deixa aqui nos comentários!

Se lança…

Veja esses outros posts que podem te interessar:

Maputo City Tour
Macaneta, a praia mais próxima a Maputo
Tofo, paraíso do mergulho em Moçambique
Tudo sobre a Ilha de Moçambique
Panorama Route na África do Sul
Safari no Kruger Park, África do Sul
Onde Dormir em Nelspruit – 5 sugestões de hotéis e pousadas

 

Dê uma olhada no nosso Guia Se Lança pra África do Sul:

[products ids=”3484″]

Maputo city tour

Se lança fazer um City Tour em Maputo, Moçambique

Veja neste post o que fazer em Maputo, esteja aqui a trabalho, visitando familiares ou turistando. Maputo é uma cidade carregada de história e cultura que desperta todo tipo de sentimento, bom ou ruim. É uma mistura de culturas africanas, muçulmana e portuguesa. Uma cidade em ebulição, crescendo a todo vapor, transformação viva – a qual tenho a oportunidade de testemunhar.

Maputo é maningue nice!

Como se virar em Moçambique

É tranquilo demais pra um brasileiro “se virar” em Maputo, os costumes são muito parecidos e logo você vai perceber a herança portuguesa que temos em comum, além é claro do idioma. Aqui fala-se com sotaque portuga, mas nós entendemos razolavemente bem uns aos outros.

Leia este post completo sobre o assunto: Como viajar para Moçambique – um guia de sobrevivência

Locomoção em Maputo

Alugar carro em Maputo é muito caro, mas andar de taxi na cidade é tranquilo, existem muitos na rua e são seguros. Apenas pergunte o preço antes de entrar, pois não há taxímetro.

Algumas referências:
Aeroporto – Sommerchield/Polana = 500 meticais
Sommerchield/Polana – Baixa = 250 meticias

Nós temos um taxista de confiança que chamamos sempre que precisamos, o Sr. Salvador, telefone: +258 84 885 2555.

Alugar carro em Moçambique é muito caro, mas pra quem quiser cotar, veja na RentCars.

tuc_tucs_maputo

Onde ficar em Maputo

Acomodação é muito cara em Maputo, aqui vão algumas referências de hotéis por preço por diária:
200 a 300 USD: Hotel Polana, Hotel Cardoso, Radission Blu, Indy Village
150 a 200 USD: Hotel Tivoli, Hotel VIP, Girassol
100 a 150 USD: Hotel Monte Carlo, Mozaika Guest House
Viu só, espero que você venha a trabalho ou tenha uma casa de amigos pra ficar!

piscina_polana_hotel_maputo
Vista da piscina do Hotel Polana

O que fazer em Maputo

City Tour em Maputo

Turismo não é o ponto alto de Maputo, mas já que você está aqui, porque não fazer seu próprio city tour e conhecer a cidade!? É possível conhecer todos estes lugares em meio dia.

Na parte alta da cidade

– Museu de História Natural: O museu vale a visita para ver a linda arquitetura Manuelina. Dentro existem várias espécies de animais em taxidermia, além de fotos e objetos de artesanatos regionais. Entrada são 50 meticais na Praça Travessa de Zambezi.

 faixada_museu_historia_natual_maputo

– Feira de artesanatos: A feira fica aberta todos os dias e no último domingo do mês, tem também uma feira de gastronomia. É possível encontrar lá diversos artesanatos como trabalhos com madeira e pinturas. Na esquina das ruas Armando Tivane e Av. Mao Tse Tung.

Na baixa

– Caminhos de Ferro de Moçambique – CFM: A estação de trem é uma das construções mais bonitas de Moçambique com sua estrutura em treliças e pilares de ferro-forjado e suas varandas. Entrada gratuita na Praça dos Trabalhadores.

plataforma_cfm

– Praça da Independência: aqui você encontrará a bonita Catedral de Nossa Senhora da Conceição, o elegante Conselho Municipal e a Casa de Ferro, que foi desenhada por Gustav Eiffel para ser a residência do governador, porém, logo descobriram que uma casa feita de ferro não é lá muito confortável no calor de Maputo! Vale uma passadinha de carro pela praça pra ver os três edifícios.

– Fortaleza: O forte foi construído pelos Portugueses em meados do século 19, dentro tem um jardim e museu. Entrada grtáis (ou como dizem cá: “de borla”) na Praça 25 de Junho.

– Mercado Central: O edifício lembra muito o mercado de São Paulo, lá você encontra uma grande variedade de frutas, verduras, legumes e até cosméticos. É muito organizado e limpo, vale conhecer. Na Rua 25 de Setembro.

No bairro Triunfo

– Mercado do peixe: Onde os pesacadores vendem os peixes e frutos do mar pescados na baia de Maputo. Aos fundos tem diversas barraquinhas que preparam a comida pra você, ou se não quiser, pode levar pra casa e preparar você mesmo. Fique esperto com a negociação, e se puder, leve sua própria balança. Fica à esquerda da Avenida marginal, logo depois do posto e antes do restaurante Mar na Brasa.

mercado_do_peixe_maputo
Foto do antigo Mercado do Peixe em Maputo – hoje tem um prédio e instalações novinhas!

Praia em Maputo

Pra pegar uma praia, o local mais perto de Maputo é Macaneta, veja aqui.

Tem também a praia no bairro Triunfo, muitas pessoas fazem kite surf por lá. Vá com cuidado, nem sempre a praia está limpa. Outra opção na cidade é a praia em frente ao Southern Sun.

Eu honestamente nunca me banhei em Maputo.

Compras em Maputo

Casa Elefante – para comprar Capulanas, esse tecido que as africanas usam como saia, guarda-chuva, porta-bêbe, escharpe, etc etc etc. Na 25 de Setembro, bem em frente ao Mercado Municipal.

Maputo Shopping Centre – possui uma praça de alimentação, o Cinema Lusomundo e diversas lojas. Na R. Ngungunhane 85 (antiga Rua da Imprensa).

Tem também o Polana Shopping na 24 de Julho e o Shopping Marés na Av. Marginal, com algumas poucas lojas disponíveis.

Emergências

Bombeiros: 198 / Polícia: 112, 119
Aeroporto Internacional de Maputo: +258 21 465827/9
Se precisar de atendimento médico, vá ao Hospital Privado, na Rua do Rio Inhamiara, Sommershield II, Telefones: 21 483905 / 21 483680 / 21 483681 / 84 3030967/68/69
Embaixada do Brasil em Maputo: (+258) 2148-4800, Endereço: Av. Kenneth Kaunda, 296
Plantão Consular (para contatos de extrema urgência apenas – ex: casos de prisão, morte, evacuação médica): (258) 82 283 5330

Olha que linda galeria de fotos de Maputo:

[Mikado id=’9′]

 

Leia mais um post sobre Moçambique e África:

Como viajar para Moçambique – Guia de Sobrevivência
10 Melhores Restaurantes de Maputo (com endereço!)
Macaneta, a praia mais próxima a Maputo
Tudo sobre a Ilha de Moçambique
Tofo, paraíso do mergulho em Moçambique
Onde fazer mergulho em Moçambique
Panorama Route na África do Sul
Safari no Kruger Park, África do Sul
Onde Dormir em Nelspruit – 5 sugestões de hotéis e pousadas

~ Se Lança ~

Macaneta, a praia mais próxima a Maputo

Se lança pra Macaneta – Moçambique

Macaneta é a praia mais próxima de Maputo, fica a uns 40 kilômetros da cidade, o que não necessariamente significa que em poucos minutos você chegará lá, programe aproximadamente 1 hora e meia.

É um caminho um pouco chato, mas dá pra ir tranquilo!

A praia é virgem e o mar bem agitado, a água é quente, mas não é transparente como outras praias em Moçambique. Lá também venta muito. Nosso guarda-sol não parou em pé.

Como chegar lá

Para ir a Macaneta, dirija até Marracuene pela EN1, lá tem que tomar a balsa para atravessar um rio. Da estrada (EN1), entre à direita na placa que indica “Tan a Biki” (uma pousada) – não tem como errar. Não vi nenhuma placa indicando “balsa ou travessia”, então fique de olho nas placas de hoteis. Se usar o GPS, busque pelo “ferry” – pra mim deu certo.

estrada_maputo_marracuene

Você vai cruzar por marracuene e eis que você chega na tal balsa.

Fiquei supresa ao ver a extensão do rio, muito pequena, acho que dá uns 100 metros. Uma pontezinha resolveria fácil a situação. Mas, como não há, tem que encarar. Custa 180 meticais por carro – ida e volta – vão 6 carros por vez e um monte de gente a pé.

Fila para subir na balsa
Fila para subir na balsa

O problema é a fila pra pegar a balsa. Eu dei sorte, esperei apenas uns 30 minutos na ida. Na volta esperei um pouco mais porque precisaram trocar a coreia da balsa… Pois é. Essas coisas acontecem, já ouvi de gente que precisou passar a noite em Macaneta pois a balsa havia quebrado. Faz parte.

Para evitar a fila, é melhor sair cedo de Maputo. Assim você também evita o trânsito na saída da cidade e na EN1.

Quem não tem carro pode cotar aluguel na RentCars.

ATUALIZAÇÃO (Ago/18) – estou felicíssima em saber que agora tem uma ponte para chegar em Macaneta!! Viva Moçambique e seus desenvolvimentos =)

Chegando lá – Como se virar

Depois de atravessar o rio na balsa, você vai dirigir uns 8 km e chegar numa encruzilhada. Você tem a opção de virar à esquerda ou à direita.

mapa_encruzilhada_marracuene_macaneta

Quem tem carro 4×4 pode escolher qualquer lado, quem não tem, precisa virar à direita. Ainda assim tem que tomar muito cuidado pra não se meter em fria. (Nós atolamos nosso carro na areia, mas tinham uns meninos que nos ajudaram a sair).

Não se esqueça de levar sua farmacinha a tiracolo.

Subindo na balsa em Marracuene
Subindo na balsa em Marracuene

Onde Ficar

Quem vai à esquerda, pode ficar no Jays Beach, e à direita no Tan n Biki.

É possível estacionar o carro e passar o dia, ou mesmo passar a noite lá. Também tem restaurantes nessas pousadas pra quem quiser comer.

Voilà
Voilà

O que fazer

Para aproveitar bem o dia ao sol, leve sua própria infraestrutura pra praia: canga, cadeira, guarda-sol, isopor ou cooler com suas bebidas e comidas.
Mesmo se for ficar em alguma pousada lá, eles não tem essas coisas para emprestar.

Macaneta

 

Veja aqui outros posts sobre Moçambique:

Maputo City Tour

10 melhores Restaurantes de Maputo (com endereço)

Tofo, Paraíso do Mergulho em Moçambique

Tudo sobre a Ilha de Moçambique

Outros Posts que podem te interessar

O que visitar na Suazilândia em 2 dias

Onde dormir em Nelspruit – 5 sugestões de hotéis e pousadas

Safari no Kruger Park

Panorama Route

 

Dê uma olhada no nosso Guia Se Lança pra África do Sul:

[products ids=”3484″]

Se Lança…

[Mikado id=’27’]

Ainda não sabe pra onde ir?
A gente te ajuda! Escolha um destino.