Narbonne e Les Grands Buffets
Barcelona Europa França

Narbonne e Les Grands Buffets

Quando você começar a planejar sua viagem pra Barcelona tenha em mente que vale a pena considerar pelo menos um dia pra fazer um tipo de turismo que é bem diferente pra nós, brasileiros: a possibilidade de fazer bate e volta de trem.

Devido a posição geográfica da Catalunha, bem ao norte da Espanha, fazendo fronteira com a França, há uma infinidade de pequenas e históricas cidades tanto na Catalunha como no sul da França que merecem ganhar o seu roteiro e uma delas é a charmosa Narbonne.

Narbonne ou Narbona, em português, é uma cidadezinha do sul da França e ainda bem pouco conhecida pelos brasileiros. A cidade fica há 2 horas de trem bala desde Barcelona e é uma ótima opção pra quem quer aproveitar a estadia em Barcelona para conhecer algo mais.

narbonne-e-grands-buffets-centre-ville
Narbona já foi parte Império Romano que dominou inúmeras cidades do mediterrâneo do século I ao V d.c. Traços desse época são vistos a céu aberto em um passeio pelo centro da cidade, com pedaços de colunas romanas (foto esquerda) e a réplica da lenda da Loba que deu origem a Roma (foto direita).

E algo mais é justamente o que a cidade oferece. Além de ser uma cidade com uma bagagem histórica do período do Império Romano que pode ser visto passeando pelo centro da cidade, Narbona conta também com um grande atrativo gastronômico: o primeiro restaurante buffet livre da França, o Les Grands Buffets.

Hmmm grandes coisas “buffet livre”, você pode estar pensando.
Gente, atenção, é um buffet livre na França, então esqueça qualquer conceito que você tenha sobre buffet livre, porque o que vou te mostrar neste post é na verdade uma orgia gastronômica.

Roteiro de 1 dia em Narbona: como chegar, o que fazer na cidade e o Les Grands Buffets

Como chegar em Narbonne?

Para chegar a Narbona em um bate e volta sucesso desde Barcelona você terá que pegar um trem bala na estação de Sants. O trem é operado pela empresa Renfe-SNCF, você precisa comprar a passagem pelo site da empresa com antecedência e chegar no dia da viagem 15 minutos antes do trem partir.

Os trens Barcelona-Narbonne saem diariamente da estação de Sants. Esses trens conectam na verdade Madrid a Paris, sendo Barcelona e Narbonne algumas das paradas.

narbonne-e-grands-buffets-renfe
Principais cidades de parada do trem bala da Renfe-SNCF que liga Espanha a França: Madrid, Barcelona, Girona, Figueres, Perpignan, Narbonne, Montpellier, Lyon, Paris.

Aliás, fica aqui mais essa dica pra quem esteja planejando uma eurotrip: você pode optar por fazer o trecho Barcelona-Paris de trem. Eu já fiz essa viagem e escrevi como foi a experiência neste post.

Eu peguei o trem que sai da estação de Sants em Barcelona as 10h15 da manhã e em 1h59minutos exatamente, cheguei em Narbonne. Pra voltar, escolha qualquer trem após as 18h que dará tempo suficiente de fazer esse roteiro + almoço no Les Grands Buffets.

O que fazer em Narbonne?

Narbona é uma cidade pequena de 55 mil habitantes, não há muito o que se fazer por lá, por isso passar um dia na cidade já é o suficiente, mas Narbona já foi um importante porto na época do Império Romano que dominou inúmeras cidades do mediterrâneo do século I ao V d.c.

Essa bagagem histórica tornou a cidade um ponto turístico da região da Occitania, no sul da França. Relíquias do período serão expostas dentro de alguns meses com a abertura do Musée de la Romanité (Museu Romano de Narbona), projetado pelo arquiteto Norman Foster (arquiteto do estádio do Camp Nou em Barcelona).

Após sair da estação de trem, siga as placas caminhando em direção ao Centre de Ville, que é o centro da cidade. Lá você poderá ver os principais pontos turísticos da cidade:

Cathédrale Saint-Just et Saint-Pasteur

É a 3ª catedral de estilo gótico mais alta da França e sua construção começou no ano 1272, porém o projeto nunca foi concluído, porque para isso teriam que derrubar parte da muralha da cidade. Por isso o que acabamos vendo dela é  somente essa parte lateral da foto. A Catedral é aberta ao público e a entrada é gratuita, tanta a catedral quanto ao jardim.

narbonne-e-grands-buffets-catedral
Cathédrale Saint-Just et Saint-Pasteur

Canal de la Robine

Continue caminhando, passe pela praça da Prefeitura, pela Via Domitia, e siga em direção ao Canal de la Robine, até chegar em uma espécie de calçadão de pedestres as margens do rio Aude. Este é o Cana de la Robine.

narbonne-e-grands-buffets-canal-robine
Canal de la Robine e Pont des Marchands

Este canal foi construído no século XVII e é hoje patrimônio mundial da Unesco. Ele liga o rio Aude ao canal midi e este ao Mar Mediterrâneo favorecendo a troca de mercadorias na época.

As quintas-feiras e domingos você irá encontrar feirinha de produtos locais ao longo do canal.

Pont des Marchands

Atravessando o canal, você poderá ver a Pont des Marchands (ponte dos comerciantes). Ela foi construída entre a antiga cidade romana de Narbo Martius, na margem direita do rio, e a antiga vila medieval na margem esquerda. Na época romana, a ponte tinha seis arcos, mas atualmente só tem um, cerca de 15 m. É uma das poucas pontes ainda habitadas da França. Repare nas casinhas acima dela.

Les Halles Marché

Do outro lado do Canal de la Robine você verá um imponente edifício em estilo artnoveau. Construído no século XX, este é o mercadão municipal de Narbona. Lá você encontrará tudo o que há de bom na França: queijos, vinhos e pães. Além disso, há alguns restaurantes especializados em frutos do mar. Aconselho que você aguente a larica e reserve sua fome para o tesouro gastronômico de Narbona e assunto do nosso próximo tópico.

narbonne-e-grands-buffets-les-halles
Les Halles Marché

🏨 Dica: Se você curtiu Narbonne e quiser dormir uma noite na cidade pra aproveitar com mais calma, clique aqui e veja algumas opções de hospedagem

Les Grands Buffets: o tesouro gastronômico do sul da França

Depois dessa passeada a pé pelo centro de Narbona, é hora de matar quem está te matando: a fome!

Do Les Halles, pegue um táxi com destino ao primeiro buffet livre da França, o Les Grands Buffets. São menos de 10 minutos de táxi, não sai mais de 10€.

Ao chegar você vai achar que eu te enganei, mas não julgue um livro pela capa.
A entrada é bem comum, uma espécie de meia-pirâmide do Louvre que não dá pra entender bem se chegou ao lugar certo ou não. Sim, você chegou!

narbonne-e-grands-buffets-entrada
Entrada do Les Grands Buffets

Ao entrar, a hostess irá te receber a la francesa (educada, delicada, sorridente), pedir sua reserva (sim, é preciso reservar antes de ir) e te explicar como funciona enquanto apresenta a casa, que eu acho mais digno chamar de palácio.

Essa foi a impressão que tive ao entrar no restaurante, um palácio. Eu esperava algo no estilo buffet livre que conhecemos muito bem no Brasil, mas ao entrar, parecia que estava chegando para almoçar no salão do Palácio de Versailles a convite da Maria Antonieta. Não tô zuando.

narbonne-e-grands-buffets-interior
Alguns detalhes da decoração do salão principal do Les Grands Buffets, parece ou não um palácio?

O grande diferencial do lugar é o seguinte: tem comida pra todo mundo, a vontade, com grande variedade e máxima qualidade.

O restaurante se orgulha de ter a maior oferta de queijos franceses e do mundo, são 111 variedades pra provar assim, livremente, com direito até a dicas de um especialista que está ali solicito pra te apresentar a sessão de queijos.

A oferta é realmente a maior oferecida por um restaurante e isso aparentemente é tão impressionante que estão a ponto de entrar para o Guiness Book.

narbonne-e-grands-buffets-queijos
Mais de 111 variedades de queijos do mundo todo, mas principalmente da França

Além dos queijos, o restaurante ostenta ainda: uma cascata de lagostas, algumas quantas variedades de pata de jamón com diferentes anos de maturação, área de carnes assadas de todos os tipos, pratos quentes típicos da culinária francesa como ovo bio poché ao molho de vinho (maravilhoooooso), vegetais cultivados na região e livre de agrotóxicos and uma parte onde me acabei: mais de 100 diferentes doces, com direito a fonte de chocolate e tudo.

Perdi a classe na sobremesa, confesso. Voltei com dois pratos, a foto abaixo não me deixa mentir 🙈

narbonne-e-grands-buffets-doces

O restaurante atende em média 600 pessoas para almoço e 600 para jantar. No verão esses números sobem pra 1000 pessoas por período. No entanto você não se sentirá em um lugar barulhento. Não sei o que acontece com o som ambiente lá, talvez seja o efeito sonoro do palácio 😜

Tem ambiente Kids para os papais que queiram comer em paz enquanto os filhos se divertem. E outro diferencial legal é que criança até 5 anos não pagam.

Por falar em pagar, essa orgia gastronômica toda é super acessível. Por 37,90€, você come o que quiser e o quanto quiser.

As bebidas são a parte e valem cada centavo. Assim como tudo o que o Les Grands Buffets oferece, os vinhos também são franceses e de vinícolas próximas.

Quando você pedir uma taça de vinho, repare nas sutilezas. Ela virá com o nome do vinho e da vinícola. Se você quiser levar uma caixa do vinho pra casa, saiba que o preço será o mesmo, sim, o mesmo, se fosse comprado na vinícola, e de quebra, não pagará pelo vinho que tomou. A ideia é estimular as pessoas a conhecerem e valorizarem os vinhos da região.

Comer no Les Grands Buffets é como se estivesse comendo em sua casa, em um grande almoço de domingo em família.

Não sei você, mas só de escrever esse post, já estou morrendo de fome e de vontade de ir ao Les Grands Buffets de novo.

Me conta aqui nos comentários como eu deixei as suas lombrigas? As minhas estão revoltadíssimas!

Ah, e não esquece o mais importante de tudo: tem que fazer reserva com antecedência. Deixo o link direto pra reserva do Les Grands Buffets aqui.

 

Leia também: Seguro de viagem Internacional e vá pra Europa sem preocupação.

Veja aqui outros posts que podem te interessar:

Como ir de Barcelona a Paris em trem
Roteiro de 3 dias em Barcelona
5 melhores praias perto de Barcelona na Costa Brava
Roteiro de 1 semana no sul da França
Fast-Paris: o que fazer em 3 dias

Dê uma olhada também em nosso exclusivo Guia de Viagem Se Lança para Barcelona e tenha no seu celular todas as dicas para desfrutar de tudo o que Barcelona tem a oferecer.

 

Nota: O Se Lança viajou a Narbonne de trem a convite da Renfe-SNCF. Este conteúdo foi criado com base na experiência da viagem como um todo, sem interferência da empresa nas opiniões expressas no texto.

 

~ Se Lança ~

02 Comments

  1. Kathleen Gladek

    Que delícia de lugar gente❤️
    Vou querer conhecer na minha proxima visita a Barcelona!!

    Adoro as dicas do selança, sempre trazendo lugares inusitados e especiais!!!

    Responder
    • Fla Locci

      Vem sim, Kathleen. Você vai adorar.
      Esse foi bem inusitado mesmo. E tão pertinho de Barcelona

      Se precisar de qualquer outra dica é só mandar

      Responder

Deixe uma resposta