Rarotonga, um paraíso nas Ilhas Cook
Ilhas Cook

Rarotonga, um paraíso nas Ilhas Cook

Se lança pra Rarotonga!

A primeira vez que ouvi falar, pensei: “RARO, o que? Eita nome esquisito”.
Bom, Rarotonga é apenas uma pequena ilhazinha no meio de outras ilhazinhas, no meio do nada, bem ao lado do fim do mundo…

De verdade agora, Rarotonga fica no meio do Oceano Pacífico Sul a nordeste da Nova Zelândia, onde sua população de pouco mais de 14mil habitantes, vive (muito bem obrigada!) no tal do P A R A Í S O.

Localização de Rarotonga no Mapa

Viu ai?

Nunca tinha ouvido falar neste lugar, até que minha prima que mora na Nova Zelândia resolveu se casar por lá e me presenteou com a descoberta deste lugar que, por curiosidade, é um dos destinos mais procurados para casamentos no mundo. São mais de 4mil ao ano, se anima?

Sobre Rarotonga

Já na imigração, você sente o clima paradisíaco do lugar. Foi a imigração mais relax que já passei. Ao som de uma guitarra havaiana, a primeira frase do “seu guarda” foi: “Welcome to Paradise”.

Na hora achei meio prepotente para aquele aeroporto simples, abafado e tão informal, mas no dia seguinte ao ver o mar, entendi absolutamente tudo.

Ah, no aeroporto te dão um colar de flores (de verdade) de “boas vindas”. Pensa num povo fofo? Então…

Rarotonga_colar

É justamente essa simplicidade que torna este pequeno pedaço de terra que se ergueu no meio do nada, em um lugar tão especial e paradisíaco (vou usar muito essa palavra neste post).

Ainda pouco habitada, a ilha tem 32km de circunferência e é rodeada por uma barreira de corais gigantesca, que faz com que ela tenha uma “lagoa particular” de água cristalina, tranquila e abarrotada de vida marinha. Sim galera, é isso mesmo, esse lugar é O LUGAR para fazer snorkel e mergulho.

Snorkel_Cook_Island

No inverno a temperatura fica em torno de uns 25°C, portanto, nesta ilha é verão o ano todo.

O clima é bem abafado, o mar é morno, transparente e não há aquela brisa que te deixa grudenta. Faz muito calor sim, mas é diferente, é o calor do paraíso 🙂

Como chegar a Rarotonga

Há duas companhias aéreas que chegam em Rarotonga, a Air New Zealand e a Virgin Australia.

Cuidado na hora de comprar as passagens. Rarotonga tem um fuso horário diferente de Austrália ou Nova Zelândia (lugares que possivelmente você pode partir para chegar a ilha). Nós fomos da Nova Zelândia para lá, saindo de Auckland no dia 07 e chegamos em Rarotonga no dia 06. Na volta, perdemos um dia. Foi tipo viajar no tempo, rs

Se você for emendar um vôo em outro, fique de olho, ainda mais porque a maioria dos voos são noturnos, então rola aquela confusão com meia noite e tal. Parece difícil, mas faz com cuidado que dá certo. Good luck.

Como se virar em Rarotonga

A ilha é muito pequena e stress não cabe nela, então se virar aqui é muito simples.

Acho que as dicas mais preciosas pra se virar bem nesta ilha são: roupa bem leve, biquíni, protetor solar, chinelo, chapéu/boné, snorkel e pé de pato. Se você não curtir pé de pato, compre aquelas sapatilhas de neoprene para nadar tranquilo, pois como há muitos corais você pode machucar o pé. A maioria dos hotéis emprestam o kit para snorkel + pé de pato. Veja no seu hotel antes de comprar.

O dólar aceito na ilha é o da Nova Zelândia ou o dólar da ilha, que vale o mesmo do NZD.

Outra dica boa: na lista telefônica tem o telefone de todos os lugares da Ilha, de restaurantes e empresas de turismo até telefone dos quartos dos hotéis e resorts.

Locomoção em Rarotonga

Na saída do aeroporto há várias empresas que fazem o transfer entre o aeroporto e seu hotel. Geralmente quando você reserva o hotel eles já sugerem o transfer, aceite. Na hora ou pelo hotel, o valor é o mesmo: em torno de 20nzd por pessoa.

Para rodar a ilha, a opção mais legal pra você entrar no clima dos locais, é alugar uma scooter. Há várias empresas de aluguel de motos e custam em torno de 15nzd por dia. Nós alugamos na Polynesian Bike Hire.

Além de alugar a moto e ficar livre para andar pela ilha, você terá que tirar uma carta pra poder conduzir no Ilha. Essa é a parte mais legal, você vai com a scooter até o departamento de polícia, tira uma foto, paga 20nzd e sai com um souvenir da ilha: sua carteira de habilitação das Ilhas Cook. Demais, né?

CookIsland_Licence_Drive

Lembre-se: em Rarotonga é mão inglesa, por isso, vá tranquilo, não corra e na dúvida olhe para os dois lados antes de atravessar 😉

Se você não se animar a dirigir por lá, há serviço de transporte público. Os ônibus percorrem a estrada principal da ilha e o valor da passagem é em torno de 3nzd.

Onde comer em Rarotonga

Sails – restaurante pé na areia em frente ao Captain Tama. Abaixo, a foto do típico Fish&Chips.

Sails_fish_and_chips

Trader Jacks – pizza, peixe e frutos do mar.

Flame Tree – meio carinho, mas dizem que o top aqui é comer enguia (é gigante). Ambiente interessante, ao ar livre.

Le Bon Vivant – ou LBV, é um pedacinho da França em Rarotonga. Não deixe de provar o Iced Chocolate e o Big Breakfast.

O que fazer em Rarotonga

Curtir o mar, a vista, os peixes, a vida. Ah, e comer pão de banana. Que saudade.

Todo o circuito da ilha é bem plano e com paisagens de tirar o fôlego. De um lado o mar piscininha com areia branquinha e do outro a montanha de vegetação tropical.

As praias mais lindas e com maior diversidade de peixes estão na parte sul da Ilha, na Muri Lagoon.

Captain Tama’s Lagoon Cruise – passeio de barco com fundo de vidro para ver os peixes, fazer snorkel e almoçar bem. Foram 55 dólares por pessoa. O passeio começa às 10h30 e acaba às 15h. Ele vai bem pertinho da barreira de corais, ao redor da ilha de Taakoka e faz algumas longas paradas para snorkeling.

Captain_Cook_boat

É incrível a variedade de vida marinha desse lugar, se você gosta disso, vai amar o passeio. Na hora do almoço, eles param em uma parte mais “privada” da Ilha onde um churras de atum, banana e vegetais estarão te esperando. O almoço está incluso no valor do passeio.

E os guias, são um show a parte…

Captain_Cook_barbecue

Desta mesma empresa, em um outro dia, alugamos um paddleboard ou standup board. Foram 15nzd por hora. Foi muito gostoso passear de standup por essas águas tranquilas e ver os mais um pouco de peixes, muitos peixes.

Go Cook Island – é um mini book com várias opções de entretenimento na ilha e vouchers de desconto. De restaurantes a passeios turísticos. Geralmente tem no quarto do hotel ou em alguns comércios. Pode pegar, é de graça.

Go_Cook_Island

Para quem quiser se aventurar pelo lado montanhoso da Ilha, há um trekking chamado The Needle ou Rua Manga, são 413m acima do nível do mar de onde se pode observar o belo mar que rodeia a ilha e desfrutar de um outro tipo de contato com a Natureza. Se resolver se lançar nessa trilha, leve água, comida e protetor solar. Vá de bota ou algum tênis de caminhada e calça, não é uma trilha fácil.

Ah, não opte por fazer essa trilha sozinho e de ressaca. Reza a lenda que um brasileiro despencou 3m barranco abaixo, perdeu seus pertences, se quebrou todo e nunca mais foi visto. A única coisa que encontraram foi uma câmera de fotos, essa foi a última tirada…

trilha em rarotonga

Isso tudo acima é uma piada, gente. Esse ai da foto é um primo meu que se aventurou nessa trilha sozinho e pediu para avisar que é melhor ir com mais pessoas e não ir de ressaca.

Entre julho e outubro as baleias Jubarte aparecem para dar um show nas águas do arquipélago. Nós estivemos por lá em Março, por isso não vimos nenhuma :/

Mercado de Punanga Nui: saborear sucos típicos enquanto negocia artesanato local e balançar os quadris com música ao vivo – assim são as manhãs de sábado em Rarotonga. Aqui também fica o famoso Mercado de pérolas da ilha. Endereço: Ara Tapu, Avarua District.

Para uma experiência cultural bem divertida com direito a show pirotécnico, dança e comida local, não deixe de ir ao Te Vara Nui. Fica em Muri Beach e o valor do jantar/show é de 99nzd por pessoa.

te_vara_nui

Veja também aqui no Get Your Guide uma lista de atividades e excursões que podem ser contratadas antes de viajar.

Onde se hospedar em Rarotonga

Pé na areia: Muri beach Comber e Muri beach Resort (esse foi o resort que minha prima casou, se você se animar, olha lá no site a sessão de weddings. Ah, e não esquece de me convidar! rs).

Pé na “montanha”: Muri Retreat – esse foi o que nos hospedamos. O casal dono do nosso “retiro” é fofo demais. Sobre o lugar: são 4 apartamentos, com cozinha integrada. Chegamos de madrugada e como não tinha nada aberto na cidade, eles colocaram umas frutas na mesa caso estivéssemos com fome. Super atenciosos. O ventilador de teto não estava funcionando bem, falamos com eles no dia seguinte e consertaram na hora. Nos deram várias dicas do que fazer na ilha, nos emprestaram o kit pro snorkel, um dia trouxeram tomates de sua horta pra gente, enfim… fizeram de tudo para que nos sentíssemos em casa. Foram incríveis. Tem uma piscina e uma pequena biblioteca lá também. Super recomendo esse lugar.

Na maioria dos resorts você pode ir só para comer: café da manhã, almoço ou jantar. Vale a pena um jantar no Muri Beach Resort.

Veja outras opções de hospedagem em Rarotonga neste link.

Emergências

Emergence_Rarotonga

Não se esqueça de fazer o seguro de viagem antes de partir! Eu sei que é aquele tipo de coisa que ninguém quer usar, mas que é importante ter, com saúde não se brinca! Nós usamos o portal Seguros Promo, pois faz cotações com várias seguradoras trazendo um comparativo de preços e benefícios.

Pra vocês terem idéia, um seguro de 7 dias na Oceania custa à partir de 69 reais. Não é caro!
Na Seguros Promo você pode pagar em 12x no cartão ou ter 5% de desconto pagando no boleto.

E, tem mais…

Nossos leitores tem direito a um desconto de 5% (adicional ao do boleto). É só inserir o cupom SELANCA5 pra ganhar. Ou seja, fica bem acessível contratar este serviço para viajar tranquilo. Clique aqui para fazer sua cotação.

E agora algumas fotos pra vocês terminarem de se convencer de que esta Ilha é DEMAIS e merece a sua visita:

 

Se lança nesses outros posts também:

Se lança pra Nova Zelândia, Djáh!
Guia de sobrevivência na Nova Zelândia.
5 dias pela Ilha Norte da Nova Zelândia.
10 dias pela Ilha Sul da Nova Zelândia.
Cavernas de Waiotomo.
Sua saúde e farmácia de viagem
Seguro de Viagem Internacional

Comentários

comments

02 Comments

  1. Lucas

    Verdadeiro Paraíso, lindo de demais.
    Fiquei intrigado com a parte do brasileiro que nunca foi visto, quando li q não era verdade foi comédia Rsrs.
    Poste muito bem editado, belo trabalho.
    Tudo de bom abraços!

    Responder

LEAVE A COMMENT