Roteiro de 1 semana no Sul da França
Europa França

Roteiro de 1 semana no Sul da França

Uau, Sul da França, Cotê D’Azur, Riviera Francesa – uma das viagens mais chiques e ao mesmo tempo super roots que já fiz. Nosso roteiro de 1 semana no sul da França foi perfeito e deu pra conhecer “en passant” bastante coisa.

Saímos dirigindo de Barcelona e fomos até Milão (carro alugado pela RentCars), onde teríamos um vôo para a Grécia.

Este foi o roteiro:

  • 1° dia – Saída de Barcelona / conhecer Cadaqués / dormir em Perpignan
  • 2° dia – Arles e Aix en Provence
  • 3° dia – Saint-Tropez e Cannes
  • 4° dia – Nice
  • 5° dia – Mônaco
  • 6° dia – almoço em Milão e vôo noturno para Atenas

Veja no mapa como ficou:

Quando ir

Nós viajamos final de maio e começo de junho. O tempo já estava excelente e a região ainda não estava lotada. Quem viaja em Julho e Agosto vai se deparar com multidões de turistas – todo mundo quer um lugar no sol no alto verão né?!

Também viajamos sem roteiro fixo, apenas uma idéia do que queríamos conhecer. Isso nos permitiu ter mais liberdade pelo caminho, íamos olhando o mapa e guia e decidindo pra onde ir. O lago negativo é que passamos alguns perrengues com hospedagem, algumas cidades estavam lotadas por conta de eventos e quase não conseguimos lugar.

No fim deu tudo certo, por isso estou aqui pra contar pra vocês o nosso roteiro de 1 semana na Riviera Francesa:

1° Dia – Cadaqués e Perpignan

Essas suas cidades não são oficialmente Riviera Francesa né? Na verdade são da região da Catalunha. Mas como nosso ponto de partida era Barcelona, aproveitamos pra conhecer e já quebrar a viagem. Foram 270 kms.

Cadaqués é uma cidade costeira e super charmosa, famosa pelos antigos frequentadores como Marcel Duchamp e Salvador Dalí. É bem linda pra dar uma caminhada e tomar um café. O único incômodo foi o vento, sério, venta demais da conta! Mas a foto fala por si só, veja que lugar lindo:

Cadaqués na Espanha

Perpignan chegamos mais no final do dia, demos uma voltinha no centro, jantamos, assistimos um jogo da Copa do Mundo e foi tudo. O mais legal foi nossa hospedagem – encontramos algum parente francês – ou pelo menos tem o mesmo sobrenome. Fomos recebidos pelos donos, que não falavam nada de inglês, mas ainda assim conseguimos nos comunicar e fomos super bem acolhidos. Infelizmente não consigo mais achar a pousada dele online para recomendar. Mas neste link tem opções de hospedagem em Perpignan.

Jantando em Perpignan. Depois que o prato minúsculo chegou o sorriso acabou…

2° Dia – Arles e Aix en Provence

Saímos cedo de Perpignan para Arles, mas antes paramos em Cazes, para conhecer a vinícola. O passeio em si não foi grande coisa, não tinha tour guiado neste dia, apenas conhecemos o recinto e a loja. (Pra quem é habitué do blog, sabe que as melhores vinícolas do mundo são as sul-africanas né!?)

Loja da Vinícola Cazes

Arles é uma gracinha de cidade! Lá andamos pelo centro histórico (praça central, fonte de água, Igreja) e conhecemos o Coliseu Romano. Foi uma manhã super gostosa, adoramos.

Coliseu romano em Arles

Logo fomos pra Aix en Provence, era de tarde. Como estávamos viajando sem roteiro, não tínhamos hospedagem reservada – e quase ficamos sem lugar pra dormir. Chegamos bem no dia do festival de música da cidade. Estava tudo lotado! Depois de sermos rejeitados por uns 4 hotéis, achamos um com bom preço, estacionamento, bem localizado – Sorte! Mais opções de hospedagem em Aix-en-Provence aqui.

Nem preciso dizer que o festival foi lindo! Quanto sorte tivemos de chegar em Aix-en-Provence bem nesse dia. A cidade estava lotada, muita gente na rua “seguindo os blocos”, uma vibe super legal. Você pode encontrar o calendário de festivais da cidade neste link – vale a pena passar por lá durante essa festa maravilhosa!

Festival em Aix en Provence – Where is Wally?

Neste dia foram mais 300 km de Perpignan até Aix-en-Provence.

3° Dia – Saint Tropez e Cannes

A cara da riqueza, agora sim entramos oficialmente na Côte D’Azur! Em Saint Tropez fomos primeiro à Citadelle, tem uma linda vista da região.

Saint Tropez vista da Citadelle

Depois fomos esticar na praia. Tivemos que achar um cantinho grátis de areia. O esquema lá é o seguinte, tem barracas de praias com cadeira e guarda-sol, igual aqui no Brasil. A gente achou que se consumisse no local, poderia usar a sua estrutura. Mas não, a cadeira de sol custava 20 euros por pessoa, só para sentar. O consumo era a parte. Em 4 pessoas, não tivemos coragem de pagar 80 euros pra sentar ao sol.

Então perguntamos e achamos um canto de areia free e esticamos a boa e velha canga. Neste local tinha uma lanchonete onde sentamos, tomamos vinho rosé, comemos um sanduba e nos sentimos os maiores ricaços do mundo. E nem tivemos que pagar pra usar a cadeira 😉

Areião grátis no fundo + Lugarzinho pra sentar e comer

Pela tarde partimos para Cannes, onde também estava cheio e quase ficamos de fora. Estava bem na semana do Leão de Ouro, famoso prêmio na área da publicidade. Conseguimos nos hospedar num hotel simples mas bem localizado. Veja a lista de hoteis em Cannes aqui.

Saímos para passear pela noite e jantamos no centrinho histórico. Pra mim, Cannes é uma das cidades mais lindas da Rivieira Francesa / Côte d’Azur. Não pode ficar de fora do seu roteiro. Amei demais Cannes. Na manhã seguinte, saímos para conhecer a cidade. Andamos pela rua das compras, a Rue d’Antibes; pelo calçadão – a famosa Boulevard de La Croisette, fomos até o porto e assim perambulamos na linda Cannes.

Autoras do Se Lança em Cannes

4° Dia – Nice

Para abrir o coração, Nice decepcionou. Talvez tenha sido o azar de chegar em Nice bem depois de conhecer a maravilhosa Cannes. Nice é uma cidade grande, aliás, é a quinta cidade mais populosa da França e a maior desta região. É muito mais urbano e cosmopolita, mas ao mesmo tempo, muito mais bagunçada.

De vantagem, tem as praias na cidade que são bacanas para banho de mar – são praias de pedra – mas dá pra curtir. O calçadão beira-mar – Promenade des Anglais – também é bacana pra passear. Tem que tirar uma foto com o Hotel Negresco ao fundo (essa cúpula verde na foto), é um hotel ícone na cidade, construído em 1912. Ou até se hospedar lá, porque não? (Veja preços aqui).

O centro antigo é chamado de Vieux Nice, onde você pode andar pelas ruas, fazer compras e comer uma salada niçoise. Essa salada é muito conhecida mundo afora, tem folhas, ovos, atum, azeitonas e outras coisitas – salada originada em Nice.

5° Dia – Mônaco

Um dos pontos altos da viagem. Além de ser Mônaco, a gente ficou SUPER bem hospedado. Eu explico… Tinha milhas da rede de hotéis do Marriott, e consegui com meus pontos hospedagem free/grátis/no vasco – num hotelzão do Marriott de frente pro mar. Ah quanto alegria. Veja nosso hotel aqui, se couber no bolso, eu recomendo! Tem estacionamento e transporte próprio para o centro da cidade.

Antes de estacionarmos nosso carrinho, fizemos o trajeto da Fórmula 1 pela cidade. Eu particularmente não entendi nada, mas a turma curtiu rs. Fomos seguindo as marcas no chão.

Famoso túnel do trajeto da Fórmula 1 em Mônaco

A tarde caminhamos e exploramos a cidade e também visitamos a Igreja onde Gracie Kelly casou. Pela noite fomos ao famoso Casino de Monte Carlo e jantamos no restaurante ao lado, o Café de Paris.

Casino Monte Carlo

6° Dia – Pé na estrada pra Milão

Dia de pegar 300 kilômetros de estrada até Milão. Chegamos na hora do almoço, corremos pra achar um restaurante pra comer e ver o jogo do Brasil. À noite (eu e marido) partimos para Atenas. Nos próximos dois dias, Flávia e marido dirigiram de volta para Barcelona – onde moravam – com uma paradinha em San Remo.

E aí, gostou do roteiro?! Então Se Lança!

LEMBRETE

Seguro de viagem é obrigatório na Europa! É aquele tipo de coisa que ninguém quer usar, mas que é importante ter. Nós usamos a Seguros Promo, pois faz cotações com várias seguradoras trazendo um comparativo de preços x benefícios. Pra vocês terem idéia, um seguro de 7 dias na Europa custa à partir de 55 reais. Não é caro!

Nossos leitores tem direito a um desconto de 5% (adicional aos 5% do boleto). É só inserir o cupom SELANCA5 pra ganhar. Ou seja, fica bem acessível contratar este serviço para viajar tranquilo. Clique aqui para fazer sua cotação.

Leia estes outros posts também:

Fast Paris – O que fazer em 3 dias
Como conhecer Barcelona como um local e se divertir como um turista
Seguro de Viagem Internacional – vale a pena?
Cinque Terre, cinco vilas pitorescas na Riviera Italiana
Roteiro de 7 dias no Norte da Itália

 

Dê uma olhada no nosso Guia Se Lança para Barcelona:

Comentários

comments

LEAVE A COMMENT