Swellendam e De Hoop
África do Sul Garden Route

Swellendam e De Hoop

Se lança pra Swellendam e para o De Hoop – África do Sul

Swellendam é uma cidadezinha bem pequena e bem charmosa que fica no pé das magníficas montanhas Langeberg. É famosa também pela interessante arquitetura holandesa do Cabo com suas casas de telhados de palha.

A Companhia Holandesa das Índias Orientais ( The Dutch East India Company) fundou a cidade de Swellendam em 1745 como o último posto avançado da civilização na fronteira oriental.

Geralmente Swellendam é uma cidade que as pessoas param apenas para dormir e seguir viagem pela Garden Route ou pela Route 62, mas é uma cidade muito legal pra ver a vida no interior do Cape e conhecer alguns Afrikaners.

No mapa abaixo, a linha verde representa a Garden Route e a vermelha a Route 62. Ambas estão com links para os sites oficiais e vale a visita caso você esteja planejando fazer essa viagem. Tem fotos e informações de todas as cidades.

route 62 and garden route

Como se virar

Procure cumprimentar os locais em Afrikaans, você vai fazer sucesso.

Bom dia = Goeie môre (pronuncia: ruya mora)

Como vai? = Hoe gaan dit? (fale: ú rã dit).

Mais infos de como se virar na África do Sul aqui.

Locomoção na Garden Route

Provavelmente se chegou até aqui, foi de carro, porém Swellendam é uma cidade muito tranquila e segura, não tem problema andar a pé a qualquer horário do dia ou da noite. Dê uma andada por suas ruas para observar o dia-a-dia local.

Nós alugamos carro na RentCars na África. Veja este post com dicas de como dirigir na África do Sul.

swellendam-city

Onde ficar em Swellendam

Cypress Cottage – Casa histórica de Swellendam datada do séc.18 transformada em guest house e administrada pela família. Os donos, Etienne e Vera, com certeza te receberão super bem. Café da manhã feito na hora sob seu pedido com direito a papo cabeça. Tem quartos simples e outros bem equipados, todos bem confortáveis, boa opção para o viajante frugal. Fone: +27 (0)28 514 3296; Endereço: 3 Voortrek Street

Bloomestate – Pousada com um ar mais requintado, com spa, piscina, jacuzzi e jardins. Fone: +27(0) 28 514 2984; Endereço: 276 Voortrek street

Veja aqui outras opções de hospedagem em Swellendam.

Onde comer

La Sosta Ristorante – imperdível restaurante italiano, procure pelo dono, o Giovanni, um italiano gente finíssima . Fone: +(0)28 514 1470; Endereço: 145 Voortrek Street

Field & Fork – situado em uma casa histórica oferece uma cozinha contemporânea e excelente carta de vinhos. Fazem questão de comprar os ingredientes de produtores locais. Fone: +27 28 514 3430; Endereço: 26 Swellengrebel Street

O que fazer em Swellendam

Drostdy Museum –  dedique 30 a 60 minutos para visitar este museu. É um complexo construído em 1747 pela Companhia Holandesa das Índias Orientais. É legal para ver a arquitetura e modo de vida das pessoas conforme o passar dos anos.

musuem in swellendam

Dutch reformed Church  –  Com seu branco super imponente, a Dutch Reformed Church de Swellendam, foi inaugurada em 1911 em estilo bem eclético: as empenas de estilo barroco, as janelas de estilo gótico e a cúpula vagamente oriental. Surpreendentemente, todos os elementos convivem juntos maravilhosamente.

DucthReformedChurch

Há outras opções de turismo ao ar livre como: trilhas de hiking e campos de golf. Se tiver interesse, pergunte em seu hotel sobre os detalhes ou pesquise nesses links que colocamos.

Reserva Natural De Hoop

E já que chegou até aqui, aproveite para descer um pouco mais até uma Reserva Natural chamada De Hoop.

Maps_Swellendam_DeHoop

A reserva fica a 58KM de Swellendam e é uma das reservas naturais mais lindas da África do Sul. Como a estrada é de pista simples e chegando na reserva ela se torna uma estrada de terra, você levará mais ou menos 2 horas para chegar lá. Mas vale a pena, juro.

Sentido mar você verá: dunas de areia branquinha, mar azul piscina, vida selvagem, pássaros e se tiver a sorte de ir em Agosto ou Setembro, época de Whale Watching, verá o show mais lindo que a natureza pode nos oferecer, os lindos pulos das Baleias-francas (Southern Right Whale), que vão pra lá nessa época do ano para terem seus bebezinhos baleias. É incrível!

Vou deixar que as fotos falem por mim e espero que incluam esse lugar mágico no roteiro de vocês.

Se lança…

Veja estes outros posts que podem te interessar:

Viajar para a África do Sul – Post Índice
Como se virar na África do Sul
O que fazer na Cidade do Cabo, melhores dicas reunidas
Mossel Bay
Knysna, equilíbrio perfeito entre Mar e Montanha
Saltar de Bungee Jump na África do Sul

Dê uma olhada no nosso Guia Se Lança pra África do Sul:

[products ids=”3484″]

010 Comments

  1. Liliane Inglez

    Tati, adorei seu post! Fui parar por acaso em Swellendam e acabei ficando na Cypress Cottage! Que achado! Amei o lugar e o nosso host! Que saudades desse lugar!

    Responder
    • Tati Barro

      Oi Liliane! Adoro essas pequenas coincidências da vida!
      Obrigada pelo comentário! Abraços

      Responder
  2. mariano

    Excelentes posts no site… obrigado!

    Pergunta: vamos dirigir do Aquila para Knysna. Uma alternativa é ir de Aquila ao De Hoop , aproveitar lá umas 4h ou 4h30 e depois pernoitar em Swellendam. Acha que vale a pena ou 4h na reserva não dá nem para curtir?

    Obrigado mais uma vez !!!

    Responder
    • Tati Barro

      Oi Mariano, obrigada pelo seu comentário!

      Sim, 4 horas é tempo pra caramba pra andar por lá. Acho que vale a pena se for a época de ver baleias (entre Julho e Outubro). Ou tra sugestão ali na área é o Cape Agulhas (dá uma olhadinha neste post).

      E se ainda assim, decidir seguir até Knysna, lá também pode tentar ver baleias.

      Abraço

      Responder
      • Mariano

        Obrigado de novo!

        Sim, nossa ideia é, depois de De Hoop/Swellendam, usar Knysna como base para vários passeios. Um dia em Cango Caves, avestruzes e Swartberg pass. Outro para Tsitsikamma. E outro para um elephant walk e/ou Plettenberg Bay ou outra sugestão. No outro dia, volto para CPT e paro em Mossel Bay e Hermanus (e quem sabe Betty`s Bay).

        Já abusando (rsrs), me parece que não vale a pena pernoitar em Mossel Bay. Concorda?

        Queríamos ir até o Addo, mas é longe pacas… acha que dá para fazer um bate-volta de Knysna ou Pberg Bay? Em caso negativo, qual elephant walk recomendam perto de Knysna? Li sobre o Knysna Elephant, o Indalu , o Gondwana (bem mais caro) e o Botlieskop.

        Valeu !!!!!!

        Responder
        • Tati Barro

          Mariano, que viagem legal!! Posso ir junto!?!

          Vamos por partes… Sobre Mossel Bay, só vale a pena parar mesmo se for fazer o mergulho com tubarões lá. Neste post eu conto sobre essa experiência, fora isso, não tem nada a mais na cidade que você não possa curtir em outra – como whale watching (se for época), praias, etc.

          Addo Elephant – é realmente super longe. Acho que fica um dia muito cansativo fazer bate e volta pra lá. Por outro lado, é uma experiência de dirigir em meio a elefantes no seu habitat natural. Isso vai muito do seu grupo, se está com crianças, se gostam de pegar estrada, etc… Mas mesmo assim, acho bem puxado dirigir 3 horas até lá, andar de carros outras 2/3 horas no parque, e voltar mais 3 horas dirigindo.

          Agora sobre parques com elefantes, eu ficaria entre o Knysna Elephant Park ou o Elephant Sanctuary. Eu fui no segundo – mas no de Joanesburgo. O Indalu, Gondwana e Botlierskop – eu não conheço – mas são todas reservas privadas, e você já vai ter essa experiência no Aquila. Acho que não seria muito diferente. Estes outros parques de elefantes são mais interativos.

          Espero ter ajudado um pouco! Depois você tem que voltar aqui pra contar tudo!

          Abraço

          Responder
  3. mariano

    Super obrigado. Pode deixar que na volta eu conto aqui !!

    Responder

LEAVE A COMMENT