3 vinícolas para ir com crianças na África do Sul

Uma das minhas grandes paixões sul-africanas são as vinícolas. Na minha última viagem para lá, fui com minhas duas filhas, por isso pesquisei muito algumas vinícolas para ir com crianças na África do Sul. Um lugar onde todos da família pudessem aproveitar.

E claro que não fiquei decepcionada. Sul-africano também tem filho! Achei esta lista gringa das melhores vinícolas para ir com crianças, inicialmente o plano era conhecer 6, mas viagem com filho é outro ritmo. Consegui visitar 3 delas, segue minha listinha:

1. Bloemendal

Esse lugar é pequeno e fofo, mas não seria minha primeira opção de vinícola se não fossem as crianças. O que nos atraiu para lá foi o enorme parquinho bem em frente ao restaurante Bon Amis.

A criançada corre solta por aqui! Recomendo que você ligue antes e reserve uma mesa do lado de fora, o restaurante lota!

Gente, foi um dos lugares que ficamos mais tranquilos tomando um vinhozinho de boa. Todo mundo que vai lá tem criança, então o clima é super família e ninguém se importa se um pentelho passar correndo pela sua mesa. Sem contar que o vinho é uma delícia!

Além do parquinho e restaurante (com menu kids), tem degustação de vinhos e uma pista de bike. O banheiro tem trocador para bebê.

Uma vantagem dele é que fica pertinho de Cape Town, são apenas 25 minutos do centro. A desvantagem é que é longe de Stellenbosch e Franschhoek.

2. Vergelegen

Essa vinícola é muito linda!! Uma das mais lindas que já fui EVER (independente de ir ou não com kids).

É uma propriedade gigante, com lindas árvores, jardins para caminhada, às vezes tem eventos ao ar livre… vale super a pena conhecer.

Lá tem dois restaurantes, dos quais apenas um aceita crianças, o Stables. Mas é bem gostoso e refinado. Este restaurante tem uma área externa que dá para o parquinho, uma fonte de água (na época cheia de girinos dentro) e uma das vistas mais lindas que já pude apreciar!

O restaurante tem opções de pratos infantis e trocador para bebê no banheiro.

Paga-se 10 ou 20 rands por adulto pra entrar na Vergelegen. Além de almoçar por lá acompanhado de uma garrafa de vinho, você pode caminhar por esta linda fazenda. Recomendo.

3. Spier

Da lista, o Spier é a vinícola mais conhecida. E tem lá sua razão para isso, é a mais turística. Mas isso não quer dizer que seja ruim, mas sim que tem muita infraestrutura.

Nós passamos 3 noites no Spier e valeu super a pena. Tem piscina, espaço kids com monitor para os hóspedes (crianças à partir de 3 anos podem ficar lá sem os pais), 4 restaurantes, parquinho, feirinha de artesanatos, área para caminhada, pedras pra subir, degustação de vinhos, museu, casa histórica e arte espalhada pela propriedade.

Dentre as atividades, pode-se alugar segway ou bicicleta. É possível fazer também piqueniques. Há também uma pequena área de resgate de aves. Lá se pode conhecer o trabalho de recuperação de corujas, gaviões e outro tanto de pássaros.

Outra vantagem do Spier é sua localização. Está a 10 minutos de Stellenbosch, sendo um excelente local para dormir e fazer de base pra explorar a região de vinícolas de Stellenbosch e Franschhoek.

Veja neste link valores e disponibilidade do Spier.

Vinícolas com crianças – no mapa

Essas três vinícolas ficam um afastadas entre si, então não dá pra conhecer todas em um dia só.

O Spier e Vergelegen são mais próximas, pode-se considerar visitar as duas no mesmo dia.

O Bloemendal pode ser combinado com uma visita às praias que ficam ao norte de Cape Town e tem uma linda vista da Table Mountain.

O importante é que dá pra curtir um vinho com linda vista na África do Sul e ao mesmo tempo as crianças também aproveitarem!

vinicolas para ir com crianças na africa do sul

Outras dicas para curtir com as crianças na África do Sul:

Gente uma coisa que nunca viajo sem é seguro de viagem, principalmente depois das crianças. Aquele tipo de coisa que ninguém que usar, mas é bom ter, não se brinca com saúde! E não é caro, uma semana de seguro pra África custa 69 reais.  Nós usamos a Seguros Promo que traz um comparativo de várias seguradoras.

Nossos leitores tem direito a um desconto de 5% (adicional ao do boleto). É só inserir o cupom SELANCA5 pra ganhar. Ou seja, fica bem acessível contratar este serviço para viajar tranquilo. Clique aqui para fazer sua cotação.

(Se você não sabe o que é um seguro de viagens, leia este post aqui).

TUDO sobre nossa viagem com as crianças na África:

Viajar para a África do Sul com crianças e bebês
Cape Town com crianças
Vinícola Spier, onde ficar em Stellenbosch
Joanesburgo com crianças
Safari com crianças na África do Sul: Aquila Private Reserve
Vale a pena alugar carro na África do Sul?
É seguro viajar para a África do Sul?

Se ficou alguma dúvida ou se quiser apenas deixar um palavrinha carinhosa pra gente, escreva nos comentários aqui abaixo.
Escreve, escreve, escreve 🙂

Ah, e não deixe de seguir nossas andanças no Instagram. Sempre tem dica boa por lá também.

~ Se Lança ~

O que fazer no Porto

Tem muito o que fazer no Porto, a segunda maior cidade de Portugal. Nós gostamos muito de andar pelas vielas, no calçadão, no cais e principalmente dos restaurantes.

Como chegar no Porto

Nós voamos com a Vueling vindos de Barcelona, porém quem está em Lisboa, tanto pode ir de avião ou de trem. De trem são apenas 2 horas e 45 minutos e custa por volta de 25 a 30 euros dependendo do horário. Veja o site oficial dos Combios de Portugal.

São duas estações de trem no Porto, a São Bento – que fica no centro da cidade, e a Campanhã – de onde partem a maioria dos trens. Uma corrida de Uber da estação Campanhã até o centro fica mais ou menos 5 euros.

Locomoção dentro da cidade do Porto

Nós andamos muito à pé, utilizamos também o Uber. Outras opções são taxi e tuc tuc, aqueles carrinhos pequenos.

Tem também metrô na cidade, que é super bom, novinho e limpo! Tem uma linha que vai até o aeroporto, excelente opção. O bilhete do centro até o aeoroporto custa 1,95 euros. Os preços variam conforme as regiões que você anda, e tem também bilhetes com mais de um “título” – que é uma viagem. No site do metrô do Porto é possível planejar o percurso e ver preços.

Importante – apenas 1 título por cartão andante – ou seja – não pode comprar 1 cartão e passar duas vezes para duas pessoas – tem que ter dois cartões.

Onde ficar no Porto

É melhor ficar perto da região central, pois é possível andar a pé para vários lugares. Apenas atenção – tem algumas ruas do centro que não me pareceram muito seguras.

Nós ficamos um em apartamento do Air BNB no bairro Boa Vista, que foi uma boa escolha – pois não estava exatamente na região central, era mais tranquilo, e dava uns 20 minutos caminhando até lá. Veja neste link opções de hotéis neste bairro.

Pra quem quer ficar na região central, aconselho a procurar um hotel mais novo – ou até de rede. Veja a lista dos hotéis no centro aqui.

O que fazer no Porto

Tem muitas atrações turísticas na cidade do Porto, mas com 2 ou 3 dias, você consegue ver a maioria das coisas. Essa é a lista dos lugares que visitamos, separadas pelas regiões: Central, Vila Nova de Gaia, Foz do Douro e Boa Vista.

Região Central

Livraria Lello – realmente uma livraria linda que todo mundo fala que tem que conhecer! Mas infelizmente tivemos uma experiência horrível, pois estava lotadassa. Tinha por baixo umas 100 pessoas na livraria, ou seja, aquele passeio em livraria onde você degusta com calma os livros não existe.

Entramos, demos uma volta, gastamos nosso voucher em um livro infantil e saímos o quanto antes. Custa 4 euros por pessoa pra entrar, este dinheiro pode ser usado como desconto na compra de livros – porém é 1 voucher por livro e o voucher só pode ser usado na compra de livro. PS – praticamente não tem opção de livro abaixo de 10 euros.

Caminhar no centro da cidade – aviso – caminhar pelo Porto exige pernas, são altos e baixos, muitas ladeiras e ruas íngrimes – então vá devagar, ou use transporte alternativo. Principais pontos: Rua das Flores, Estação de São Bento, Catedral da Sé, Palácio da Bolsa, Mercado do Bolhão e tantos outros prédios históricos e praças que verá caminhando pelo bairro. Olha aí uma sugestão de rota pela centro:

Café Majestic – antigo café da cidade, famoso por seu interior elegante. Geralmente tem fila para entrar, mas é rapidinho, pois o salão é grande. Tomamos um café carioca – que é um expresso menos forte – e a tradicional rabanada. Uma rabanada custa 4,50 euros porém um prato com com 2 rabanadas custa 6 euros.

Museu da Marioneta – é um passeio de 10 minutinhos. Custa 2 euros por pessoa, só vale entrar se tiver passando pelo local ou gostar muito do assunto. A exposição conta com marionetes de programas portugueses, tem videos destes programas, um espaço para tentar manipular marionetes e ver como são construídas. Optei por este passeio porque estava com minha filha pequena e precisava de uma opção de passeio em dia de chuva.

Cais da Ribeira – um dos locais mais antigos da cidade, hoje é repleto de bares e restaurantes, além de muita gente caminhando na beira do Rio Douro.

Cais da RIbeira visto de Gaia

Ponte Luis I – não tem como não se deparar com esta linda e imponente ponte metálica na cidade do Porto. É por ela que se cruza para chegar à Vila Nova de Gaia. Passamos por ela dua vezes, uma vez por baixo e outra por cima. A ponte é parte do patrimonio mundial da humanidade.

Vila Nova de Gaia

Caminhar no calçadão de Vila Nova de Gaia – apesar deste calçadão estar ao outro lado do Rio Douro, logo depois da ponte, Vila Nova de Gaia é outro município. Neste passeio de pedestres tem restaurantes, bares, as famosas caves e tem também um pequeno parquinho para crianças. Além de uma linda vista da ribeira do Porto.

Caves de vinho do porto – na beira do Rio Douro estão as caves do vinho do porto. Cave é o local onde o vinho é levado depois de fabricado para poder envelhecer nos barris. As vinícolas estão na região do Douro. Tem várias caves na Av. Diogo Leite e Av. Ramos Pinto, alguns estão também mais pra dentro do bairro. Nós conhecemos as seguintes:

Ramos Pinto – escolhemos a Ramos Pinto para fazer o tour pelas caves e degustação porque segundo meu avô – Ramos Pinto é o melhor vinho do Porto.  O passeio dura meia hora, custa 10 euros por pessoa e tem degustação de 2 vinhos no final. Gostamos da experiência, a guia era muito bacana. Além da cave, visitamos o escritório de Adriano Ramos Pinto e vimos os cartazes de propagando da época.

Caves da Ramos Pinto

Espaço Porto Cruz – um lugar moderno de degustação de vinho do porto, museu, sala de exibição,  restaurante e terraço com vista de 360 graus. Mesmo se não for degustar o vinho, pode entrar e conhecer este espaço com conceito diferente das outras caves.

Espaço Porto Cruz

Foz do Douro

Foz do Douro – pegamos o icônico elétrico número 1 (um tram) até a Foz do Porto para ver o pôr do sol  e o local onde o Rio Douro e o mar se encontram. Para pegar o tram, o ponto esta em frente a igreja de sao francisco. Custa 3 euros por pessoa. Lá na foz tem um passeio de pedestres, farol e gramado.

Boa Vista

Mercado do Bom Sucesso – é o mercado gastronômico do Porto. É novinho, super organizado e com cara de moderno. Tem opções de pratos de comida, cafézinho e doces, cervejas e beliscos – pra todos os gostos. Não paga nada pra entrar.

Shopping Cidade do Porto – este shopping está bem ao lado do Mercado Boa Vista, é uma boa opção pra quem quer fazer compras.

Mercado Bom Sucesso

Passeio de Bate-e-Volta nas Vinícolas do Douro

Eu estava com muita vontade de contratar um passeio de 1 dia na região do Douro, mas estávamos com minha filha de 2 anos, e concluímos que não seria o passeio ideal para se fazer com crianças e acabamos desistindo. Mas vejam aqui a lista de opções de passeios – parecem bem legais. A maioria tem visita a 2 vinícolas, tem passeio de barco e param no mirante para fotos. Fica a dica!

Ou então, se quiser fazer o passeio por conta própria, pode alugar carro por 1 dia (link aqui) que fica mais barato. Só cuidar com àlcool e direção.

Onde comer no Porto

O Porto tem muitos restaurantes bons e nós temos alguns para recomendar. Adoramos esses 3 abaixo. As fotos podem ser vistas na galeria!

Cantina 32 – melhor atum selado ever, super macio. Estava tudo muito gostoso, ambiente rústico, meio industrial e todos muito prestativos. Por fora parece só uma portinha, mas o restaurante vai se expandindo pra dentro. Amamos este lugar. Endereço: Rua da Flores 32. Preço foi de 45 euros para 2 adultos  e 1 criança.

Cervejaria Aliados Brasão –  li em uma reportagem portuguesa que esta cervejaria possuía um excelente “Francesinha”- que é o prato típico do Porto. Isso somada à perspectiva de tomar cerveja artesanal nos fez escolher este local para almoçar – e acertamos em cheio. É um lugar super bonito, e os pratos excelentes. Recomendo pedir os risolis de carne com cogumelo e trufa de entrada e depois dividir a Francesinha (custa 9 euros). É porém um prato um pouco pesado com pão, um bife, presunto, salsicha e molho. Mas tem que provar! Endereço: Rua de Ramalho Ortigão 28.

Marisqueira do Porto – como o próprio nome diz, restaurante de mariscos e peixes. Comemos um robalo maravilhoso, o prato kids que foi um bife com salada e fritas também estava divino. Rua Campo Alegre 110.

Ufa!! Tem coisa pra fazer no Porto né!? Deixa uma dica aqui também!

Se Lança…

[Mikado id=’44’]

Aproveita e se lança nesses posts também:

O que fazer com 2 dias em Coimbra Portugal
Melhores Praias de Cascais
O que fazer em Cascais
O que fazer em pouco tempo em Lisboa, dicas de uma Lisboeta
Seguro de Viagem Internacional – vale a pena?
Como ir de Lisboa a Sintra: aquele bate e volta imperdível

 

7 Melhores Vinhos Sul-Africanos

Listamos aqui os vinhos que nós consideramos os 7 melhores vinhos sul-africanos.

Adianto, que não somos entendidos do assunto, apenas apreciamos beber bons vinhos e de preferência em boa compania. E pra melhorar isso tudo, se o vinho for sul-africano e tomado na África do Sul, não precisa mais nada!

Já fizemos 2 listas de vinhos antes, confira aqui:

10 vinhos tintos bons e baratos para tomar na África do Sul
10 vinhos brancos bons e baratos para tomar na África do Sul

Enquanto nessas listas acima procuramos listar os melhores custos x benefício, nesta lista abaixo os vinhos não tem limite de preço! No entanto, isso não significa que são caros – pelo contrário – estes vinhos são super pagáveis para nosso padrão de preço no Brasil, e no entanto, estão entre os mais caros na África do Sul.

É aquele vinho especial pra levar de recordção, ou beber no país pra comemorar a viagem!

Escolhemos apenas os tintos, por ser o preferido da maioria. A lista está em ordem de preço, do mais caro para o mais barato, vamos lá:

Melhores vinhos sul-africanos

1 – Rupert Rothschild Baron Edmond (proceure pelo rótulo azul) – Preço médio = 499 rands (~114 reais)

2 – Morgenster Red – Preço médio = 469 rands (~ 106 reais)

3 – Rijks Reserve Pinotage – Preço médio = 420 rands (~ 95 reais)

4 – Kanonkop Pinotage – Preço médio =  369 rands (~83 reais)

5 – Meerlust Rubicon – Preço médio = 350 rands (~ 79 reais) *meu favorito para ocasiões especiais*

6 – Waterford Estate Cabernet Sauvignon – Preço médio = 269 rands (~61 reais)

7 – The Chocolate Block – Preço médio = 199 rands (~ 45 reais) *melhor custo benefício da lista, amo esse vinho!*

 

Lembrem que esses preços são valores médios em supermercados e liquors stores na África do Sul. Espere pagar mais em restaurantes, e se encontrarem algum desses vinhos no Brasil, espere pagar uma facada!

Leia mais sobre as Vinícolas da África do Sul nestes posts:

Franschhoek e Stellenbosch, melhor região de vinícolas do mundo
10 melhores vinícolas de Stellenbosch
5 melhores vinícolas de Franschhoek
Constantia, vinícolas pertinho de Cape Town
3 melhores vinícolas em Paarl

Dê uma olhada no nosso Guia Se Lança pra África do Sul:

[products ids=”3484″]

3 melhores vinícolas em Paarl

Uma das muitas vantagens de ter morado tantos anos na África, é poder ter amigos sul-africanos. Minha querida amiga Carolina, que nasceu e cresceu em Cape Town (chato né?) listou pra gente as 3 melhores vinícolas em Paarl.

Enquanto a região preferida dela é Stellenbosch – e a minha é Franschhoek – Paarl também tem algumas pérolas pra quem quer visitar. Paarl é a região das grandes produtoras e exportadoras, como a KWV e a Nederburg.

Neste post listamos três propriedades que ficam bem próximas uma das outras, dá pra visitar todas, não precisa escolher 😉

Lista das 3 melhores vinícolas para conhecer em Paarl

1. Spice Route – Essa propriedade é um lugar único na África do Sul. Além dos vinhos, aqui se produz cerveja, chocolates, biltong… Tem degustação de todos esses itens, além de um bistrôzinho, pizzaria, parque para as crianças e lojinha. Um lugar muito lindo que vale a pena conhecer.

Foto divulgação

2. Fairview – conhecido pela produção de queijos e vinhos, aqui pode-se degustar os dois. Também fazem iogurtes e cheesecakes, huuum. A propriedade tem também uma padaria, ou seja, as três melhores coisas do mundo em um lugar só: pão, queijo e vinho. E para as crianças, tem uma fazendinha com cabritinhos que elas podem interagir.

Foto divulgação

3. Glen Carlou – essa proprieadade é jovem, fundada nos anos 1980. Aqui tem um restaurante moderno que abre apenas para almoço e uma galeria de artes que exibe apenas artistas sul-africanos. É um dos poucos vinhos sul-africanos que se pode encontrar no Brasil. Tem uma linda vista das montanhas Drakenstein.

Foto divulgação

Paarl é a melhor região de vinícolas para quem está viajando com crianças. Duas das três propriedades acima tem espaço kids ou alguma distração para elas. Não é que tenham monitores pra cuidar dos pequenos, mas só de ter um lugar para as crianças gastarem suas energias, já ajuda os pais a curtirem também.

Como chegar e Rota das Vinícolas em Paarl

Tour Guiado nas Vinícolas de Paarl, Franschhoek e Stellenbosch

Para quem não vai alugar carro na África do Sul, pode optar pode este passeio guiado. Este passeio passa em 3 vinícolas, 1 em cada cidade, além de passar nos centros históricos das cidades e uma pequena prisão que o Mandela ficou preso por um curto período.  O tour dura o dia todo, por volta de 8 horas e custa 66 euros por pessoa.  Detalhes neste link.

Onde ficar em Paarl

Dormir em Paarl pode ser vantajoso pois oferece preços mais em conta que Cape Town, Stellenbosch e Franshhoeck. Essas são as sugestões que temos:

De Wingerd Wijnland Lodge – esta pequena pousada é bem calma e tranquila com quartos espaçosos. Tem uma piscina pra curtir o sol e um café da manhã feito sob medida. Excelente custo benefício, com diárias à partir de 60 USD a noite para duas pessoas.

Nwanedi Wine & Country Manor – lindo casarão cercado por parreiras com vista para as montanhas Drakenstein.  Café da manhã fresco e caseiro. Um local mais reservado, excelente para relaxar, fica a 10 km do centro de Paarl. Diárias à partir de 140 USD a noite para duas pessoas.

Skinkikofi Guest House – casa transformada em pousada, boa opção para dormir no centro de Paarl e sair e explorar a região. Bom custo-benefício também, com diárias à partir de 58 USD o casal por noite.

Grande Roche Hotel – Linda casa vitoriana cercada por jardins, atmosfera super romântica. Opção mais luxuosa, com pequenos detalhes, como o piso do quarto ser aquecido. Diárias à partir de 230 USD a noite por casal.

Se Lança…

Veja estes outros posts que podem te interessar:

Viajar para a África do Sul – Post Índice
O que fazer na Cidade do Cabo, melhores dicas reunidas
Franschhoek e Stellenbosch, melhor região de vinícolas do mundo
10 melhores vinícolas de Stellenbosch
5 melhores vinícolas de Franschhoek
Constantia, vinícolas pertinho de Cape Town
10 vinhos tintos bons e baratos para tomar na África do Sul

Tudo sobre as Vinícolas no nosso Guia Se Lança pra África do Sul:

[products ids=”3484″]

Viajar para a África do Sul – Post Índice

Viajar para a África do Sul vale muito a pena! Pode parecer difícil, mas não é. Morei na África mais de 3 anos e sou apaixonada por este lindo país.

Aqui no blog tem MUITA dica de turismo e do que fazer na África do Sul, como chegar, como se virar, onde dormir, onde comer e muitas dicas de passeios e atrações turísiticas.

Este post é um índice de tudo que tem por aqui pra te ajudar a navegar e curtir ao máximo sua viagem para a África do Sul.

DICAS GERAIS NA ÁFRICA DO SUL

Como se virar na África do Sul
Vale a pena alugar carro na África do Sul?
Roteiro de 2 semanas na África do Sul
É seguro viajar para a África do Sul?
Seguro de Viagem Internacional – vale a pena?

CAPE TOWN / CIDADO DO CABO

O que fazer na Cidade do Cabo, melhores dicas reunidas
Cape Town – além do roteiro tradicional
Praias de Cape Town
Mergulhando com tubarões brancos na África do Sul
Onde ficar em Cape Town
Onde fazer Safari perto de Cape Town
Onde comprar diamantes em Cape Town

VINÍCOLAS

Franschhoek e Stellenbosch, melhor região de vinícolas do mundo
10 melhores vinícolas de Stellenbosch
5 melhores vinícolas de Franschhoek
Constantia, vinícolas pertinho de Cape Town
3 melhores vinícolas em Paarl
3 vinícolas para ir com crianças na África do Sul
Vinícola Spier: Onde ficar em Stellenbosch

VINHOS SUL-AFRICANOS

10 vinhos tintos bons e baratos para tomar na África do Sul
10 vinhos brancos bons e baratos para tomar na África do Sul
7 Melhores Vinhos Sul-Africanos

JOANESBURGO, PRETORIA

Turistando em Joanesburgo
Onde comer em Joanesburgo – 8 sugestões de restaurantes
Onde ficar em Joanesburgo
Pretoria
Sun City Hotel, o que fazer
Museu do Apartheid em Joanesburgo

SAFARIS

Safari no Kruger Park, África do Sul
Onde ficar no Kruger
Pilanesberg, safari a somente 2 horas de Joanesburgo
Madikwe
Onde fazer Safari perto de Cape Town
Onde fazer safari na África do Sul
Safari com criança na África do Sul: Aquila Private Reserve

GARDEN ROUTE / ROTA JARDIM

Roteiro de 5 dias na Garden Route
Mossel Bay
Swellendam e De Hoop
Knysna, equilíbrio perfeito entre Mar e Montanha
Saltar de Bungee Jump na África do Sul
Roteiro da Garden Route, dirigindo desde Joanesburgo.
Cape Agulhas, o encontro dos Oceanos Índico e Atlântico
O que fazer em Plettenberg Bay na Garden Route
George, a maior cidade da Garden Route

OUTROS CAMINHOS NÃO TÃO TRILHADOS

Panorama Route
Onde dormir em Nelspruit – 5 sugestões de hotéis e pousadas
Ballito, praia tranquila próxima a Durban
Drakensberg

RESTAURANTES

Os 10 melhores restaurantes da África do Sul 2016
Os 10 melhores restaurantes da África do Sul 2017

ESTUDAR INGLÊS NA ÁFRICA DO SUL

Vale a pena estudar inglês na África do Sul?
Dicas práticas de intercâmbio na África do Sul

Ou melhor ainda, baixe nosso guia com todas as informações mastigadinhas pra você planejar sua viagem. Você pode ler o guia offline no celular, tablet, ou até imprimir e fazer suas própias anotações.

Dê uma olhada no nosso Guia Se Lança pra África do Sul:

 

10 vinhos brancos bons e baratos para tomar na África do Sul

Esta é uma lista de 10 vinho brancos bons e baratos para tomar na África do Sul, mantendo o orçamento de pagar no máximo 150 rands (+- 35 reais).

Acho que a preferência nacional dos brasileiros é o vinho tinto, mas o vinho branco cai tão bem na África do Sul.

Foi lá que eu aprendi a apreciar o vinho branco. O sul-africano toma o vinho branco bem gelado, às vezes até com uma pedrinha de gelo. E aí meu amigo, é um perigo, essa bebida desce tão suave que a gente esquece que tem 14% de teor alcóolico!

Mas vamos à lista, assim como no post sobre os 10 vinhos tintos bons e baratos, vou listar os vinhos que nós e amigos gostam, mas nada de avalição sobre os vinhos pois não é minha área, beleza!?

Veja nesse post a lista dos 7 Melhores Vinhos Sul-Africanos.

Vinhos brancos sul-africanos bons e baratos

A lista vai do mais barato para o mais caro. Os preços são do supermercado, em restaurantes espere pagar um pouco mais.

1. Backberg Sauvignon Blanc – Preço médio = 65 rands

2. Nederburg Chardonnay – Preço médio = 65 rands

3. Vrede en Lust Sauvignon Blanc – Preço médio = 70 rands

4. Haute Cabriere Chardonnay Pinot Noir – Preço médio = 85 rands (meu favorito!)

5. Boschendal 1685 Sauvignon Blanc – Preço médio = 89 rands

6. Cederberg Sauvignon Blanc – Preço médio = 99 rands

7. Springfield Life from Stone Sauvignon Blanc – Preço médio = 109 rands (gosto muito também)

8. Hartenberg Chardonnay – Preço médio = 120 rands

9. Klein Constantia Sauvignon Blanc – Preço médio = 125 rands

10. Jordan Chardonnay – Preço médio = 159 rands

Tin tin!! Aproveite.

E você, tem alguma sugestão pra deixar na nossa lista?

Se Lança…

Veja estes outros posts que podem te interessar:

Viajar para a África do Sul – Post Índice
Como se virar na África do Sul
O que fazer na Cidade do Cabo, melhores dicas reunidas
Franschhoek e Stellenbosch, melhor região de vinícolas do mundo
10 melhores vinícolas de Stellenbosch
5 melhores vinícolas de Franschhoek
Constantia, vinícolas pertinho de Cape Town
10 vinhos tintos bons e baratos para tomar na África do Sul

 

Dê uma olhada no nosso Guia Se Lança pra África do Sul:

[products ids=”3484″]

10 vinhos tintos bons e baratos para tomar na África do Sul

Essa é uma lista dos 10 vinhos tintos bons e baratos que eu acho que você deve provar na África do Sul – e o melhor:

Vinhos abaixo de 150 rands, mais ou menos 35 reais

Sei que são tantas opções e que fica-se perdido nesse mar tinto… Honestamente, é difícil errar, na minha humilde opinião qualquer vinho sul-africano é bom.

Aqui vai uma lista das garrafas que estavam sempre em casa (vide foto como prova!). Não sou enóloga, não sou sommelier – apenas a opinião de uma enófila =)

Não vou me aventurar a escrever sobe tons e notas do vinho… Essa definitivamente não é minha área de expertise, então segue a lista daqueles que nós e os amigos apreciamos.

Vinhos tintos sul-africanos bons e baratos

A lista vai do mais barato para o mais caro. Os preços são do supermercado, em restaurantes espere pagar um pouco mais – claro.

1. Beyerskloof Pinotage – Preço médio = 65 rands (~15 reais) – excelente custo benefício e nele você pode provar a uva sul-africana, o Pinotage.

2. Kanonkop Kadette – Preço médio = 75 rands (~17 reais)

3. Backsberg Merlot – Preço médio = 80 rands (~18,50 reais)

4. La Motte Cabernet Sauvignon – Preço médio = 100 Rands – este vinho é para nós especial, foi o que servimos no nosso casamento civil. (~23 reais)

5. Allesverloren Shiraz – Preço médio = 100 Rands (~23 reais)

6. Groot Constantia, Constantia Red – Preço Médio = 110 Rands (~25 reais)

7. Raka Biography Shiraz – Preço médio = 120 rands (~28 reais)

8. Mulderbosch Faithful Hound –  Preço médio = 140 Rands (~32 reais)

9. Springfield Whole Berry Cabernet Sauvignon – Preço médio = 139 Rands (~32 reais)

10. Rupert & Rothschild Classique –  Preço médio = 149 Rands (~ 34,80 reais)

Não deixe de ver a lista dos brancos aqui: 10 vinhos brancos bons e baratos para tomar na África do Sul

E se o preço não é problema, veja nesse post a lista dos 7 Melhores Vinhos Sul-Africanos.

E você, tem alguma sugestão de vinho pra deixar aqui!?


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Se Lança…

Veja estes outros posts que podem te interessar:

Viajar para a África do Sul – Post Índice
Franschhoek e Stellenbosch, melhor região de vinícolas do mundo
10 melhores vinícolas de Stellenbosch
5 melhores vinícolas de Franschhoek
3 melhores vinícolas em Paarl
Constantia, vinícolas pertinho de Cape Town
O que fazer na Cidade do Cabo, melhores dicas reunidas

Dê uma olhada no nosso Guia Se Lança pra África do Sul:

[products ids=”3484″]

7 Passeios em Santiago e Região

Continuando a saga Chile: Santiago e Atacama, aqui vamos para o segundo post da Carla.

[su_divider top=”no” text=”Voltar para o topo”]

Esses são os principais passeios que fizemos em Santiago, Valle Nevado, Val Paraíso e Viña del Mar:

O que fazer em Santiago

Free tour de Santiago para conhecer a cidade – bem legal, pois o cara deu dicas de onde ir beber, comer (vimos onde comer as comidas típicas), lugares com feirinhas artesanais, parques e museus para visitar… Aconselho a fazer nos primeiros dias, para pegar as dicas dos lugares que estão bombando no momento e para escolher os lugares por onde passar nos tempos livres.

Mercadão – é mais um lugar com restaurantes para estrangeiros. Eles tentam te empurrar para um restaurante de qualquer jeito… Isso até incomodava a gente. Você não consegue passar perto sem que eles tentem te abordar… Mas é legal pra ver o monte de coisa esquisita que sai do mar e a galera come.

Vinícolas – A Santa Rita e a Concha y Toro são as mais recomendadas para conhecer – e nós optamos pela Santa Rita. Realmente foi uma surpresa para nós. O tour é de 1 hora, eles mostram todo o processo até se ter o vinho. Eles ensinam a degustar o vinho. São 3 vinhos que eles dão. É tudo muito bom. Lá tem até o Museu Andino (que é de graça). Então dá para conhecer a fazenda, ir no museu e depois comprar os vinhos de lá. E não é só vinho que tem não. Também tem um pão de vinho e outras coisas que é legal experimentar e levar. Sem falar do restaurante lá dentro.

Como chegar – fomos com uma operadora de tursimo, mas não aconselho. É melhor ir de ônibus normal. Tem um ponto de ônibus perto. Aí você pode ir andando, fazer as coisas no seu ritmo, escolher o que quer fazer e não ficar preso com um grupo e tempo.

DICA: É melhor visitar as vinícolas no final da viagem para não carregar todos os vinhos que são mega baratos pelo resto da viagem…

O que fazer ao redor de Santiago

Cajon del Maipo

É lindo o lugar. Não dá nem para acreditar que existe! E tem que ir! É uma represa que fica perto de montanhas. Mas a luz do sol, em contraste com as montanhas e o rio dão um espetáculo para os visitantes. Em época de inverno mesmo, precisa andar por um bom trecho. Como o período que fomos estava mais no final, conseguimos ir com a van.

Como chegar –  fomos pela Somos Tour. Conseguimos um desconto legal de 15%. Mas não curti. Eles nos levam até o lugar através de uma van. Buscam a gente bem cedo, param numa lanchonete de posto e nós que pagamos pelo café da manhã. Basicamente só tinha brasileiro na van (podiam disponibilizar um guia que falava português já que as pessoas que nos vendem o passeio são todos brasileiros, mas o guia só falava em espanhol). A tarde é servido um pouco de queijo, salgadinho e azeitonas com vinho e pisco sour (bebida típica do Chile muito boa, levei de lembrança também) mas quando olhava para os lados, as outras empresas estavam fazendo churrasco. E fomos um dos primeiros a voltar também… Não recomendo a empresa…=/

Veja no Get Your Guide outras opções de operadoras que realizam este passseio. Este aqui por exemplo custa 110 USD e tem 5 estrelas de avaliação.

Mas o lugar é um dos mais lindos que já vi. Só de estar lá, já valeu a pena. O passeio sai cedo e volta lá pelas 16h para Santiago.

cajon_del_maipo_santiago_chile

Valle Nevado

O Valle Nevado foi incrível, gostei bastante de ir. É o recomendado para iniciantes. Para quem quer esquiar ou aprender, é aqui que se deve vir. Não é o mais barato para ir, mas as outras pistas têm mais gente local que não tem paciência com pessoas inexperientes na pista… =/

Existe também outros lugares para ver neve, mas na época que fomos, final de agosto e início de setembro, só alguns tem neve e o Valle Nevado era um deles. La Parva é um outro parque de ski, mas é mais para o povo local que já sabe andar bem. Farellones é um parque que desce a neve numa bóia, mas por causa da pouca neve da época, não estava aberto.

Como chegar – Fomos com uma empresa chamada Ski Total. Eles alugam as roupas, levam até lá e já te dão o ingresso do parque. Sai cedinho de Santiago, passa o dia na montanha e volta no fim da tarde. Outras empresas só alugam as roupas e fazem o transporte.

Dica importante – não se esqueça de fazer um seguro de viagens que inclua esportes radicais, nem todos tem essa cobertura. Veja na SegurosPromo os preços, e se for fechar com eles, use o cupom SELANCA5 para ter 5% de desconto adicional. Não é caro, 1 semana no Chile custa à partir de 70 reais.

aula_ski_valle_nevado_iniciantes

Val Paraíso e Viña del Mar

Val Paraíso – Possui ruas peculiares, cheias de grafites lindos que dão personalidade ao lugar. Várias casas de artesanato e exposições. Tem uma paisagem bem interessante por causa das escadas coloridas, os portos, os morros com as várias casinhas pequenas e charmosas e os bondinhos que ajudam a subir os morros…

Viña del Mar – praia! Como fomos no período de setembro, estava bem frio durante a manhã. As pessoas que estavam lá, estavam de roupa mesmo (agasalho e calça). Algumas corajosas estavam no mar, principalmente criança… Não esqueçam de comer salmão por lá. São coloridos naturalmente e não pela ração que ingerem. Muito gostoso!

Como chegar – Fomos de Santiago para lá por ônibus e os passeio de Viña del Mar e Valparaíso foram feitos a pé. Os ônibus saem toda hora e por isso não é problema. Fomos para Valparaíso primeiro e depois fomos de metrô para Viña del Mar. Tivemos que comprar um cartão de ônibus que só serve lá. Fizemos esses dois lugares em um só dia. Para quem gosta, lá tem um cassino, mas não fomos.

Outra opção é alugar um carro e fazer este passeio por conta própria. É bem tranquilo, só levar sua carteira de motorista e andar com o passaporte. Nós sempre usamos a RentCars para alugar carro no exterior, eles tem os melhores preços.

valparaiso

Hostal em Santiago

Poker Hostal Atendimento de primeira! O quarto não é grande, mas como na maior parte do dia estávamos fora, então tudo bem. Tivemos problemas com o chuveiro no primeiro dia, mas o gerente de lá foi tão legal que nos colocou em outro quarto, mudou toda nossa mala e olha que nem tava organizada… Ele levou tudo para o outro quarto. O café da manhã é bem servido e eles dão ótimas dicas para passeios. Também nos ajudaram a chamar o taxi para volta. Também é importante falar da localização do hostal que é ótima e fica perto de ótimos restaurantes.

Veja outras opções de hospedagem em Santiago aqui.

Onde Comer

Chipre Libre – Comemos um ceviche maravilhoso e também é um restaurante conhecido pelos pisco sour que eles fazem. Um melhor que o outro!!

Se Lança…

Leia mais nestes posts:

Roteiro de 3 semanas no Peru e no Chile
Como ir de Machu Picchu para o Deserto do Atacama
Do Atacama ao Salar de Uyuni
Roteiro de duas semanas no Chile + Dicas de viagem
Circuito dos Lagos Andinos no Chile
Seguro de Viagem Internacional – vale a pena?

5 melhores vinícolas em Franschhoek

Essas são algumas das melhores vinícolas em Franschhoek, uma linda cidade com tradições francesas.

A África do Sul, especificamente a região do Cabo, tem muitas vinícolas excelentes. Elencar é missão difícil. Pra tentar organizar um pouco, vamos dividir por partes. Aqui vamos falar de Franskhhoek, e vou abrir meu coração, amo mais que Stellenbosch, mas não conta pra ninguém 😉

A lista foi compilada juntamente com amigos que também moraram na África, assim tem a opinião de todo mundo pra chegar a essa lista dos locais que mais gostamos de visitar.

Reserve seu hotel em Franschhoek aqui.

Lista das 5 melhores vinícolas para conhecer em Franschhoek:

1.La Motte – particularmente uma das minhas preferidas! Excelentes vinhos, restaurante, visual lindo. Pacote completo, vale a visita. O tour guiado com degustação vale a pena.

Foto divulgação

2. Boschendal – fazenda centenária e mantém a “casa sede” aberta a visitas como um museu. Proriedade enorme, também muito bonita de visitar. É possível fazer passeio a cavalo, fazer picnic debaixo dos carvalhos e tem degustação acompanhada de chocholate. Tem vinhos para todos os bolsos.

Foto divulgação

3. Môreson – boa opção para quem gosta de vinho espumante, o cap classique. Nesta propriedade familiar você tem a opção de fazer cursos de pão e chacuteria.

4. Haute Cabrière – excelente vinho branco, gosto muito do blend de Chardonnay e Pinot Noir. O restaurante tem uma comida maravilhosa também, super bem cotado. Nesta vinícola, tem um diferencial especial e exótico, aos sábados o pessoal usa a técnica francesa Sabrage para abrir uma garrafa de vinho. Essa técnica aplica a espada sabre para abrir a garrafa. Adiciona um certo drama ao momento! Você também pode comprar uma espada de lembrança rs.

5. Grande Provence – restaurante também é muito recomendado. Se for almoçar, é possível sentar ao sol e curtir a vista. É também  uma boa opção para fazer uma degustação vespertina com aperitivos. Quem quiser esbanjar, é possível alugar uma casa na propriedade pra passar umas noites.

Foto divulgação

Bonus – duas propriedades gostosinhas para passear em Franschhoek

1. Babylostoren – Esse vinícola é na verdade uma fazenda estilo Cape Dutch. Aqui você pode passear pelos jardins de frutas e vegetais, pode degustar queijo, pães e licores na  loja, relaxar no SPA, passar a noite no hotel e até wine tasting. Uma visita bem agradável.

2. Franschhoek Motor Museum no Anthonij Rupert Estate – Você pode visitar este museu com mais de 80 carros antigos, super vintage. Boa opção para quebrar  a sequência de wine tastings. Boa opção para quem viaja com crianças, dá aquela quebrada no dia.

*Baixe aqui gratuitamente o mapa e guia com todas as vinícolas e restaurantes de Franschhoek –> rota_vinicolas_franschhoek_mapa

Tour guiado de bicicleta por Franschhoek

Essas são as vinícolas que nós mais amamos, e a sugestão é para visitá-las no seu próprio tempo e carro (A gente costuma alugar carro pela RentCars). Mas quem quer fazer um passeio bem diferente, pode contratar este tour aqui da Bike & Saddle. Inclui pedalar pela cidade histórica e passar por algumas fazendas. Tem uma visita guiada à fábrica de chocolates, além de pedalar pelos vinhedos da vinícola Grand Provence e parar para a degustação de vinhos. Um passeio bem diferente pra quem quer fugir do lugar comum. Custa por volta de 250 reais por pessoa.

Veja estes outros posts que podem te interessar:

Viajar para a África do Sul – Post Índice
Constantia, vinícolas pertinho de Cape Town
3 Melhores vinícolas em Paarl
10 melhores vinícolas de Stellenbosch
Franschhoek e Stellenbosch, melhor região de vinícolas do mundo
10 vinhos tintos bons e baratos para tomar na África do Sul
O que fazer na Cidade do Cabo, melhores dicas reunidas
Cape Town – além do roteiro tradicional
Praias de Cape Town

Mais opções de vinícolas e no nosso Guia:

~ Se Lança ~

10 melhores vinícolas em Stellenbosch

Visitar as vinícolas em Stellenbosch é um privilégio nesta vida. Ela é a maior região produtora de vinhos na África do Sul e seus vales e cenários adicionam beleza e um ar bucólico à região.

Fazer uma lista não é democrático nem justo, pois muita coisa boa sempre fica de fora. Porém para nós turistas, conhecer todas é impossível. São mais de 200 vinícolas em Stellenbosch!

Por isso essa lista é para ajudar um pouco.

Aqui a junção de opiniões de vários amigos – que também moraram na África – (e minha humilde opinião também) dos locais mais adorados por nós.

Lista das 10 melhores vinícolas em Stellenbosch:

1. Rust en Vrede – uma das favoritas da galera, tem um restaurante bem legal pra almoçar, culinária Francesa moderna. São especializados em produzir apenas vinho tinto. Tem vários vinhos premiados que são servidos no wine tasting. Sugestões da minha amiga Juliana:  Single Vineyard Syrah 2012 e Single Vineyard Cabernet Sauvignon 2012.

Rust en Vrede – foto do site oficial

2. Asara – vista linda do vale, restaurante maravilhoso e hospedagem TOP! Esta propriedade é muito gostosa, tem também um café com docinhos, vale a visita. Wine tasting você pode deixar pra uma vinícola diferente, aqui o legal é o lugar e a vista. Vale passar a noite no Asara se puder. Pra quem está viajando na baixa temporada, você pode conseguir um quarto por um preço bem barato se ligar e chegar no próprio dia (foi o que nós fizemos).

Asara

3. Jordan – favorito da turma para vinhos brancos, propriedade linda e o restaurante é também muito bem recomendado!

Jordan – foto do site oficial

4. Delaire – pensa numa vista sen-sa-sio-nal! Pensa num lugar chique, onde você pode experimentar vinhos, fazer massagem no SPA, dormir no hotel butique e até comprar diamantes… Pois é. Esse lugar é chique, mas entrar pra ver não paga 😉

Delaire – foto do site oficial

5. Tokara – Moderna! Degustação de vinhos e azeites feitos na propriedade. Quem compra uma garrafa de vinho, ganha a degstação de vinhos grátis.  Fica bem de frente pra Delaire, então dá pra visitar as duas numa tacada só.

Tokara – foto do site oficial

6. Zorgvliet – pequena e exclusiva propriedade, bom custo benefício para passar a noite. O pessoal da Zorgvliet organiza lindas cestas para você sair e fazer um picnic no campo. Deixe o wine tasting pra outra vinícola…

Zorgvliet – foto do site oficial

7. Spier – super turística. Com certeza uma das maiores, uma enorme infra- estrutura, tem vários salões de degustação com diferentes abordagens, tem muito jardim e é uma boa opção para picnic, com opções de lazer infantil.  Tem 4 restaurantes, mercadinho de artesanatos e interação com águias. Tem também um hotel bem estruturado. Já fiquei lá com minha família e recomendo (leia nossa experiência no Spier aqui)

Spier – foto do site oficial

8. Clos Malverne – lá tem degustação de vinhos pareados com sorvete durante os dias da semana. Sim, vinho com sorvete! Pousada linda e intimista, com SPA, piscina, glof, pedalzinho… muito gostoso. Dica da minha amiga Luciana: o vinho de sobremesa Honeydew é quase um licor, encorpado e suave.

Clos Malverne – foto do site oficial

9. Overgaauw – Tria Corda é vinho favorito do por aqui. Esta vinícola tem mais de 100 anos de fundação e está na mesma família por 4 gerações. Pequena propriedade, a desgustação é apenas com reserva, então dá uma ligada antes de sair.

Overgaauw – foto do site oficial

10. Waterford – Aqui você pode fazer três tipos de degustações: vinhos com chocolates, vinhos reservas e até uma degustação com “safari” na fazenda. Nessa última opção você anda no carro aberto de safari passando pela fazenda e degustando os vinhos no caminho. A arquitetura da fazenda foi inspirada nos chateaus franceses. Tem até um campo de lavandas. Lindo lindo.

Waterford – foto do site oficial

Visitinha Bonus

Ernie Els – essa é a propriedade é do famoso jogador de golf sul-africano, o próprio Ernie Els, ele que já foi o número 1 do mundo. Além de degustar os renomados vinhos na adega, é possível admirar seus troféus. Boa visita para fãs do esporte.

Ernie Els – foto do site oficial

Tour guiado de meio dia por Stellenbosch

Essas são as vinícolas que nós mais amamos, e a sugestão é para visitá-las no seu próprio tempo e carro (a gente usa a RentCars para alugar carro na África). Mas quem não está de carro na cidade, ou não tem um motorista da rodada, pode contratar este tour (aqui) de meio dia por Stellenbosch. Inclui visita a duas vinícolas com degustação de vinhos, queijos e billtong – além de visitar as adegas. O guia te busca em qualquer hotel em Cape Town e custa por volta de 180 reais.

Onde dormir em Stellenbosch

Como eu já contei neste primeiro post aqui, já dormi no Asara e amei! Mas dependendo da temporada os preços podem ser um pouco salgados. Uma opção um pouco mais em conta, mas que não deixa a desejar é o Zorgvliet Wines Country Lodge. E ainda, tem o Spier, essa propriedade é menos intimista, mas super profissional com muitas opções de lazer. Esses três lugares foram testados por mim ou meus amigos.

Outro lugar que muitos leitores do blog ficam é no Marianne Wine Estate.

Ou ainda tem a opção de dormir na cidade, ao invés das vinícolas. Na cidade recomendo o Bonne Esperance Guest House ou The Stellenbosch Hotel, ambos são super bem localizados.

Mais dicas de vinícolas na África do Sul

Morei mais de 3 anos na África, então no blog tem muita dica preciosa para organizar sua viagem por lá. Sugiro começar por este post aqui, onde você vai encontrar TUDO que precisa: Viajar para a África do Sul – Post Índice

Mais sobre vinícolas e vinhos sul-africanos:

Franschhoek e Stellenbosch, roteiro de um dia nas vinícolas na África do Sul
5 melhores vinícolas em Franskhhoek
3 melhores vinícolas em Paarl
3 vinícolas para ir com crianças na África do Sul
Vinícola Spier, onde ficar em Stellenbosch
Constantia, vinícolas pertinho de Cape Town

Seguro de Viagem para a África

Você sabe como funciona um seguro de viagem para a África? Não? Então clique aqui e se informe, é muito importante!

Se ficou alguma dúvida ou se quiser apenas deixar um palavrinha carinhosa pra gente, escreva nos comentários aqui abaixo.
Escreve, escreve, escreve 🙂

Ah, e não deixe de seguir nossas andanças no Instagram. Sempre tem dica boa por lá também.

~ Se Lança ~

Adquira nosso guia completo sobre a África do Sul:

Constantia, Vinícolas pertinho de Cape Town

Se Lança pra Constantia

Constantia é uma região de vinícolas praticamente dentro da Cidade do Cabo (guias completos aqui: 1, 2 e 3). Na verdade é um bairro/subúrbio, considerado um dos mais nobres de toda África do Sul. É formado por casas enormes em terrenos maiores ainda, e algumas dessas propriedades são vinhedos ou fazendas. Tem renomados restaurantes para visitar, basta reservar com antecedência. (A outra opção de rota de vinícolas é Franschhoek e Stellenbosch).

Em Constantia você vai encontrar excelentes vinhos, feitos em pequena escala. O que você não vai encontrar são shoppings, centros comerciais, nem sequer uma rua principal. É tudo muito exclusivo e fino!

Mas entrar pra conhecer não paga nada, então segue a lista:

A Rota dos Vinhedos de Constantia

Tem 10 propriedades principais para visitação em apenas 18 kms, são elas na sequência:

1. Silvermist – linda propriedade familiar, está dentro das limitações do que é considerado o Parque da Table Mountain. Produzem vinhos orgânicos. Oferecem café da manhã, almoço e degustação de vinhos até às 18:00. GPS: -34.0133427 | 18.4028419

silvermist

2. Beau Constantia – bem diferente das tradicionas vinícolas, esta antiga fazenda de flores e pinhos tem uma arquitetura bem moderna. GPS: S 34°0’ 48.57” | E 018° 24’ 21.67”beau_constantia

3. Constantia Glen – aberto para degustação todos os dias da semana. Pacote básico com 5 vinhos custa 55 rands, e provar todos os 7 vinhos da casa, 80 rands. É possível parear os vinhos com chocolate ou queijos. Fala sério né?! As três coisas mais divinas na terra. GPS: -34.0151594 / 18.4122804constantia_glen

4. Eagle’s Nest – propriedade familiar que chegou a ser destruída no ano 2000, com exceção dos prédios, foi reconstruída e adaptada para as uvas mais propícias da região. Aberto das 10 às 16:30 GPS: S 34deg 0’54.2″ E 018deg 24’54.3″ eagles_nest

5. High Constantia – o dono está em vias de restaurar esta antiga viníola vendida e desmembrada em 1942. Hoje produz vinhos artesanais. Aberto para degustação das 9 as 17 de segunda a sexta e das 10 às 15 aos sabados. Bom reservar antes pelo site.

6. Groot Constantia – vinícola mais antiga da Africa do Sul, desde 1685. A casa principal, que tem uma linda arquitetura Cape Dutch, possui uma adega e exibição de vinhos. Muito lindo, porém é a propriedade mais comercial de todas. Tem dois restaurantes bem grandes, o Jonkershuis e o Simon’s. Eu comi um prato Cape Malay no Jonkersuis, bem gostoso. Em qualquer um deles, vale a pena esperar uma mesa pra sentar do lado de fora. GPS: 34 01’ 37,03” S / 18 25’ 28,84” Egroot_constantia

7. Klein Constantia – vinícola tradicional e que produz renomados rótulos, incluindo um dos melhores vinhos doces (sobremesa) do mundo – Vin de Constance. Eu particularmente prefiro os tintos que também são maravilhosos. Linda propriedade! Os horários para visita mudam conforme estação do ano, bom dar uma olhada no site antes. GPS: 34°2’19.0″S / 18°24’46.5″Eklein_constantia

8. Buitenverwachting – é repetitivo dizer que a propriedade é linda, mas é que todas são! O diferencial deste local é o restaurante e 0 café Coffee Bloc – servem bolos e biscoitos feitos no dia pra quem precisar dar uma pausa em vinhos. Durante o verão é possível encomendar um picnic, onde tudo é servido em cestas e as pessoas acomodadas debaixo dos Carvalhos em cadeiras e cobertas. Ah, aqui também tem uma joalheria… não é fraco não!! GPS: S 34° 2’ 23” E 18° 25’ 24”buiten_home_image

9. Constantia Uitsig – além dos excelentes vinhos (com loja própria), linda propriedade e restaurante Open Door, o diferencial desta vinícola é a pista de mountain bike “The Bike Park“. A pista abre das 8 às 18:30 e acomoda todos no níveis de atletas. Custa 50 rands para entrar. GPS: S 34° 02.45’ 28” / E 18° 25.12 ’ 55” constantia_uitsig

10. Steenberg – pense em chique, não – chiquérrimo: hotel 5 estrelas, spa, campo de golf, restaurante e bistrô… ah sim, tem vinhos também! GPS: S 34° 04’16.6” E 18° 25’ 31.1”steenberg

 

Olha o mapinha com a rota (baixe o arquivo em PDF mapa_rota_constantia_vinhos_africa_sul):

rota_vinicola_constantia_cidade_cabo

Como chegar lá

Para fazer essa rota, uma sugestão é alugar um carro e assim você pode ir a qualquer vinícola que quiser. O ponto negativo é eleger o motorista da rodada.

Outra opção é usar o ônibus vermelho, aquele famoso em várias cidades que você sobe e desce em diversos pontos turísticos. O tour chamado Purple Wine Tour passa em 3 vinícolas: Groot ConstantiaEagles’ Nest e Beau Constantia. Mais informações sobre este passeio Purple Wine Tour.

Este site vende os ingressos antecipados, tour de 1 dia sai por volta de 45 reais e o tour de 2 dias por 60 reais. O tour vale por todos os pontos turísticos de Cape Town, não só o Tour de Constantia.

Restaurantes em Constantia

La Colombe – Um dos restaurantes mais disputados da África do Sul. Nunca consegui uma reserva aqui pra falar a verdade… Não adianta ligar com alguns dias de antecedência, tem que ligar com semanas, talvez uns 2 meses antes pra reservar. Infelizmente crianças abaixo de 12 anos não são bem-vindas durante o jantar, somente almoço.  Fone: +27 (0) 21 795 0125 / +27 (0) 21 794 2390

5 Rooms – Menu cosmopolita, ambiente sóbrio, tradicional e elegante. Aberto para jantar de 2a a Sabado e almoço aos Domingos. Tem também Chá da Tarde, “High Tea” das 15:30 às 17:30. Fone: +27 (0) 21 795 6313, GPS: 34° 0’46.55″S 18° 27’3.06″E – Atualização: Fechado para reforma.

The Greenhouse – elegante e sereno, é atualmente o restaurante número 1 no trip advisor em Constantia. É chique (fine dinig) e moderno. Então seria redundante dizer que é preciso fazer reserva né? Possui menu degustação com emparelhamento de vinhos. Aberto apenas para jantar. Fone: +27 (0) 21 795 6226 / Endereço: dentro do Hotel The Cellars-Hohenort na 93 Brommersvlei Rd.

The Brasserie Bistro rústico e acolhedor, nada de prato “gourmet” aqui, é tudo mais caseiro. Pratos são feitos com ingredientes orgânicos e comprados localmente. Fone: +27 21 712 1363 / Endereço: Shop 1 Forest Glade House, Tokai Road

Onde dormir

A regra em Constantia são acomodações de luxo…

Steenberg Hotel and vineyards – registrada como a fazenda mais antiga da Africa do Sul, aqui você encontra SPA, Golf, restaurante e acomodação cheia de charme.  Preços vão de 2850 a 17500 rands! Fone: +27 (21) 713 2222, GPS: -34.075323, 18.422774

premier-suite

Alphen Boutique Hotel – apenas a 15 km do centro de Cape Town, este elegante butique hotel é pra quem procura luxo e exclusividade. O hotel conta com 19 suites e faz suas 5 estrelas valerem a pena. Preços vão de 1800 a 5500 rands dependendo da estação. Fone: +27 (0) 21 795 6300, Endereço: Alphen Drive, Constantia, 7806. GPS: 34° 0’46.55″S 18° 27’3.06″E

constantia_alphen

 

Outras opções de hospedagem em Constantia aqui.

Outros passeios em Constantia

Outras opções pra quem não está de carro e quer um passeio mais formal que o tour de ônibus, pode optar por estes passeios com operadoras de turismo. É possível comprar antecipado, um  tour é de bicicleta e o outro tour guiado de carro pelas vinícolas. Ambos custam por volta de 300 reais e duram meio dia.

Bike & Saddle – pedalada pelas vinícolas com degustação de vinhos.

Se lança…

 

Veja estes outros posts que podem te interessar:

Viajar para a África do Sul – Post Índice
Franschhoek e Stellenbosch, melhor região de vinícolas do mundo
10 melhores vinícolas de Stellenbosch
5 melhores vinícolas de Franschhoek
O que fazer na Cidade do Cabo, melhores dicas reunidas
Cape Town – além do roteiro tradicional
Praias de Cape Town
Mergulhando com tubarões brancos na África do Sul

Tudo sobre as Vinícolas em nosso Guia Se Lança pra África do Sul:

[products ids=”3484″]

Franschhoek e Stellenbosch, melhores vinícolas perto de Cape Town

Sem sombra de dúvida, as cidades de Franschhoek e Stellenbosch contem as melhores vinícolas perto de Cape Town.

É possível fazer um bate-e-volta de Cape Town em um dia só e conhecer várias delas – ou então, pernoitar em uma das vinícolas pra “sentir o clima” do vale. Eu já fiz as duas coisas, e cada uma se adequou perfeitamente ao meu tempo e roteiro.

Vinícolas perto de Cape Town

Ao programarmos nossa viagem pra Cape Town, meu marido e eu fizemos apenas uma única promessa: não vamos de jeito nenhum, nem sob tortura à mais uma vinícola. Isso porque já havíamos ido à vinícolas na Argentina, Chile e França e honestamente, chega.

Mas o destino é engraçado.

No terceiro dia da nossa viagem, depois de muita chuva, tempo feio e passeios fracassados – e sem perspectiva nenhuma de melhora – recorremos à Michele (staff do hotel) suplicando peloamor o que fazemos por aqui com esse tempo feio? E a resposta dela veio em forma de pergunta: “Have you been to the winelands?” (Vocês já foram aos vinhedos?).

Pensa em duas pessoas com cara de bunda. Mas apesar da nossa decepção, pensamos, okay vamos lá, não tem mais onde ir com esse tempo ruim mesmo.

Sorte a nossa, hoje é uma de nossas regiões prediletas na África do Sul, não tem pra França, Chile, nem Argentina. Se um dia tiver que escolher uma vinícola pra ir na vida, venha pra Franschhoek e Stellenbosch. (Se estiver com pouco tempo, você pode escolher Constantia que também é super legal!)

Parreira

Vinícolas na África do Sul

A região de vinícolas na África do Sul é composta por diversas cidades e áreas rurais.

As principais para visitar são Stellenbosch, Franschhoek e Paarl. São todas próximas umas das outras e é possível visitar várias vinícolas em um dia.

Essa região é considerada a maior região produtora de vinhos da África do Sul. Fica a 40 minutos do centro de Cape Town, num caminho de 50 km pela rodovia N2, a mesma que leva ao aeroporto.

Quais vínicolas visitar?

Você vai passar por várias vinícolas (sério, várias, incontáveis, inúmeras vinícolas), se gostar da cara dela entra, da uma volta, experimenta um vinho, e vá pra próxima.

Não paga para entrar, e lá dentro você decide se quer apenas conhecer o recinto, experimentar o vinho, fazer um tour guiado, ou tudo isso junto.

Vale a pena comprar vinhos dentro das vinícolas?

Não se preocupe em comprar garrafas de vinho nas vinícolas. Qualquer supermercado (ou no free shop) vai oferecer as mesmas opções pelo mesmo preço.

Não se esqueça de experimentar a uva da África do Sul: Pinotage.

Boschendal Wine Estate
Boschendal Wine Estate em Franschhoek

Precisa de carro para visitar as vinícolas perto de Cape Town?

Eu só ando de carro alugado na África do Sul, acho muito mais prático.

Aqui não seria diferente, claro que precisa de carro! É tudo longe pra caramba e no meio da estrada. O conselho aqui é pegar as coordenadas (latitude e longitude) das vinícolas, e não o endereço para achar no GPS. Veja neste post como dirigir na África do Sul.

Agora pra quem não quer alugar carro, uma opção é usar Uber, que está presente em Cape Town e região. E a novidade do momento é o Franschhoek Wine Tram.  Um serviço de hop-on-hop-off em um bonde super bonitinho. Sai do centro de Franschhoek e custa 240 rands. (Mais sobre este passeio no blog Bastante Sotaque).

Babylonstoren
Babylonstoren em Franschhoek

Onde dormir em Stellenbosch

É possível dormir em Cape Town e vir apenas passar um dia na região.

Se quiser dormir por aqui, eu conheci e recomendo o: Asara, em Stellenbosch. É uma vinícola que possui hotel e espaço para eventos (casamentos chiques). O hotel é muito lindo, o restaurante (abaixo) é maravilhoso, vale a pena. Os vinhos em si, não são os tops da África do Sul, mas são bons sim – e o hotel está bem localizado para ir à outras vinícolas durante o dia. Gostamos muito do lugar, viagem em casal.

Também já fiquei no Spier com minha família – melhor opção para quem tem crianças!  Outra opção de pousada em vinícola com bom custo benefício é a Zorgvliet Wines Country Lodge, também é bem localizada para sair e explorar Stellenbosch.

Para quem quer dormir na cidade, a Bonne Esperance Guest House é uma linda casa vitoriana transformada em pousada. Fica perto da Universidade de Stellenbosch.

Onde dormir em Franschhoek

O centrinho de Franschhoek é tão fofo que recomendo dormir ali, pra curtir a cidadezinha e restaurantes a noite. O Le Petit Paris é uma pousada perto da rua principal. Aconchegante e tranquilo, rodeada de jardins, flores e fontes de água. Bom custo benefício na região.

Veja mais opções de hospedagem em Franschhoek aqui.

Vista do Vale no Asara
Vista do Vale no Asara

Restaurantes nas vinícolas e região

Onde comer em Franschhoek

Cafe des Artes – lugar bem descontraído, aberto todos os dias para café da manhã, almoço e jantar. As refeições diurnas são muito boas, sanduíche por 65 Rands, Pato Confitado por 145. Fone: +27 (0)21 876 2952, Endereço: 7 Reservoir West Street (na cidade)

French Connection Bistro – Como o nome já diz, comida francesa 😉 Na verdade o cardápio é bem variado e contemporâneo. As porções são bem servidas e o ambiente descontraído. Aberto para almoço e jantar. Se quiser uma mesa na rua é bom reservar, se não der, sente-se lá dentro que também é gostoso.  Tel: +27 (0)21 876 4056, Endereço: 48 Huguenot Rd (na cidade)

Foliage – número 9 no ranking dos 10 melhores restaurantes da África do Sul. Ambiente agradabilíssimo, possui a cozinha aberta, excelente serviço e apresentação. O menu é muito criativo, misturando diversos sabores que à primeira vista você não entende. Vale conhecer! Pratos principais vão de 130 (vegetariano) a 225 (frutos do mar) Rands. Fone: +27 (0)21 876 2328, Endereço: 11 Hugenot Road (na cidade)

Pierneef à La Motte (dentro da vinícola) – Restaurante muito bom, e claro servem os vinhos produzidos lá. Também é um ambiente aconchegante e intimista, cozinha aberta, lareira, lustres – muito bonito. Comida deliciosa, e porções bem servidas. Pedimos entrada, prato principal e sobremesa, foi difícil demais dar conta do recado rs. Tel: +27 (0)21 876 8800 R45 Main Road, Franschhoek Valley (no campo)

Mesa no Pierneef à La Motte
Mesa no Pierneef à La Motte

Onde comer em Stellenbosch

Raphael’s (dentro da vinícola Asara) – Excelente restaurante, comida contemporânea, decoração sóbrea e elegante. (Use uma roupa bonitinha pra frequentar). Servem vinhos de outras cartas, não só do Asara. Tel: 21 888 8000, Polkadraai Road

Rust En Vrede – Lugar legal demais! Menu com 4 pratos custa 720 Rands por pessoa, aberto de Terça a Sábado à partir das 18:30.A louça foi encomendada a um renomado oleiro e talheres escolhidos a dedo para dar um toque especial a este lugar. Infelizmente é desses onde crianças abaixo de 12 anos não são bem-vindas. Fone: +27 (0)21 881 3757. Fica na vínicola de mesmo nome.

Wijnhuis – bar/restaurante moderno, tem uma carta de vinhos com mais de 500 opções, servem taças a partir de 13 rands. Boa escolha também para quem cansou de vinho e quer tomar uma cerveja.Tem hamburguer por 85 Rands e Chicken Shinitzel por 110 Rands. Fone: + 27 (0)21 887 5844, Endereço: Esquina das ruas Church e Andringa (na cidade)

Roteiro de 1 dia nas vinícolas perto de Cape Town

Stellenbosch e Franschhoek

Essa é uma sugestão de roteiro de 1 dia nas vinícolas saindo de Cape Town. É preciso um dia inteiro para completá-lo.

São 171 km.

Dentro de cada vinícola você pode decidir em fazer um tour pelo processo de produção e no final uma degustação de vinhos com o acompanhamento de um guia que dá informações bem detalhadas e interessantes. Ou então pular o tour ir direto para o recinto de wine tasting.

A maioria das vinícolas fazem esse tipo de tour, mas é bom checar horário e disponibilidade antes de partir. Se fizer esse tour em uma delas é suficiente, as próximas serão iguais. Também pense onde você quer almoçar e agende antes de sair.

Roteiro nas vinícolas:

A – Cape Town
B – Babylonstoren, vínicola e fazenda no estilo Cape Dutch (33 49′ 21.00″ S / 18 55′ 48.00″ E)
C – Boschendal Wine Estate (33˚ 52′ 39.04″ S / 18˚ 58′ 22.31″ E)
D – La Motte (33º 53′ 0.91″ S / 19º 4′ 21.57″ E)
E – Franschhoek – visite o centro da cidade, tem várias lojinhas, restaurantes. Tem também lojas de degustação de chocolates!
F – Stellenbosch – visite o centro da cidade, é maior que Franschhoek. Visita a Dorp Street e Church Street.
G – Asara Wine Estate & Hotel (33° 56′ 35.00″ S / 18° 48′ 33.00″ E)
H – Cape Town

rota dos vinhos

Outras vinícolas perto de Cape Town

Se você vai passar mais tempo nessa região maravilhosa (e se você puder, faça-o!), confira aqui as melhores vinícolas pra visitar e outras opções:

10 melhores vinícolas em Stellenbosch
5 melhores vinícolas em Franschhoek
3 melhores vinícolas em Paarl
Constantia, vinícolas perto de Cape Town
3 melhores vinícolas para ir com crianças
Vinícola Spier, onde ficar em Stellenbosch

Passeio guiado de 1 dia nas vinícolas

O roteiro acima nós sugerimos para quem está de carro e quer fazer o passeio por conta própria – seu ritmo, suas escolhas. Mas quem não está de carro, ou não tem motorista da rodada, pode optar por este passeio guiado de 1 dia nas vinícolas. Custa por volta de 225 reais por pessoa, sendo que o guia te busca no seu hotel em Cape Town. O passeio inclui as cidades de Stellenbosch, Paarl e Franschhoek. Tem 3 degustações de vinhos e 1 degustação de queijos inclusas, além de passear pelos centros históricos e pequena prisão onde o Mandela ficou preso logo antes de ser solto.

O que mais fazer em Cape Town e Região

O que fazer na Cidade do Cabo, melhores dicas reunidas
Cape Town – além do roteiro tradicional
Praias de Cape Town
Cape Town com crianças
Onde fazer safari perto de Cape Town
Hermanus, onde ver baleias na África do Sul

Sugestões de Vinhos Sul-Africanos

10 vinhos tintos bons e baratos para tomar na África do Sul
10 vinhos brancos bons e baratos para tomar na África do Sul
7 Melhores Vinhos Sul-Africanos

Se ficou alguma dúvida ou se quiser apenas deixar um palavrinha carinhosa pra gente, escreva nos comentários aqui abaixo.
Escreve, escreve, escreve 🙂

Ah, e não deixe de seguir nossas andanças no Instagram. Sempre tem dica boa por lá também.

~ Se Lança ~

Mais opções de roteiros e sugestões de vinícolas em nosso Guia:

Ainda não sabe pra onde ir?
A gente te ajuda! Escolha um destino.